Pular para conteúdo

Pular para sumário

Como evitar o sexo antes do casamento?

Como evitar o sexo antes do casamento?

 Os Jovens Perguntam  . . . 

Como evitar o sexo antes do casamento?

“Aos 19 anos, eu fiz sexo com um rapaz da escola. Depois, fiquei arrasada. Eu me sentia um lixo.” — Juliana. *

“FUGI da fornicação”, ordena a Bíblia. (1 Coríntios 6:18) Mas poucos jovens hoje parecem dispostos a obedecer a essas palavras, evitando o sexo antes do casamento. Alguns, como Juliana, cederam aos seus desejos e ficaram muito abalados e com a consciência pesada.

É verdade que não é nada fácil controlar o impulso sexual. O compêndio Adolescent Development (O Desenvolvimento do Adolescente) observa que mudanças hormonais na puberdade são sempre “acompanhadas de aumento dos impulsos sexuais”. Jorge reconhece: “Às vezes, sem mais nem menos me pego pensando em sexo.”

O professor de pediatria Howard Kulin, porém, observa: “Não é tão simples como dizem. Referente ao comportamento [dos adolescentes], não dá para jogar toda a culpa nos hormônios.” Ele explica que fatores sociais, principalmente a influência dos colegas, podem ser muito convincentes.

A escritora Patricia Hersch no seu livro A Tribe Apart (Uma Tribo à Parte), diz que “os jovens criaram sua própria comunidade.  . . . Não se trata apenas de um grupo de colegas, mas de um grupo isolado [dos adultos] — uma sociedade com valores, ética e regras próprios”. Mas a “ética” e “regras” de muitos jovens hoje acabam levando os adolescentes a ceder aos impulsos sexuais, em vez de controlá-los. E é por isso que muitos se sentem pressionados a experimentar o sexo antes do casamento.

Os jovens cristãos, por sua vez, são ajuizados ao decidirem evitar todas as formas de fornicação, cientes de que Deus as condena — visto que são “obras da carne”. * (Gálatas 5:19) Como então permanecer casto em vista de tanta pressão?

Companhia de colegas ajuizados

É interessante que, assim como as pressões sociais podem exercer uma influência negativa, as boas amizades podem ter uma influência positiva sobre a pessoa. A Bíblia está certa quando diz: “Quem anda com pessoas sábias tornar-se-á sábio.”  (Provérbios 13:20; 1 Coríntios 15:33) Um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) observou que “os adolescentes que têm um bom relacionamento com os pais, outros adultos e colegas que se preocupam com eles” e “cuja família é bem estruturada e impõe limites . . . estão menos propensos a iniciar a vida sexual”.

O bom relacionamento com os pais pode ser especialmente gratificante. Miguel recorda: “Meus pais me ajudaram, e muito, a resistir às pressões de provar o sexo antes do casamento.” Os pais tementes a Deus criam os filhos dando-lhes uma boa estrutura e impondo limites baseados na Palavra de Deus. (Efésios 6:2, 3) Eles podem ser de apoio para os filhos, ajudando-os a continuar castos.

É verdade que, a princípio, muitos jovens ficam sem jeito de falar sobre sexo com os pais. Mas você poderá ficar surpreso de ver como seus pais vão entender bem o que você sente. Afinal, eles também já foram jovens. Cristiane aconselha: “Converse com seus pais. Não fique sem jeito ou envergonhado de falar com eles sobre sexo.”

E se os seus pais não seguem princípios bíblicos? Você poderá consultar-se com outras pessoas fora da família, mas continue a tratar seus pais com respeito. Jorge, citado anteriormente, disse: “Sobre esse assunto, eu recebo muita ajuda de casais cristãos maduros.” Tomoko, uma garota cuja mãe é descrente, concorda: “Quando preciso de conselhos, sempre falo com pessoas maduras que me edificam espiritualmente.” Mas ela avisa: “Eu não recorro a pessoas sem firmes princípios morais, mesmo que sejam da minha fé.

Às vezes é bom cuidar das suas amizades até dentro da congregação cristã. A Bíblia diz que, num grupo grande, geralmente há aqueles que não se comportam de forma honrosa. (2 Timóteo 2:20) O que fazer se descobrir que alguns jovens na sua congregação estão na realidade ‘ocultando o que são’? (Salmo 26:4) Não tenha amizade com eles. Amigos são aqueles que lhe dão força para continuar decidido a ter boa moral.

Rejeite propaganda prejudicial

É bom você se proteger da enxurrada de imagens e insinuações sexuais em fotos, cenas e mensagens que aparecem em livros, revistas, videoclipes, videogames, filmes e na internet. A mídia retrata o sexo antes do casamento como sendo glamouroso, bom e sem riscos. Mas e os efeitos? É como Tomoko, citada acima, reconheceu: “Eu assistia a um seriado que tratava o sexo com o maior descaso e até com certa conotação homossexual. Com o tempo, notei que já não estava mais encarando esses assuntos com a mesma seriedade de Jeová.”

