Pular para conteúdo

Pular para sumário

Todos precisam de amigos

Todos precisam de amigos

 Todos precisam de amigos

“Um amigo é aquele com quem você pode conversar abertamente sobre qualquer coisa, alguém que pode falar com você a qualquer hora do dia.” — Yaël, França

“Um amigo compreende quando você está abalado emocionalmente e sente as mesmas coisas que você.” — Gaëlle, França

“HÁ UM amigo que se apega mais do que um irmão.” (Provérbios 18:24) A natureza humana não mudou desde que esse versículo da Bíblia foi escrito há uns 3 mil anos. A amizade continua sendo vital para o intelecto assim como a água e o alimento são para o corpo. Mas para muitos é difícil satisfazer essa necessidade básica. A solidão tornou-se algo habitual. “Não precisamos ir longe para descobrir algumas das causas”, declaram Carin Rubenstein e Phillip Shaver em seu livro In Search of Intimacy (Em Busca da Intimidade). Eles mencionam fatores como “mobilidade difundida” (pessoas mudando de residência constantemente), “cidades impessoais e com alto índice de criminalidade” e “substituição da vida comunitária e interpessoal por televisão e fitas de vídeo”.

“Hoje, o cidadão urbano tem contato com mais pessoas em uma semana do que um aldeão do século 17 teria em um ano ou em sua vida inteira”, escreveu Letty Pogrebin em seu livro Among Friends (Entre Amigos). Portanto, pode ser difícil dar atenção suficiente para as pessoas a ponto de desenvolver e manter amizades duradouras, devido à quantidade enorme de conhecidos entrando e saindo de nossa vida. Além disso, a vida moderna esgota nosso tempo e energia.

A sociedade está em constante mudança, mesmo nos lugares em que a vida não era tão agitada pouco tempo atrás. “Éramos muito, muito apegados aos amigos”, diz Ulla, da Europa Oriental. “Mas agora as pessoas se afundam no emprego ou vivem correndo atrás de objetivos pessoais. Todos estão ocupados o tempo todo e estamos percebendo que velhas amizades estão se desintegrando aos poucos.” Com toda essa agitação moderna, as amizades talvez sejam relegadas a segundo plano.

Essa necessidade intrínseca do ser humano, no entanto, continua acesa. Os jovens em especial sentem-na com mais intensidade. Conforme a explicação de Yaël, citada acima, “o jovem precisa se sentir aceito, pertencer a um grupo e estar achegado a alguém”. Quer jovem quer idoso, todos precisam de amizades alegres e significativas. E há muito que pode ser feito para ter e manter amizades, apesar dos desafios. Os próximos artigos abordarão isso.