Pular para conteúdo

Pular para sumário

Que fim levou o pardal britânico?

Que fim levou o pardal britânico?

 Que fim levou o pardal britânico?

Do redator de Despertai! na Grã-bretanha

DURANTE muito tempo, os pios e chilros do pardal foram comuns em toda a Grã-Bretanha. Mas agora esse pássaro desapareceu quase que totalmente das zonas urbanas — em alguns casos, de forma súbita — sem que ninguém saiba por quê. O jornal The Independent, de Londres, ofereceu um prêmio de 5.000 libras (7.200 dólares) para a primeira pessoa que publicar um estudo científico que desvende o mistério. A Sociedade Real de Proteção às Aves e a Curadoria Britânica de Ornitologia servirão como juízes. Prevê-se que o projeto leve pelo menos dois anos.

Pesquisas revelam que cidades e povoados em todo o país sofreram uma diminuição drástica no número de pardais. Em algumas regiões, eles já desapareceram por completo. Mas em outras cidades européias, como Paris e Madri, os pardais ainda são comuns. O Dr. Denis Summers-Smith, especialista mundial em pardais, diz: ‘É um dos mais notáveis mistérios da natureza nos últimos 50 anos.’

Entende-se que a diminuição de 65% na população de pardais nas zonas rurais se deve na maior parte à agricultura intensiva. A população de outras espécies de aves também diminuiu muito nessas regiões. Mas isso não explica a queda de 92% no número de pardais nas zonas urbanas. O ambientalista Michael McCarthy conclui que o drástico sumiço desse pássaro “é um indício claro de que há algo muito errado no ecossistema do pardal — e talvez no nosso também”. Vamos ter de esperar para ver o que há de errado e qual é a gravidade do problema.