Pular para conteúdo

Pular para sumário

O pai tem um papel importante

O pai tem um papel importante

 O pai tem um papel importante

“CADA vez mais homens jovens querem participar ativamente em criar os filhos. Entre os homens de 21 a 39 anos, 82% preferiram ter uma carga horária de trabalho que lhes permitisse gastar mais tempo com a família”, diz o jornal The Toronto Star, do Canadá, citando um estudo recente da Universidade Harvard. Segundo o estudo, que incluiu 1.008 homens e mulheres norte-americanos, de 21 a 65 anos de idade ou mais, 71% dos homens jovens disseram que “abririam mão de parte do salário para ter mais tempo com a família”.

Por que muitos pais querem passar mais tempo com os filhos? David Blankenhorn, um dos fundadores da Iniciativa Nacional da Paternidade, que promove a paternidade responsável e participativa, citou uma pesquisa de 1994, com 1.600 homens norte-americanos. Cinqüenta por cento desses homens disseram que o pai esteve emocionalmente ausente durante sua infância. Muitos homens que hoje são pais não querem repetir esse erro.

O pai que se envolve ativamente com os filhos pode exercer uma boa influência. Comentando uma pesquisa publicada pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos, dos EUA, The Toronto Star disse que, se o pai tomar refeições com os filhos, passear com eles e os ajudar nas tarefas escolares, “crianças e adolescentes [terão] menos problemas de comportamento, níveis mais altos de sociabilidade e melhor desempenho escolar”.

Isso nos faz lembrar um método de criar filhos que é tão prático hoje como era há 3.000 anos, quando foi colocado por escrito pela primeira vez. O Originador da família instruiu especificamente o pai a ter participação ativa na criação dos filhos. (Efésios 3:14, 15; 6:4) O pai foi aconselhado a inculcar o amor a Deus no coração dos filhos e a ensinar-lhes os regulamentos e os mandamentos divinos. Deus disse que o pai deveria fazer isso ‘sentado na sua casa e andando pela estrada, e ao deitar-se e ao levantar-se’. — Deuteronômio 6:7.

Criar filhos é um trabalho em equipe. A Bíblia incentiva os filhos: “Escuta . . . a disciplina de teu pai e não abandones a lei de tua mãe.” (Provérbios 1:8) O pai tem um papel importante, que inclui apoiar e respeitar a mãe e participar nas tarefas envolvidas na criação dos filhos. Também é preciso gastar tempo lendo para os filhos e conversando com eles. Isso ajuda a preencher uma importante necessidade emocional que eles têm.

Sem dúvida, a Bíblia é a fonte mais confiável de conselhos e princípios abalizados, que resultam em uma família estável. Se tiver participação ativa em cuidar das necessidades espirituais, emocionais e materiais da família, o pai estará cumprindo uma responsabilidade dada por Deus.