Pular para conteúdo

Pular para sumário

Será que Deus aprova o casamento entre pessoas do mesmo sexo?

Será que Deus aprova o casamento entre pessoas do mesmo sexo?

 O Conceito da Bíblia

Será que Deus aprova o casamento entre pessoas do mesmo sexo?

Durante a cerimônia na igreja, dois homens ficam em pé de mãos dadas na presença de um bem-conhecido bispo episcopal. Eles fazem um “voto . . . perante Deus e a Igreja”. Com traje enfeitado de dourado e branco, o bispo abençoa publicamente a união. Depois o casal se abraça e se beija, e são aplaudidos de pé. Segundo esse bispo, tais relacionamentos homossexuais “são santos e merecem ser abençoados, . . . merecem ser chamados do que são: sagrados”.

No entanto, outros líderes religiosos expressam forte oposição à união entre pessoas do mesmo sexo. “Essa decisão [do bispo] nos perturba muito”, declarou Cynthia Brust, porta-voz do Conselho Anglicano Americano, um grupo de episcopais conservadores. “Abençoar casamentos entre pessoas do mesmo sexo contradiz o ensino claro da Bíblia sobre sexualidade e casamento”, disse ela, acrescentando que a “sexualidade . . . deve limitar-se apenas ao homem e à mulher no sagrado matrimônio”.

A controvérsia exaltada sobre esse assunto não se restringe à religião. Travam-se internacionalmente debates políticos acalorados, visto que são grandes as implicações sociais, políticas e econômicas envolvendo pensões, assistência médica e impostos.

 Assuntos que têm a ver com direitos civis e reconhecimento legal muitas vezes são complicados e dividem a opinião pública. Os verdadeiros cristãos procuram manter uma posição neutra, evitando debates políticos. (João 17:16) * Mesmo assim, alguns que respeitam a Bíblia ficam confusos com relação a casamento entre pessoas do mesmo sexo e homossexualismo. Como você encara o casamento entre pessoas do mesmo sexo? Qual é a norma de Deus para o casamento? Como sua atitude pode afetar o relacionamento com Deus?

O Criador estabelece a norma

O Criador estabeleceu leis para reger o casamento muito tempo antes de os governos começarem a regulamentar essa instituição. O primeiro livro da Bíblia diz: “O homem deixará seu pai e sua mãe, e tem de se apegar à sua esposa, e eles têm de tornar-se uma só carne.” (Gênesis 2:24) A palavra hebraica para “esposa”, segundo o Dicionário Vine, “denota alguém que é um ser humano feminino.” Jesus confirmou que os que se unissem em casamento deveriam ser “macho e fêmea”. — Mateus 19:4.

Assim, Deus intencionava que o casamento fosse um vínculo permanente e íntimo entre um homem e uma mulher. Homem e mulher foram feitos para se complementar, para poderem satisfazer as necessidades e os desejos emocionais, espirituais e sexuais um do outro.

O bem-conhecido relato bíblico sobre Sodoma e Gomorra revela os sentimentos de Deus sobre o homossexualismo. Ele declarou: “O clamor de queixa a respeito de Sodoma e Gomorra, sim, é alto, e seu pecado, sim, é muito grave.” (Gênesis 18:20). A extensão de sua depravação pecaminosa naquele tempo ficou evidente quando dois hóspedes visitaram o justo Ló. “Os homens de Sodoma, cercaram a casa, desde o rapaz até o velho, todo o povo numa só turba. E chamavam a Ló e diziam-lhe: ‘Onde estão os homens que foram ter contigo hoje à noite? Traze-os para fora a nós, para que tenhamos relações com eles.’” (Gênesis 19:4, 5) A Bíblia diz: “Os homens de Sodoma eram maus e eram grandes pecadores contra Jeová.” — Gênesis 13:13.

Os homens ficaram “violentamente inflamados na sua concupiscência de uns para com os outros, machos com machos”. (Romanos 1:27) Eles foram “após a carne para uso desnatural”. (Judas 7) Nos países onde são difundidas campanhas sobre direitos homossexuais, alguns talvez não aceitem o uso da palavra “desnatural” para descrever o homossexualismo. Mas quando se trata da natureza humana, não é Deus o derradeiro juiz? Ele ordenou a seu antigo povo: “Não te deves deitar com um macho assim como te deitas com uma mulher. É algo detestável.” — Levítico 18:22.

Sua responsabilidade perante Deus

A Bíblia é clara: Deus não aprova nem faz vista grossa às práticas homossexuais. Ele também desaprova as pessoas que “consentem com os que as praticam”. (Romanos 1:32) O “casamento” não pode dar ao homossexualismo uma aparência de respeitabilidade. A orientação de Deus de que “o matrimônio seja honroso entre todos” exclui as uniões homossexuais, que ele considera detestáveis. — Hebreus 13:4.

Apesar disso, com a ajuda de Deus, qualquer um pode aprender a ‘abster-se de fornicação’, o que inclui atos homossexuais, e “obter posse do seu próprio vaso em santificação e honra”. (1 Tessalonicenses 4:3, 4) É verdade que isso nem sempre é fácil. Nathan *, que antes levava um estilo de vida homossexual, disse: “Eu pensei que jamais conseguiria parar com isso.” Mas com a ajuda do ‘espírito de Deus’ ele realmente mudou. (1 Coríntios 6:11) Como Nathan descobriu, nenhum problema é grande demais para Jeová, que pode prover a força e a ajuda necessárias para que a pessoa possa satisfazer Seus padrões e receber Suas bênçãos. — Salmo 46:1.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 6 Mesmo quando as leis do país entram em conflito com sua consciência treinada pela Bíblia, as Testemunhas de Jeová não se envolvem em protestos ou em qualquer campanha política para mudar essas leis.

^ parágrafo 14 Não é seu verdadeiro nome.

[Crédito da foto na página 26]

Foto de Chris Hondros/Getty Images