Pular para conteúdo

Pular para sumário

Por que tanto interesse no espiritismo?

Por que tanto interesse no espiritismo?

 Por que tanto interesse no espiritismo?

Pode-se definir espiritismo como “crença de que uma parte espiritual dos seres humanos sobrevive à morte do corpo físico e pode comunicar-se com os vivos, em geral por meio de uma pessoa que atua como médium”.

EM 1998, um livro que explica como falar com os mortos fez tanto sucesso nos Estados Unidos que logo chegou ao alto da lista dos mais vendidos, do New York Times.

Alguns anos atrás, em Moscou, sessões psíquicas e espíritas entusiasmaram políticos e empresários, que pagaram altos preços por consultas.

No Brasil, novelas de TV que usam como tema o espiritismo têm grande audiência.

Para muitos que vivem na África ou na Ásia, praticar o espiritismo é tão comum quanto barganhar na feira.

Por que tantos recorrem ao espiritismo

Muitos buscam consolo no espiritismo depois da morte de uma pessoa amada. Por meio de médiuns, talvez recebam informações especiais, aparentemente do falecido. Com isso, muitos enlutados se convencem de que seus mortos estão vivos e que falar com eles os ajudará a lidar com a perda.

Outros são atraídos ao espiritismo porque se lhes disse que os espíritos os ajudarão a curar doenças, a escapar da opressão da  pobreza, a ter êxito no amor romântico, a resolver problemas conjugais ou a encontrar emprego. E muitos recorrem ao espiritismo só por curiosidade.

O que também leva milhões a recorrer ao espiritismo é que lhes foi ensinado que o espiritismo, como disse certo especialista, “é uma religião suplementar”, que “convive com o cristianismo”. A situação religiosa no Brasil é ilustrativa.

O Brasil tem a maior população católica-romana da Terra, mas, citando o autor Sol Biderman, “milhões de fiéis acendem velas em mais de um altar e não vêem nenhuma discrepância nisso”. De fato, o semanário brasileiro Veja publicou que 80% dos freqüentadores de terreiros de candomblé no Brasil são católicos batizados que também assistem a missas. E, considerando que até mesmo alguns padres participam em sessões espíritas, pode-se ver por que muitos fiéis acham que buscar consolo e orientação dos espíritos tem a aprovação de Deus. Tem mesmo?

[Quadro/Fotos na página 3]

Várias formas de espiritismo

Praticar o espiritismo pode consistir em consultar um médium, indagar os mortos ou buscar presságios. Uma forma popular de espiritismo é a adivinhação — tentar conhecer o futuro ou o desconhecido com a ajuda de espíritos. Entre as formas de adivinhação incluem-se a astrologia, a consulta a bolas de cristal, a interpretação de sonhos, a quiromancia e a leitura da sorte com as cartas do tarô.