Pular para conteúdo

Pular para sumário

A interessante história da “terra de contrastes”

A interessante história da “terra de contrastes”

 A interessante história da “terra de contrastes”

DO CORRESPONDENTE DE DESPERTAI! NO BRASIL

O BRASIL já foi chamado de “terra de contrastes” — e por boas razões. Embora na maior parte seja um país tropical, seu clima vai do subtropical, no sul, ao equatorial, na região amazônica. A História do Brasil também apresenta grandes contrastes. No decorrer dos anos, esse vasto país — com uma área de 8.511.965 quilômetros quadrados e 7.400 quilômetros de litoral — se tornou o lar de pessoas de várias culturas.

Uma das primeiras características que os portugueses notaram quando desembarcaram no Brasil, há 500 anos, foi a hospitalidade. De fato, na sua carta ao rei português Manuel I, em 1500, Pero Vaz de Caminha mencionou que os brasileiros nativos se misturavam à vontade com os visitantes portugueses e os abraçavam. Mas o que os portugueses faziam no Brasil?

Em 9 de março de 1500, Pedro Álvares Cabral zarpou de Portugal com uma frota de navios. Seu objetivo era fundar uma feitoria em Calicute, na Índia. Antes de atingir seu destino, porém, Cabral desembarcou na costa do que viria a ser o Estado brasileiro da Bahia. A data era 23 de abril de 1500. *

Alguns pesquisadores dizem que os portugueses já sabiam da existência do Brasil e que Cabral não o descobriu por acaso. * De qualquer modo, parecia que o único produto que o Brasil tinha a oferecer era o pau-brasil, uma árvore conhecida por fornecer um corante vermelho-carmesim. Embora esse produto tivesse um grande potencial, as especiarias indianas valiam muito mais.

Assim, durante 10 anos, Portugal arrendou o Brasil para o português Fernando de Noronha, que cortava pau-brasil e pagava impostos à Coroa Portuguesa. Mas outros países europeus  também queriam expandir seus negócios no Novo Mundo e Noronha não tinha como impedir o crescimento do comércio ilegal praticado por marinheiros franceses, ingleses e espanhóis. Temendo perder o Brasil, os portugueses começaram a colonizá-lo em 1532. O primeiro negócio lucrativo do país foi a produção de açúcar.

Durante o século 18, a mineração de ouro e de diamantes tornou-se um negócio próspero. Na virada do século 19, a produção de látex de seringueira, para fabricação de borracha, se tornara uma importante atividade econômica na região amazônica. * Posteriormente, o cultivo do café contribuiu para a urbanização do Brasil, financiando a construção de ferrovias e a modernização dos portos de Santos e do Rio de Janeiro. No fim do século 19, metade do café consumido no mundo vinha do Brasil e São Paulo era o principal centro econômico.

Infelizmente, a escravidão também faz parte da História do Brasil. De início, os colonos portugueses usavam índios para cortar e transportar o pau-brasil. Depois, esses foram colocados nas plantações de cana-de-açúcar. Tragicamente, muitos nativos contraíram doenças européias e morreram. Para substituir esses trabalhadores, Portugal trouxe escravos da África.

No decorrer dos anos, milhões de africanos foram trazidos para o Brasil como escravos. Eles trouxeram junto sua herança cultural e genética. Sua influência pode ser observada em estilos musicais populares, como o samba e a capoeira (um tipo de luta) e em pratos, como a feijoada (feita de feijão preto cozido com carne de porco, lingüiça e carne-seca). Por fim, em 1888, a escravidão foi abolida no Brasil. Cerca de 750.000 pessoas — a maioria trabalhadores das plantações — foram libertadas.

A partir do século 19, milhões de estrangeiros imigraram para o Brasil, incluindo alemães, espanhóis, italianos, japoneses e poloneses, bem como suíços e sírio-libaneses. O Brasil é um lugar agradável para se viver. A fauna e a flora são abundantes. De modo geral, o país não sofre catástrofes naturais. Não há guerras, terremotos, vulcões, ciclones nem maremotos. Assim, que tal visitar alguns dos “cartões-postais” do Brasil? Você encontrará a mesma hospitalidade e as belezas naturais que impressionaram os portugueses há 500 anos.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 5 Oficialmente, a data do descobrimento do Brasil é 22 de abril de 1500, quando a esquadra portuguesa avistou terra.

^ parágrafo 6 Quando portugueses e espanhóis assinaram o Tratado de Tordesilhas, em 1494, dividiram as terras a oeste do Atlântico Sul. Portanto, alguns dizem que Cabral tencionava tomar posse da terra já designada a Portugal.

^ parágrafo 8 Veja a Despertai! de 22 de maio de 1997, páginas 14-17.

[Mapa/Fotos nas páginas 16, 17]

(Para o texto formatado, veja a publicação)

 REGIÃO AMAZÔNICA

ESTADO DA BAHIA

Brasília

Rio de Janeiro

São Paulo

Santos

Cataratas do Iguaçu

[Fotos]

1. Pedro Álvares Cabral

2. Tratado de Tordesilhas, 1494

3. Carregadores de café

4. Cataratas do Iguaçu, vistas do lado brasileiro

5. Índio ipixuna

[Créditos]

Culver Pictures

Cortesia do Archivo General de Indias, Sevilha, Espanha

Do livro Brazil and the Brazilians, 1857

FOTO: MOURA

 [Fotos na página 18]

1. Há muitos pumas no Brasil

2. Orquídeas da floresta amazônica

3. Traje típico de Salvador, Bahia

4. Arara

5. Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. O Brasil tem um belo litoral com mais de 7.000 quilômetros de extensão

[Crédito]

Cortesia do Zoológico de São Paulo

[Foto na página 19]

Brasília: capital do Brasil desde 1960

[Foto na página 19]

São Paulo: centro econômico do Brasil

[Crédito]

FOTO: MOURA

[Crédito da foto na página 16]

© 1996 Visual Language