Pular para conteúdo

Pular para sumário

De Nossos Leitores

De Nossos Leitores

 De Nossos Leitores

Evidência da criação. Trabalhei com cientistas durante muitos anos e sempre ficava irritado quando alegavam que era ingenuidade da parte de alguém acreditar na criação. A série de artigos “Veja além do que seus olhos enxergam” (22 de agosto de 2000) é a resposta perfeita para essas alegações. Em apenas algumas páginas, vocês deram evidência bastante convincente da criação. Despertai! merece elogios não só pela qualidade do texto em si, mas também pela pesquisa envolvida.

B. E., Nova Zelândia

Estou estudando a Bíblia com as Testemunhas de Jeová e minha fé na existência de Deus ficou definitivamente fortalecida quando examinei as informações sobre átomos, células e DNA.

T. K., Japão

Agora posso explicar por que há arco-íris, por que a grama é verde e o que é um átomo! Apesar de Despertai! não ser uma revista sobre ciências, ela fornece provas científicas que apóiam a crença num Criador.

M. F., Estados Unidos

Recuperação sem transfusão de sangue. O artigo “Uma questão de consciência” (22 de agosto de 2000) me emocionou profundamente. Fiquei exatamente na mesma situação quando recebi o diagnóstico de leucemia promielócita aguda. O que aconteceu comigo depois foi quase igual ao que aconteceu com Darlene. Disseram-me que tinha apenas alguns dias de vida. Isso foi há três anos.

A. B., Alemanha

Assédio sexual. Gostaria de lhes agradecer pelo artigo “Os Jovens Perguntam . . . Como lidar com o assédio sexual?”. (22 de agosto de 2000) Na escola, eles me chamavam de um montão de nomes porque eu não tinha um comportamento imoral. Depois de terminar o ensino médio, pensei que o assédio pararia, mas um punhado de garotas tem feito comentários sugestivos para mim. O que me ajuda a resistir a essas investidas é expor minhas crenças cristãs. Muito obrigado por nos dar esse alimento espiritual.

H. C., Zâmbia

O artigo foi de grande ajuda. Um colega de classe do terceiro ano não pára de olhar para mim. Agora eu sei exatamente o que fazer.

H. K., Estados Unidos

Veio na hora certa! Estão me assediando no trabalho. Já estava ficando emocionalmente esgotada. Aí, quando estava a ponto de não agüentar mais, apareceu esse artigo. Agora eu sei lidar com os colegas de trabalho.

L. T., Estados Unidos

Cidade da Rússia. Visto que trabalho numa empresa que tem negócios no exterior, gosto de ler artigos sobre diversos países. Uma colega de trabalho tem um filho que mora na Rússia, então contei a ela sobre o artigo “Uma visita à ‘cidade mais antiga da Rússia’”. (22 de agosto de 2000) Ela ficou entusiasmada com o artigo e depois de lê-lo pediu outro exemplar da Despertai!. Dei a ela o número de 22 de maio de 2000 com o artigo “O notável relógio de Praga”, que a motivou a fazer uma assinatura da Despertai!. Obrigada por essas informações tão valiosas.

S. O., Estados Unidos

Goulash aguado? Decidi tentar fazer o goulash húngaro, seguindo a receita do artigo “O tempero que veio do outro lado do mundo”. (8 de setembro de 2000) Estava indo tudo muito bem até o ponto que dizia para acrescentar dois litros de água. O meu goulash parecia mais uma sopa do que um cozido. Será que eu não entendi direito a receita?

L. P., Canadá

Não, nós erramos ao chamá-lo de cozido, visto que a receita é na verdade de uma sopa goulash húngara. Alguns livros de culinária sugerem usar menos água do que o recomendado. O interessante, porém, foi que alguns leitores experimentaram a receita e nos escreveram para dizer quanto a apreciaram! — RED.