Pular para conteúdo

Pular para sumário

De Nossos Leitores

De Nossos Leitores

 De Nossos Leitores

Adolescência. Obrigada pela série “Como enfrentar os desafios da adolescência” (8 de julho de 2004). Estou no início da adolescência e tive alguns problemas que incomodaram minha consciência. Graças a esses artigos, recebi o conselho necessário que me ajudará a lembrar de meu Grandioso Criador. Espero passar por essa fase sem sentir as dores causadas por ceder a este mundo.

R. R., Albânia

Quando eu era criança, tinha muitos amigos da minha idade. Mas à medida que fomos crescendo, paramos de conversar uns com os outros. Depois das reuniões cristãs, eu sentava no carro sem me associar com ninguém. Fiquei aliviada quando li que é comum adolescentes sentirem uma ampla variedade de emoções e que uma das melhores maneiras de combater a solidão é mostrar interesse em outros — inclusive nos que não são da nossa idade. Na reunião daquele dia, conversei com pessoas de várias idades, e fiquei feliz com isso.

M. K., Japão

Tenho 15 anos e estava precisando muito dessa informação. Os jovens citados me ajudaram a ver que eu não sou a única a lidar com emoções dolorosas e que esses sentimentos podem ser vencidos. Essa informação me fortaleceu e encorajou!

L. R., Ucrânia

Obrigada por essa série. É bom saber que é possível enfrentar esse período turbulento. Espero que os artigos ajudem outros jovens a lidar com essa fase da vida de uma maneira equilibrada.

R. V., Itália

Essa série é justamente o que eu procurava. Tenho altos e baixos emocionais e, às vezes, me sinto muito insegura e solitária. Sempre me senti culpada de ter esses sentimentos. Mas o último artigo da série declarou: “Jeová Deus quer que você seja feliz. Mas feliz de verdade, não apenas que ostente uma fachada de alegria para mascarar a infelicidade interior.” Quando li essas palavras, as lágrimas rolaram. O artigo também disse que, no devido tempo, esses sentimentos perturbadores passam. Isso foi de muito, muito conforto. Tive minha força renovada. Muito obrigada!

H. T., Japão

Quando vi essa revista no Salão do Reino, imediatamente comecei a folheá-la. Em casa, eu não conseguia parar de ler o artigo. Mas fiquei muito desapontada quando terminou, porque eu não queria que acabasse. Continuem escrevendo artigos desse tipo!

K. C., Estados Unidos

Teclados. Tenho 12 anos de idade. Obrigado pelo artigo “Um mundo de música ao toque dos dedos” (8 de julho de 2004). Comprei um livro sobre instrumentos musicais que tem explicações sobre instrumentos de teclado. O livro explica detalhes sobre teclado, mas não tão bem quanto na Despertai!. Estive procurando um artigo assim por um bom tempo. O talento para tocar instrumentos musicais é mesmo um maravilhoso presente de nosso Criador!

D. G., Alemanha

Intimidação. Recentemente, uma Testemunha de Jeová me deu a revista com a série “Assédio moral no trabalho — O que fazer?” (8 de maio de 2004). Devido à intimidação no trabalho, um conhecido meu se demitiu. Na Alemanha, isso significa que ele só poderia receber os benefícios do governo depois de três meses. Fiz o que pude por ele e anexei a revista a uma carta para a agência de empregos. Graças a essa revista, o jovem conseguiu os benefícios apenas três dias depois!

R. S., Alemanha