Pular para conteúdo

Pular para sumário

Um jeito diferente de limpar os dentes

Um jeito diferente de limpar os dentes

 Um jeito diferente de limpar os dentes

DO REDATOR DE DESPERTAI! EM ZÂMBIA

ÁFRICA — um continente onde as pessoas têm dentes tão bonitos apesar de haver tão poucas escovas de dentes de fabricação comercial! Como é que pode? Para muitos, o segredo de um belo sorriso consiste num simples pedaço de madeira — o pau de mascar!

Paus de mascar eram usados pelos antigos babilônios e mais tarde pelos egípcios, gregos e romanos. Essas pequenas “escovas de dentes” de madeira também eram comuns na Arábia pré-islâmica. Embora o pau de mascar ainda seja comum em partes da África, da Ásia e do Oriente Médio, deixou de ser usado pelos europeus há uns 300 anos.

No Oriente Médio, o pau de mascar é geralmente obtido da árvore chamada adaí, ou mucândi. Na África Ocidental, a limeira-da-pérsia e a laranjeira também são usadas, ao passo que o azedaraque é a principal árvore que fornece o pau de mascar no subcontinente indiano. Na África Oriental, cerca de 300 espécies de árvores e arbustos são usadas para essa finalidade. Como é que esses paus limpam os dentes?

Ao ser mastigado, as fibras da extremidade do pau ficam expostas, formando uma “escova” áspera. A mastigação contínua faz desprender as partículas de comida que ficam entre os dentes e estimula a circulação sanguínea nas gengivas. A mastigação também aumenta a produção de saliva, que atua como antisséptico natural, removendo as bactérias e criando um ambiente inóspito para sua multiplicação. *

Mas o pau de mascar é mais do que uma simples escova. Galhos e raízes de certas espécies de plantas contêm compostos químicos que retardam a formação da placa bacteriana. Já foi comprovado que extratos de alguns desses paus têm propriedades antibacterianas e antimicóticas. O pau tirado da adaí, já mencionada, pode até ajudar a prevenir úlceras. Na Namíbia, os paus obtidos de uma planta conhecida como mulala inibem o desenvolvimento de patógenos que causam cárie, doenças na gengiva e inflamação da garganta. Além de prevenir cáries, esse instrumento odontológico natural é capaz de fortalecer a raiz dos dentes e a gengiva. Algumas empresas já fabricam pasta de dente com fibras e resinas extraídas dessas plantas.

É claro que há quem prefira usar a escova de dentes tradicional. Mas não importa se a sua escolha é essa ou o pau de mascar dos povos antigos, uma coisa é certa: a higiene bucal é parte importante dos cuidados pessoais com a saúde.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 6 É claro que a dieta também é importante. Populações rurais na África costumam comer mais cereais integrais e hortaliças que as pessoas das cidades. Em geral, também consomem menos açúcar, alimentos refinados e refrigerantes — famosos causadores de cárie dentária.

[Foto na página 11]

O azedaraque é uma das árvores das quais se obtêm paus de mascar

[Crédito]

William M. Ciesla, Forest Health Management International, www.forestryimages.org