Pular para conteúdo

Pular para sumário

Seis maneiras de proteger a saúde

Seis maneiras de proteger a saúde

 Seis maneiras de proteger a saúde

O desafio dos países em desenvolvimento

PARA muitos hoje em dia, ainda é bem difícil manter a higiene, especialmente em países em que água limpa e saneamento são escassos. No entanto, manter-se asseado vale a pena. Estima-se que mais da metade das doenças e mortes entre crianças pequenas sejam causadas por micróbios levados à boca por meio de mãos sujas e água ou alimentos contaminados. Pode-se evitar muitas doenças, em especial a diarréia, colocando em prática as seguintes sugestões delineadas em Medidas Vitais, uma publicação do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef):

1 Elimine o excremento de forma segura

O excremento abriga muitos micróbios. Quando micróbios transmissores de doenças entram em contato com a água e os alimentos, ou com as mãos, utensílios e superfícies onde os alimentos são preparados ou servidos, eles podem chegar até a boca e ser ingeridos, causando doenças. A melhor maneira de evitar a disseminação desses micróbios é livrar-se dos excrementos. Deve-se usar vaso sanitário ou fossa séptica para o excremento humano. Certifique-se de que não haja dejetos de animais perto de domicílios, calçadas ou outros lugares em que as crianças brincam.

Onde não estão disponíveis vasos sanitários nem fossas sépticas, enterre logo o excremento. Lembre-se de que todos os dejetos contêm micróbios transmissores de doenças, até o excremento infantil, que também deve ser colocado na fossa ou enterrado.

Mantenha as fossas tampadas e sempre dê descarga ao usar o vaso sanitário. Limpe com freqüência as fossas e os vasos sanitários.

2 Lave as mãos

Lave as mãos regularmente. Lavá-las com água e sabonete ou com cinzas e água elimina os micróbios. Só jogar água nelas não é o suficiente: ambas as mãos devem ser esfregadas com sabonete ou cinzas.

É essencial lavar as mãos depois de defecar e depois de limpar a região anal duma criança que  acabou de defecar. Deve-se também lavar as mãos depois de tratar ou estar com animais, antes de manusear alimentos e antes de alimentar crianças.

Lavar as mãos ajuda a proteger as pessoas de vermes transmissores de doenças, os quais são muito pequenos para se enxergar sem o uso dum microscópio. Eles proliferam nas fezes e na urina, na superfície do solo e da água e em carnes cruas ou mal cozidas. Uma das principais maneiras de se prevenir contra a entrada de vermes em seu organismo é lavar as mãos. Além do mais, usar calçados quando se está perto de fossas pode contribuir para que os vermes não penetrem no corpo através da pele do pé.

As crianças sempre colocam as mãos na boca. Portanto, lave as mãos delas com bastante freqüência, especialmente depois de terem defecado e antes de comerem. Ensine-as a lavar as mãos e a não brincar perto de latrinas, vasos sanitários ou locais de defecação.

3 Lave o rosto todos os dias

Para evitar infecções oculares, lave o rosto todos os dias com sabonete e água. Faça a mesma coisa com as crianças. O rosto sujo atrai moscas transmissoras de micróbios, que causam infecções oculares e até cegueira.

Verifique os olhos dos filhos com freqüência. Olhos saudáveis são úmidos e brilhantes. Caso estejam secos, vermelhos ou irritados, ou lacrimejando, leve seu filho para ser examinado por um médico ou por alguém que trabalhe na área de saúde.

4 Use apenas água limpa

Em geral, as famílias têm menos doenças quando utilizam água limpa e a mantêm livre de micróbios. A água que você utiliza provavelmente estará limpa se passar por tubulações adequadamente construídas e com boa manutenção ou se ela for retirada de poços ou fontes despoluídos. A água de lagos, rios e tanques ou poços abertos tem muito mais probabilidade de estar contaminada, mas pode-se utilizá-la com mais segurança se for fervida.

Os poços devem ficar cobertos. Baldes, cordas e jarros usados para apanhar e armazenar água de poço devem ser lavados regularmente e guardados num local limpo, não no chão. Mantenha os animais longe  de onde se retira e se armazena água para consumo, e afastados dos cômodos onde os membros da família normalmente ficam. Não utilize pesticidas nem substâncias químicas perto de lugares onde se retira e se armazena água limpa.

No local onde mora, guarde a água num recipiente limpo e coberto, de preferência com torneira. Se o recipiente não tiver torneira, retire a água com uma concha ou copo limpo. Nunca se deve colocar as mãos sujas na água potável.

5 Proteja os alimentos contra os micróbios

É possível matar os micróbios cozinhando bem os alimentos, especialmente a carne. Os micróbios se multiplicam rapidamente quando a comida está morna. Portanto, coma-a logo depois de ficar pronta. Se precisar guardar o alimento por mais de duas horas, certifique-se de mantê-lo num lugar quente ou gelado. Também, se precisar reservá-lo para a próxima refeição, cubra-o. Dessa forma, irá proteger o alimento contra moscas e outros insetos. Antes de utilizá-lo novamente, reaqueça-o.

O leite materno é o melhor e o mais seguro alimento para bebês e crianças pequenas. O leite de origem animal recém-fervido ou pasteurizado é melhor do que o não-fervido. Evite usar mamadeira. Mas se não puder evitar o seu uso, esterilize-a com água fervente todas as vezes que for usá-la, pois as mamadeiras muitas vezes contêm micróbios que causam diarréia. É bem melhor dar ao seu filho leite materno ou alimentá-lo usando um copo limpo.

Lave as frutas e hortaliças com água limpa, especialmente se forem servidas cruas para bebês e crianças pequenas.

6 Elimine todo o lixo doméstico

Moscas, baratas e ratos são portadores de micróbios e essas criaturas se reproduzem com facilidade no lixo. Se não há coleta de lixo onde você mora, leve diariamente o lixo doméstico para um local adequado onde possa ser enterrado ou incinerado. Não guarde lixo nem água já utilizada dentro de casa.

Se você adotar esses procedimentos de forma regular, notará que logo farão parte de sua vida diária. Não são difíceis de aplicar e não requerem muito dinheiro para pôr em prática, mas protegerão a sua saúde e a de sua família.

[Foto na página 11]

Se não houver vaso sanitário nem fossa séptica, enterre logo o excremento

[Foto na página 11]

Lave as mãos com freqüência

[Foto nas páginas 12, 13]

Lave o rosto todos os dias com sabonete e água

[Fotos na página 12]

As famílias têm menos doenças quando usam água limpa e mantêm-na livre de micróbios

[Foto na página 13]

Se precisar deixar alimentos já cozidos para outra refeição, cubra-os

[Foto na página 13]

O lixo doméstico deve ser enterrado ou incinerado todos os dias