Pular para conteúdo

Pular para sumário

Como lidar com o desespero

Como lidar com o desespero

 O Conceito da Bíblia

Como lidar com o desespero

QUEM já não sentiu desespero? Às vezes, porém, o desespero é tão grande que a pessoa prefere morrer.

A Bíblia mostra que mesmo fiéis servos de Deus não estão imunes aos problemas e às pressões que levam ao desespero. Elias e Jó tinham uma boa relação com Deus. Mas Elias, perseguido pela perversa Rainha Jezabel, “começou a pedir [a Jeová] que a sua alma morresse”. (1 Reis 19:1-4) Jó, homem justo, passou por uma série de tragédias, entre as quais uma doença repugnante e a morte dos dez filhos. (Jó 1:13-19; 2:7, 8) O desespero foi tanto que ele disse: “Antes a morte que meus tormentos.” (Jó 7:15, Bíblia Vozes) A que ponto de ansiedade esses fiéis homens de Deus chegaram!

O desespero, para alguns, pode ter causas como a dor e a frustração que acompanham a velhice, a morte do cônjuge ou grandes dificuldades financeiras. Para outros o estresse contínuo, as experiências traumatizantes com seqüelas persistentes ou problemas na família fazem com que se sintam como se estivessem se debatendo em alto-mar e a cada onda se afastando mais da praia. Certo homem descreveu o que sentia: “A pessoa se sente invadida por uma sensação de inutilidade — uma sensação de que uma vez morta ninguém dará por sua falta. Às vezes, a solidão torna-se insuportável.”

Essa pressão intensa é aliviada quando as circunstâncias mudam para melhor. Mas e quando não mudam? Como a Bíblia pode nos ajudar a lidar com o desespero?

A Bíblia é de ajuda

Jeová usou o seu poder e soube como amparar Elias e Jó nos problemas que enfrentavam. (1 Reis 19:10-12; Jó 42:1-6) Pensarmos nisso nos consola, e muito! A Bíblia declara: “Deus é para nós refúgio e força, uma ajuda  encontrada prontamente durante aflições.” (Salmo 46:1; 55:22) Em algumas ocasiões, talvez sintamos que estamos afundando no desespero, mas Jeová promete que não permitirá isso, segurando-nos bem firme com a sua mão direita de justiça. (Isaías 41:10) Mas como podemos conseguir essa ajuda?

A Bíblia explica que por meio da oração ‘a paz de Deus, que excede todo pensamento, guardará o nosso coração e as nossas faculdades mentais por meio de Cristo Jesus’. (Filipenses 4:6, 7) Às vezes, a aflição é tão grande que não vemos saída para os nossos problemas. Mas se ‘persistirmos em oração’, Jeová guardará o nosso coração e a nossa mente, dando-nos forças para suportá-la. — Romanos 12:12; Isaías 40:28-31; 2 Coríntios 1:3, 4; Filipenses 4:13.

Por isso é muito importante sermos específicos nas orações. Mesmo que tenhamos dificuldade em exprimir o que sentimos, devemos nos abrir com Jeová e contar o que nos aflige e o que achamos ser a raiz do problema. No início de cada dia devemos pedir-lhe forças para viver aquele dia. A Bíblia nos garante: “[Jeová] realizará o desejo dos que o temem e ouvirá seu clamor por ajuda, e ele os salvará.” — Salmo 145:19.

Além de orar, devemos resistir à vontade de nos isolarmos. (Provérbios 18:1) Algumas pessoas têm conseguido lutar contra isso dedicando-se a ajudar outros. (Provérbios 19:17; Lucas 6:38) Maria, * por exemplo, além de estar em tratamento contra o câncer, em um ano perdeu oito membros da família. Ela se obrigava a sair da cama para cuidar de suas atividades. Ela saía quase todos os dias para ensinar a Bíblia a outros e não faltava às reuniões cristãs. Mas, ao chegar em casa, a aflição voltava a tomar conta dela. Maria só tem conseguido suportar todo esse sofrimento porque vive para ajudar os outros.

Mas, e se chegamos ao ponto em que não conseguimos mais orar e nem temos forças para lutar contra a vontade de nos isolar? Então, está na hora de procurar ajuda. A Bíblia nos encoraja a recorrermos aos “anciãos da congregação”. (Tiago 5:13-16) Um homem que luta contra a depressão profunda disse: “Às vezes, conversar com alguém em quem confiamos ajuda a diminuir a ansiedade e o tormento que sentimos por dentro, permite que continuemos a pensar e a raciocinar de forma coerente.” (Provérbios 17:17) Por outro lado, a depressão profunda que se estende por muito tempo pode ser um problema clínico que exige ajuda especializada. * — Mateus 9:12.

É verdade que não existem soluções fáceis, mas não devemos subestimar a capacidade de Deus de nos ajudar a lidar com os nossos problemas. (2 Coríntios 4:8) Persistir em oração, evitar isolar-nos e procurar ajuda especializada ajudam a recuperar a estabilidade emocional. A Bíblia promete que Deus eliminará tudo o que possa levar-nos ao desespero. Os cristãos, enquanto esperam o dia em que “não haverá recordação das coisas anteriores”, estão determinados a se apoiar totalmente em Jeová. — Isaías 65:17; Revelação (Apocalipse) 21:4.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 11 Nome fictício.

^ parágrafo 12 Despertai! não recomenda nenhum tratamento específico. Os cristãos devem procurar um tratamento que não entre em conflito com os princípios bíblicos. Para obter mais informações, veja A Sentinela de 15 de outubro de 1988, páginas 25-9.