Pular para conteúdo

Pular para sumário

De Nossos Leitores

De Nossos Leitores

 De Nossos Leitores

Pornografia. Obrigado pela série “Pornografia — inofensiva ou prejudicial?” (22 de julho de 2003). Eu precisava mesmo desse conselho franco. Fiquei envolvido por muito tempo com a pornografia antes de me tornar cristão. Os artigos me ajudaram a ver com muita clareza o perigo que a pornografia representa e as medidas drásticas que precisam ser tomadas para libertar-se da forte atração que ela exerce.

E. P., Estados Unidos

Fui muito feliz no meu casamento por 22 anos, mas há dois anos tudo terminou em divórcio. Ele era um marido maravilhoso e pai carinhoso e nós o perdemos para a pornografia. Esse vício perverso mudou a personalidade dele, de bondoso e gentil para bravo, mentiroso e bruto. Eu achava que era a única vítima da pornografia, mas agora me dou conta de que muitos são prejudicados por ela. Obrigada pela série de artigos muito bem redigida.

L. T., Estados Unidos

Fui viciado em pornografia durante mais de dez anos antes de começar a estudar a Bíblia. Apesar de tudo o que os seus defensores possam afirmar, não há absolutamente nada de bom nela. Antes de me tornar Testemunha de Jeová, fui viciado em quase todo tipo de droga. Mas o vício da pornografia foi o mais difícil de largar. Peço que continuem a publicar artigos como esses.

J. A., Estados Unidos

Os Jovens Perguntam. Quero agradecer a vocês do fundo do coração pelo artigo “Os Jovens Perguntam . . . Por que acho que tenho de ser perfeito?” (22 de julho de 2003). Tenho 25 anos e sou evangelizador de tempo integral. Desde pequeno, sempre me comparei com minha irmã e meu irmão, que são quatro e três anos mais velhos que eu. Lutava com meu complexo de inferioridade, achando que não prestava para nada. Para enfrentar esses sentimentos, eu me esforçava para ser perfeito em tudo. Esse artigo descreve exatamente como me sinto. Quero mudar esse meu jeito de pensar.

M. Y., Japão

Tenho 16 anos, e recentemente foi constatado que estou com depressão. Sempre quis fazer as coisas com perfeição e muitas vezes sofro achando que sou um fracasso. Esse artigo chegou na hora certa. Chorei sem parar ao ler a matéria. Nunca imaginei que houvesse tantos outros que lutam com os mesmos sentimentos. Obrigada pela série de artigos “Os Jovens Perguntam”. Aguardo ansiosamente o próximo artigo.

L. S., Estados Unidos

Mexilhão-zebra. Tenho doze anos e gostei demais do artigo “Praga purifica a água” (22 de julho de 2003). O que me chamou a atenção foi o fato de uma fêmea chegar a produzir 500 mil ovos por ano e de haver até 700 mil mexilhões-zebra em apenas um metro quadrado. O mar merece todo o nosso respeito por ser o habitat dos mexilhões-zebra e de outras criaturas. E com isso estaremos ao mesmo tempo mostrando respeito por Jeová Deus. Não deixem de escrever mais artigos interessantes como esse.

E. T., Itália

Revistas mais antigas. Tenho uma filha de meia-idade que recebeu o diagnóstico de mal de Parkinson. Achei um artigo sobre essa doença na Despertai! de 8 de janeiro de 1988. Toda a família leu várias vezes a matéria, incluindo minha filha, e isso nos tem ajudado a enfrentar a situação com serenidade. Apesar de o artigo ter sido escrito há mais de 15 anos, foi de muita ajuda para nós. A Despertai! vez por outra traz artigos sobre doenças das quais nunca ouvimos falar e que, com certeza, são de enorme encorajamento para os que padecem delas. Agradeço de coração pelo seu trabalho.

E. M., Japão