Pular para conteúdo

Pular para sumário

De Nossos Leitores

De Nossos Leitores

 De Nossos Leitores

Débito de sono. Obrigada pela série “Débito de sono — você é vítima?” (8 de fevereiro de 2004). Os leitores de Despertai!, como sempre, receberam muitas informações úteis e muito consolo. Faz uns dois anos e meio que sofro de apnéia do sono. No começo eu sabia que alguma coisa estava errada, mas não sabia o que era. Depois do diagnóstico, descobri que perder sono é um assunto muito sério! Essa revista vai ser de ajuda para explicar minha situação aos amigos.

W. M., Estados Unidos

Trabalho com computadores e, devido a uma agenda apertada, meu sono não tem sido regular. Há algum tempo, passei várias noites quase sem dormir, por causa de um trabalho com prazo de entrega. Pouco depois disso, ao dar um anúncio em uma reunião no Salão do Reino, sofri uma leve crise de desorientação. Eu disse exatamente o contrário do que devia ter dito! Na realidade, fiquei assustado ao ler a revista e ver o dano que a falta de sono pode causar. Sem dúvida, já é hora de reconsiderar meus hábitos de sono.

T. I., Japão

Sofro da síndrome das pernas inquietas, mencionada na série. Embora eu tenha tomado algumas medidas positivas para lidar com essa doença, minha confiança é na promessa bíblica em Isaías 33:24, de que em breve “nenhum residente dirá: ‘Estou doente.’ ”

L. O. G., Espanha

O artigo contém algumas informações equivocadas sobre a síndrome das pernas inquietas. Sofro de uma forma severa desse mal, e as causas mencionadas estão equivocadas. Essa é uma doença neuromuscular.

Y. J., Estados Unidos

“Despertai!” responde: O artigo não forneceu uma consideração pormenorizada das causas médicas para esse distúrbio. Em vez disso, mencionou algumas coisas que, segundo os pesquisadores, podem estar relacionadas a ela. De qualquer forma, como mostrou a nota de rodapé, o número de 22 de novembro de 2000 trouxe uma consideração mais extensa da síndrome das pernas inquietas. O artigo declarou: “Classificada pelos especialistas como um distúrbio neurológico, é difícil identificar a causa da SPI.”

Roupa mexicana. Li com muito interesse o artigo “Temos orgulho de nossas roupas” (8 de fevereiro de 2004). Fiquei muito feliz por vocês terem mencionado os chontais de Oaxaca, embora sejam poucos em número em comparação com outras etnias. Meu avô e meu bisavô eram chontais, e eu achei que as informações foram apresentadas de modo muito respeitoso.

A. L., México

Artigos como esse são de ajuda para nos familiarizar com outras culturas e raças. Por favor, continuem a publicar informações excelentes como essas, pois lê-las é uma maneira de visitarmos pessoas e lugares que não podemos visitar pessoalmente, por falta de recursos.

M. L. E., México

Gatos selvagens. Tenho 13 anos e gosto muito de ler a Despertai!. Apreciei o artigo “Quando gatos tornam-se selvagens” (8 de fevereiro de 2004). Gosto de todos os animais, mas especialmente dos gatos. Não vejo a hora de receber o próximo número!

Z. B., Rússia

Chuva. Muito obrigado pelo artigo “Está chovendo de novo!” (8 de fevereiro de 2004). Há anos me pergunto como milhões de toneladas de água são retidos na atmosfera. Graças à Despertai! finalmente tive resposta à minha pergunta.

G. D., França