Pular para conteúdo

Pular para sumário

Parque gráfico emociona visitantes

Parque gráfico emociona visitantes

 Parque gráfico emociona visitantes

DO REDATOR DE DESPERTAI! NA ALEMANHA

“DEMAIS! Foi fantástico!” “Agradecemos a hospitalidade e as lindas exposições. Sentimo-nos realmente à vontade.” O que fez a multidão de visitantes se expressar com tamanha gratidão? Foi o fim de semana de visitação pública à sede das Testemunhas de Jeová na Alemanha, de sexta-feira, 24 de maio, a domingo, 26. Nesses dias, as dependências da sede da Alemanha em Selters-Taunus foram abertas aos visitantes que se juntaram aos mais de mil voluntários para assinalar o centenário de sua inauguração.

Membros das congregações das Testemunhas de Jeová nas proximidades da sede participaram ativamente da campanha especial de distribuição de convites, que começou duas semanas antes do grande evento. Mais de cem mil convites foram distribuídos pessoalmente ou deixados nas casas das pessoas. Essa campanha contou ainda com propagandas, publicação de extensos artigos nos jornais e transmissões de rádio. Imprimiram-se convites especiais para fornecedores e autoridades. Mais de sete mil pessoas aceitaram o convite — e a grande maioria não era das Testemunhas de Jeová.

Os visitantes percorreram a gráfica, encadernação, expedição, oficinas, lavanderia e setores do prédio administrativo. Havia exposições sobre a firme posição das Testemunhas de Jeová a favor dos princípios bíblicos durante os regimes nazista e comunista. Outra exposição bíblica, com mais de 700 itens, explicava o uso do nome “Jeová”. Seria impossível relatar todos os comentários, mas a seguir encontram-se alguns deles.

“São todos tão amigáveis aqui. Tudo é tão limpo, tão organizado! Tudo se harmoniza — os moradores daqui e o ambiente em que vivem. Esperamos levar conosco um pouco de sua cordialidade.” — Um casal idoso.

“Agradecemos muito a boa comida e o cuidado demonstrado de maneira tão amigável e cordial. Gostamos de tudo e queremos voltar outra vez. As pessoas aqui são muito, muito gentis!” — Comentário tirado do livro de visitas, feito por um grupo de alunos da faculdade de tecnologia em vidro.

“Somos gratos pela calorosa recepção em suas dependências. Achamos a visita bem interessante. Gostaríamos de elogiar os encarregados da lavanderia e da lavagem a seco, pois nunca vimos instalações tão limpas e arrumadas.” — E-mail de representante duma empresa de detergentes e equipamentos para lavanderias.

Eva, que serviu como cicerone, contou: “Em cada grupo que acompanhei sempre havia alguém que dizia: ‘Deixe-me pegar minhas malas. Estou de mudança para cá!’”

Certa mulher numa cadeira de rodas elétrica estava olhando um mapa das instalações quando uma voluntária lhe perguntou se podia ajudar em algo. “Não é preciso”, respondeu a mulher. Ela disse que já estava no local por cinco horas e  que, na verdade, não podia mais ficar sentada, pois vivia acamada e naquele momento estava com muitas dores. No entanto, ela explicou: “Posso me deitar em casa. Visitação pública é só uma vez!” E acrescentou: “Tudo é tão interessante que não quero perder nada!”

Perguntou-se ao pequeno Georg, de cinco anos, do que ele mais gostou. Impressionado com as rotativas, ele respondeu: “As bobinas de papel! Eles colocam o papel numa ponta e na outra saem as revistas. Isso é legal!”

Uma Testemunha de Jeová teve uma surpresa agradável. O marido, que não é Testemunha e havia assistido a apenas uma reunião cristã, concordou em acompanhá-la na visita no sábado. No domingo, quando sua esposa chegou em casa, voltando da reunião congregacional, ele estava todo arrumado e pronto para sair. “O que é que está acontecendo?”, perguntou a esposa. “É que não consegui ver tudo ontem”, respondeu ele. “Então, assim que você estiver pronta, vamos voltar a Selters. Quero dar mais uma olhada.”

 Na exposição bíblica, uma senhora de idade e bem vestida perguntou timidamente onde havia um telefone que pudesse usar, visto que tinha uma ligação urgente para fazer. Seu marido é encadernador especializado na recuperação de livros antigos. Ambos costumam se reunir com um grupo de aficionados por livros e um destes é pastor protestante, um apaixonado colecionador de Bíblias. Era para ele que a senhora queria desesperadamente ligar. Mas como ele não estava em casa, ela deixou o seguinte recado na secretária eletrônica: “Faça o máximo possível para vir aqui hoje. Você nunca viu nada igual, tenho certeza disso. Você não deve perder de forma alguma!”

Um casal da cidade vizinha de Limburg veio com seus filhos fazer a visita. Eles nunca tinham ouvido falar das Testemunhas de Jeová antes de terem recebido o convite em casa. Então decidiram dar uma olhada nos enormes prédios de Selters. Marlon e Leila, trabalhadores voluntários da sede alemã, os receberam e lhes explicaram mais sobre as Testemunhas de Jeová e sobre como é morar ali. A família ficou tão impressionada que pediu um estudo bíblico.

“Foi muito legal e me diverti bastante. Vi só a gráfica, mas foi tão interessante! Vocês são simplesmente demais, muito amigáveis e é disso que eu gosto.” — Stefanie, 12 anos, deixou esse comentário no livro de visitas.

Certa mulher de uma cidade vizinha disse: “Tenho de dizer-lhes o seguinte: sou muçulmana, mas sempre quis conhecer esse lugar. Todos vocês são muito agradáveis e serenos. Vocês fazem-nos [estrangeiros] sentir bem-vindos na Alemanha. Vocês se preocupam com as pessoas e isso é maravilhoso! Voltarei amanhã com meu marido.” Ela deixou escrito no livro de visitas: “Foi maravilhoso! Sinto-me como se estivesse no Paraíso.”

O motorista de um dos ônibus que faziam o percurso entre o estacionamento e as portarias ouviu por acaso a conversa entre dois passageiros: “Que cordialidade! E pensar que eu não tinha nem idéia do que se fazia aqui. Só agora fiquei sabendo. Olhe como eles se comportam! Isso deve ter algo a ver com a criação e a educação religiosa deles.”

Duas horas após o fechamento, um homem andava de um lado para outro no pátio em frente ao prédio administrativo. Ele estava muito pensativo e balançava a cabeça, olhando para o prédio. Daí, aproximou-se de um voluntário e disse: “Dá para ver que tudo isso foi feito por amor. Eu não sou Testemunha de Jeová, mas desejo a vocês as bênçãos de Jeová.”

Já uma Testemunha escreveu: “Com essa cartinha, quero enviar-lhes meus agradecimentos de coração. Vocês não pouparam esforços para tornar esses dias de visitação pública o mais agradáveis possível. . . . Afinal, foi uma amostra do tempo em que toda a humanidade viverá para sempre em união! . . . Esses dias de visitação pública contribuíram muito para a glória de nosso Deus, Jeová.” — Sandra.

[Foto na página 23]

Transporte para idosos, deficientes ou quem estava apenas cansado

[Foto na página 23]

Exposição de métodos de pregação utilizados no passado

[Foto na página 23]

Boas-vindas à visitação pública

[Foto na página 24]

Uma voluntária explica tecnologia em termos simples

[Foto na página 24]

Exposição de Bíblias