Pular para conteúdo

Pular para sumário

Acuado pelo estresse

Acuado pelo estresse

 Acuado pelo estresse

O ESTRESSE, e não o câncer ou a Aids, é “o problema de saúde N.° 1 nos Estados Unidos”, segundo o cabeçalho de um artigo publicado pelo Instituto Americano do Estresse, que diz: “Estima-se que 75% a 90% das consultas com clínicos gerais devem-se a problemas relacionados com o estresse.”

Não é exagero dizer que as pessoas hoje se sentem acuadas pelo estresse. Segundo a Liga Nacional dos Consumidores, “entre os adultos estressados que enfrentam problemas, o trabalho é a causa principal de estresse (39%), seguido da família (30%). Algumas outras causas são: saúde (10%), preocupação com a situação financeira (9%), com conflitos internacionais e com o terrorismo (4%)”.

Mas o estresse não afeta apenas os americanos. Segundo estimativas de uma pesquisa britânica realizada em 2002, “nos anos 2001 e 2002 mais de meio milhão de pessoas, na Grã-Bretanha, acreditavam que o grau de estresse relacionado ao trabalho [profissional] afetava a saúde a ponto de ficarem doentes”. “Calcula-se que treze e meio milhões de pessoas, por ano, se ausentem do serviço na Grã-Bretanha” em resultado do “estresse profissional, da depressão ou da ansiedade”.

No continente europeu a situação não está muito diferente. Segundo a Agência Européia para a Segurança e a Saúde no Trabalho, “constatou-se que o estresse profissional vem afetando milhares de europeus em todos os tipos de emprego”. Uma pesquisa revelou que há “anualmente cerca de 41 milhões de trabalhadores [na União Européia] que sofrem com estresse profissional”.

E na Ásia? O relatório de um congresso realizado em Tóquio concluiu: “O estresse profissional é uma causa de preocupação em muitos países, tanto países em desenvolvimento como industrializados.” Disse ainda que “em vários países do Leste Asiático, incluindo a China, a Coréia e Taiwan houve rápido crescimento da economia e da industrialização. Só que, em resultado disso, esses países hoje têm de enfrentar o problema do estresse profissional e seus efeitos na saúde dos trabalhadores”.

Mas não é preciso uma pesquisa para convencê-lo que as pessoas estão estressadas. É muito provável que você também esteja vivendo esse problema! Como o estresse pode atingir você e sua família? Como enfrentá-lo? Os artigos que se seguem vão analisar essas questões.

[Foto na página 3]

Para muitos, o emprego é a principal causa de estresse