Pular para conteúdo

Pular para sumário

Já foi a uma plantação de banana?

Já foi a uma plantação de banana?

 Já foi a uma plantação de banana?

DO REDATOR DE DESPERTAI! NA ÁFRICA DO SUL

SEMPRE gostei de banana e acho que a maioria das pessoas gosta. Além de deliciosa, a banana é rica em vitaminas, minerais e fibras. Gostaria de saber mais sobre essa fruta nutritiva? Há pouco tempo, um agricultor e sua esposa me mostraram como a bananeira se regenera de maneira impressionante.

Tony e Marie (foto acima) são agricultores na província de Limpopo, na África do Sul, numa região chamada Levubu. Eles plantam diversos produtos agrícolas nos 55 hectares da fazenda. O principal, no entanto, é a banana. Tony deseja nos explicar mais sobre essa fruta tão popular.

Condições climáticas e de crescimento

“O tipo de solo mais adequado”, explica Tony, “tem uma quantidade razoavelmente grande de argila — não é arenoso nem rochoso. Também, deve ser profundo e bem drenado. A bananeira cresce bem em áreas onde não ocorrem geadas. Na verdade, ela aprecia altas temperaturas e a média anual de Levubu varia de 12 °C a 35 °C”. Quando pergunto sobre a precipitação atmosférica, Tony responde: “O cultivo da banana requer chuvas regulares ou então a irrigação semanal.”

A bananeira se parece com uma árvore, porém o tronco não é de madeira, mas de bainhas de folhas sobrepostas e compactas. Na verdade, ela é uma erva gigante, não uma árvore. O verdadeiro caule fica embaixo  do solo e é chamado de rizoma. As raízes saem do rizoma e crescem para baixo ao passo que as folhas, e por fim uma grande flor roxa, crescem a partir dele. Os rebentos também saem do rizoma para se tornarem novas plantas.

A bananeira tem basicamente três estágios de desenvolvimento, os quais são apelidados de “avó, filha e neta”, segundo os agricultores locais. (Veja a foto.) A “avó” dará frutos este ano, a “filha”, no ano que vem e a “neta”, no terceiro ano. As “netas” aparecem em grande quantidade perto da “mãe”. Quando alcançam mais ou menos a altura do joelho, todos esses “bebês” são podados, com exceção do rebento mais promissor.

A enorme flor roxa, que por fim vai se tornar um cacho de bananas, cresce para cima, a partir do rizoma subterrâneo, passando pelo centro da planta. Finalmente, ela brota do meio das duas folhas no topo da planta e então inclina-se para baixo. À medida que as pétalas da flor vão caindo, as pencas não-desenvolvidas — entre 10 e 15 — que compõem um cacho  ficam expostas. Um mero observador pode achar que elas crescem de cabeça para baixo! Em uma penca pode haver 20 ou mais bananas em desenvolvimento. O fruto também é conhecido por outros nomes, como pacoba.

Colheita

O período desde a inflorescência até a colheita da banana pode variar de três a seis meses, dependendo da época do ano. O fruto é colhido ainda verde, mas só depois de ficar com o formato arredondado. O peso médio de um cacho bom para ser comercializado é de cerca de 35 quilos. Na colheita, envolve-se o cacho num filme plástico para evitar que se machuque durante o transporte de carroça para o local do acondicionamento definitivo. Ali, fazem-se pencas pequenas com três a seis unidades, que depois são tratadas com uma solução de fungicida.

Na África do Sul, a fruta é então acondicionada em caixas de papelão ventiladas e tratadas com cera, passando depois para a sala de maturação. Ali, o gás etileno dá início ao processo de maturação. * As caixas permanecem ali por um ou dois dias numa temperatura controlada, e então são despachadas para os consumidores.

“Talvez eu esteja sendo parcial”, diz Tony, dando uma piscadela, “mas eu acho que as bananas de Levubu têm um sabor excepcional, provavelmente por causa do nosso solo. Lamentavelmente, elas são apreciadas apenas neste país, porque estamos longe de uma cidade portuária”.

Faz bem para a saúde

A banana é rica em potássio. “Diversos estudos indicam que esse nutriente pode ajudar a fortalecer os ossos e a reduzir o risco de pressão alta e derrame”, afirma a revista Health num artigo sobre a banana. A revista acrescenta que “a banana contém folato, uma vitamina B essencial para a mulher grávida ou que esteja na faixa etária de engravidar, pois evita que os bebês nasçam defeituosos”. A banana contém outros minerais essenciais, como o magnésio, que auxilia os ossos a absorver cálcio e a permanecer fortes.

A proteína da banana é feita de 18 aminoácidos, incluindo todos os essenciais que o organismo não consegue produzir ou produz pouco. Vinte e dois por cento do fruto é de carboidratos, que dão energia rapidamente, visto que a banana é de fácil digestão. Marie acrescentou com prazer: “A banana é uma rica fonte de vitaminas A, B e C. Além disso, parece que ela inibe o apetite, já que quase ninguém come muitas bananas de uma só vez.” Então, por que não comer uma agora? Além de lhe fazer bem, a banana é muito gostosa!

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 12 Quando as bananas amadurecem naturalmente, elas emanam o mesmo tipo de gás, o que favorece o amadurecimento. Portanto, outra maneira de fazer as bananas verdes amadurecerem é colocar entre elas algumas maduras.

[Diagrama/Foto na página 16]

(Para o texto formatado, veja a publicação)

Folha

Flor/bananas

Bainha da folha

Nível do solo

Rizoma

Raiz

[Crédito]

Desenho baseado em The Complete Encyclopedia of Illustration/J. G. Heck

[Diagrama/Foto na página 17]

(Para o texto formatado, veja a publicação)

Avó

Filha

Neta

[Fotos na página 17]

A enorme flor roxa por fim se torna um cacho de bananas

[Crédito]

Foto de Kazuo Yamasaki

[Fotos na página 18]

Colheita (à esquerda); nova safra a caminho (acima)