Pular para conteúdo

Pular para sumário

De Nossos Leitores

De Nossos Leitores

 De Nossos Leitores

Comunicação. Eu não pude deixar de escrever sobre a série de artigos “Comunicação — essencial para a vida” (22 de setembro de 2003). Descreveu o padrão que se vê em toda a criação — criaturas que se ajudam. Até mesmo as plantas avisam umas às outras da presença de predadores. Será maravilhoso quando os seres humanos aprenderem a cuidar uns dos outros.

C. C., Estados Unidos

Gostei demais de como vocês descreveram a comunicação entre os animais. É bem evidente que há um Deus que é a fonte de todas essas coisas maravilhosas.

R. Z., Alemanha

Faltam-me palavras para expressar a alegria que senti ao ler esses artigos. Que privilégio incrível temos de poder nos comunicar com Deus!

A. W., África do Sul

Hoje de manhã estava bem desanimada quando peguei esses artigos para ler. Mas a parte sobre a comunicação entre os insetos me fez rir. Saí para o trabalho com um sorriso no rosto.

L. L., França

Tatuagem. Muito obrigada pelo artigo “Os Jovens Perguntam . . . E se eu fizer uma tatuagem?” (22 de setembro de 2003). Eu achava legal as tatuagens, e queria uma tatuagem adesiva temporária. Mas fiquei pensativa ao ler no artigo que não vamos querer fazer marcas no corpo que desonram a Deus, “mesmo que temporárias”. E depois de ler que uma tatuagem pode fazer outros tropeçar e me encarar como rebelde, parei para pensar e desisti da idéia.

A. K., Japão

Eu queria tanto fazer uma tatuagem! Mas esse artigo ajudou-me a ver que poderia me arrepender mais tarde. Vocês destacaram também os riscos à saúde, que eu havia despercebido. Muito obrigada pelo artigo bem convincente.

D. T., França

Piñatas. Li com interesse o artigo “A piñata — uma tradição antiga” (22 de setembro de 2003). Mas fiquei em dúvida sobre algumas coisas. A sua ligação com a religião falsa foi bem documentada, porém me pareceu que o artigo deu a entender que, se a consciência da pessoa permitir, não há problema. E o que dizer de aniversários e celebrações como o Natal?

S. W., Estados Unidos

“Despertai!” responde: Os cristãos evitam celebrações ou costumes que ainda envolvem crenças ou atividades religiosas falsas, que violam princípios bíblicos. Por exemplo, no que diz respeito às festas de aniversário, a Bíblia é bem clara ao traçar uma imagem negativa sobre elas. (Gênesis 40:20; Mateus 14:6-10) Mas se estiver bem óbvio que um costume atualmente não tem significado religioso falso e não envolve nenhuma violação dos princípios bíblicos, cada cristão deve avaliar e decidir se vai segui-lo ou não.

Biografia do cientista. Muito obrigada pelo artigo esplêndido “A ciência era a minha religião” (22 de setembro de 2003). Kenneth Tanaka não teve medo de encarar os fatos. Ele também foi humilde e reconheceu que suas crenças de tantos anos estavam erradas. Essa é a atitude correta.

S. A., Rússia

Venho sofrendo de depressão e luto contra a vontade de morrer. Li a pergunta no artigo de Kenneth Tanaka: “Se o destino da humanidade fosse a extinção, que sentido poderia haver para a nossa existência?” e isso mexeu comigo. Era como se Deus dissesse: “Continue a viver.”

C. C. I., Japão