Pular para conteúdo

Pular para sumário

Consolo aos enlutados

Consolo aos enlutados

 Consolo aos enlutados

OS ATAQUES terroristas de 11 de setembro de 2001, na cidade de Nova York e em Washington, DC, nos EUA, abalaram o mundo. Em apenas um dia, morreram milhares de pessoas, incluindo centenas de bombeiros, policiais e paramédicos — verdadeiros heróis!

Esse evento moveu as Testemunhas de Jeová a fazer um esforço conjunto para consolar os que perderam pessoas queridas na tragédia. Com isso elas querem “pensar os quebrantados de coração”, e “consolar a todos os que pranteiam”. — Isaías 61:1, 2.

No trabalho de pregação, as Testemunhas de Jeová vêm notando que muitos que choram pelos seus mortos se preocupam com certas questões relacionadas com a morte. São perguntas que a Bíblia responde. Analise algumas delas e verifique os textos na sua Bíblia.

O dia da morte está marcado?

A Bíblia diz em Eclesiastes 9:11 que “o tempo e o imprevisto” (“sorte”, Bíblia na Linguagem de Hoje) sobrevêm a toda a humanidade. Se o dia da morte está marcado, então por que a Bíblia recomenda que tomemos certas medidas de cautela? — Veja uma dessas recomendações em Deuteronômio 22:8.

Por que morremos?

Adão e Eva, o primeiro casal humano, foram colocados em um paraíso terrestre. A vida dependia da obediência. A morte surgiria apenas como conseqüência da desobediência a Deus. (Gênesis 1:28; 2:15-17) Mas, infelizmente, Adão e Eva desobedeceram ao seu Criador. A penalidade foi a morte. E como todos os humanos são descendentes deles, todos herdaram o pecado e a morte. A Bíblia explica: “Por intermédio de um só homem [Adão] entrou o pecado no mundo, e a morte por intermédio do pecado, e assim a morte se espalhou a todos os homens.” — Romanos 5:12.

Qual é a condição dos mortos?

Após a rebelião de Adão, Deus disse: ‘Voltarás ao solo, pois dele foste tomado. Porque tu és pó e ao pó voltarás.’ (Gênesis 3:19) Então, concluímos que a morte é um estado de inconsciência total, ou inexistência. A Bíblia declara: “Os viventes estão cônscios de que morrerão; os mortos, porém, não estão cônscios de absolutamente nada.” (Eclesiastes 9:5) A Bíblia também diz que quando a pessoa morre ‘ela volta ao seu solo; neste dia perecem deveras os seus pensamentos’. — Salmo 146:3, 4.

Não temos uma alma que sobrevive após a morte?

A Bíblia ensina com bastante clareza que você, a sua pessoa, é uma alma. Não existe um ser abstrato que sobrevive à morte. (Gênesis 2:7; Provérbios 2:10; Jeremias 2:34) E é por isso que podemos dizer que, quando a pessoa morre, é a alma que morre. A Bíblia diz com toda a clareza: “A alma [isto é, a pessoa] que pecar . . . morrerá.” — Ezequiel 18:4.

Que esperança há para os mortos?

A Bíblia revela que Deus tem como propósito trazer os mortos de volta à vida, isto é, ressuscitá-los para viverem em uma Terra paradísica, onde não existirá mais a doença e a morte. Jesus disse: “Vem a hora em que todos os que estão nos túmulos memoriais ouvirão a sua voz e sairão.” — João 5:28, 29; Revelação (Apocalipse) 21:1-4.

Jesus, ao falar de seu amigo Lázaro, que acabava de falecer, comparou a morte ao sono. (João 11:11-13) E ao ser ressuscitado por Jesus, Lázaro não contou nada sobre ter estado em um lugar de tormento ou de bem-aventurança, no pouco tempo que ficou morto. (João 11:37-44) Isso é compreensível, porque os mortos estão inconscientes. Eles não estão sofrendo, mas aguardam a “hora” em que serão levantados. De qualquer forma, o fato de Jesus ter ressuscitado Lázaro prova que os mortos podem voltar a viver. Jesus mostrou com esse milagre, em pequena escala, o que acontecerá na Terra sob o governo do Reino de Deus. (Atos 24:15) Nesses dias turbulentos em que vivemos, saber essas coisas é um consolo para os que perdem pessoas queridas.