Na verdade, o mundo do entretenimento sabe mascarar as realidades desagradáveis do sexo antes do casamento — gravidez indesejada, casamento prematuro e doenças sexualmente transmissíveis. Sabendo disso, não se deixe levar por aqueles “que dizem que o bom é mau e que o mau é bom”. — Isaías 5:20.

Lembre-se das palavras de Provérbios 14:15: “Qualquer inexperiente põe fé em cada palavra, mas o argucioso considera os seus passos.” Quando você estiver lendo, navegando na internet ou vendo TV e se deparar com fotos ou imagens sugestivas e excitantes, seja drástico! Feche o livro, desligue o computador ou mude de canal!  Depois, pense logo em outra coisa — algo sadio. (Filipenses 4:8) Assim, não permitirá que os desejos errados tomem conta de você. — Tiago 1:14, 15.

Cuidado com situações comprometedoras

Você está namorando? Então é importante ficar alerta. A Bíblia adverte: “O coração é mais traiçoeiro do que qualquer outra coisa e está desesperado.” (Jeremias 17:9) Não é nada difícil demonstrações de afeto levarem à conduta sexual imprópria. Ao sair para namorar, seja prevenido. Leve alguém junto ou saia num grupo bem comportado. Não fiquem sozinhos, para não se envolverem em situações comprometedoras.

Uma vez noivo, você pode achar que não há mal nenhum em certo contato físico. Mas a Organização Mundial da Saúde adverte: “Quando se aproxima o dia do casamento, a maioria das mulheres se envolve sexualmente com o noivo, mesmo sendo de famílias mais conservadoras.” * Então fixe limites e proteja-se de sofrimentos desnecessários.

Pode até parecer chocante, mas muitos jovens — especialmente as garotas — são forçados ou coagidos a ter relações sexuais. Um estudo concluiu que “60% das adolescentes, nos Estados Unidos, que tiveram relações sexuais antes dos 15 anos foram forçadas a isso”. Nesses casos, o rapaz geralmente usa de força para render a vítima. (Eclesiastes 4:1) Na Bíblia, por exemplo, lemos que Amnom, filho do Rei Davi, “se enamorou” de sua meia-irmã Tamar e enganou-a, criando uma situação para obrigá-la a ter relações sexuais com ele. — 2 Samuel 13:1, 10-16.

Isso não quer dizer que seja impossível proteger-se de ser estuprada ou forçada a ter relações sexuais. Seja prevenida. Fique alerta aos perigos, evite situações comprometedoras e reaja rápido ao se sentir ameaçada. *

‘Unifique’ seu coração

Esperamos que as sugestões dadas nesse artigo lhe sejam de ajuda na luta para se manter casto. Mas, a longo prazo, sua conduta dependerá do que você tem no coração. Jesus disse que “do coração vêm . . . fornicações”. (Mateus 15:19) Você deve então resistir à tendência de se tornar ‘dúbio’ (morno) ou de “coração dúplice” (hipócrita) nessa questão muito importante. — Salmo 12:2; 119:113.

Se sentir que está fraquejando ou com o coração dividido, ore como Davi, que implorou: “Unifica meu coração para temer o teu nome.” (Salmo 86:11) Em seguida, aja de acordo com suas orações, estudando a Bíblia e as publicações baseadas na Bíblia, colocando em prática o que aprende. (Tiago 1:22) Daniela disse: “O que me motiva a resistir às tentações é lembrar que ‘nenhum fornicador, nem pessoa impura tem qualquer herança no reino de Deus’.” — Efésios 5:5.

Evitar o sexo antes do casamento nem sempre é fácil. Mas, com a ajuda de Jeová, você poderá manter-se casto e poupar a si mesmo e a outros de muita angústia e sofrimento. — Provérbios 5:8-12.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 3 Os nomes foram mudados.

^ parágrafo 8 Veja o artigo “Os Jovens Perguntam  . . . Sexo antes do casamento é errado?”, na Despertai! de 22 de julho de 2004.

^ parágrafo 21 Veja o capítulo 29 do livro Os Jovens Perguntam — Respostas Práticas, publicado pelas Testemunhas de Jeová.

^ parágrafo 23 Sugestões seguindo essa linha de pensamento encontram-se nos artigos “Como me proteger de assédio sexual?” e “O que faço para meu namorado não me maltratar?”, da série de “Os Jovens Perguntam . . . ” na Despertai! de 22 de agosto de 1995 e 22 de junho de 2004.

[Foto na página 17]

Abrir-se com seus pais poderá ajudá-lo a manter-se casto

[Foto na página 18]

A companhia de um grupo bem comportado poderá ser uma proteção durante o namoro