A MENINA que vê aqui tem 12 anos. Jesus segura-lhe a mão, e a mãe e o pai da menina estão perto. Sabe por que parecem tão felizes? Vejamos.

O pai da menina era um homem importante, chamado Jairo. Um dia, sua filha ficou doente e foi posta nesta cama. Mas ela não ficou melhor. Piorou cada vez mais. Jairo e sua esposa ficaram muito preocupados, porque parecia que sua filhinha ia morrer. Ela era sua filha única. Assim, Jairo foi procurar Jesus. Tinha ouvido falar dos milagres que Jesus fez.

Quando Jairo encontrou Jesus, havia uma multidão em volta dele. Mas Jairo conseguiu passar e lançou-se aos pés de Jesus. ‘Minha filhinha está muito doente’, disse ele. ‘Por favor, venha curá-la’, pediu. Jesus disse que ia para lá.

Enquanto andavam, a multidão os apertava. De repente, Jesus parou. ‘Quem me tocou?’ perguntou. Jesus havia sentido poder sair dele, por isso sabia que alguém havia tocado nele. Mas quem? Foi uma mulher, doente já por 12 anos. Ela havia se aproximado e tocado na roupa de Jesus, e foi curada!

Isso fez Jairo sentir-se melhor, porque viu quão fácil era para Jesus curar alguém. Mas então veio um mensageiro. ‘Não incomode mais Jesus’, disse ele a Jairo. ‘Sua filha morreu.’ Jesus ouviu isso e disse a Jairo: ‘Não se aflija, ela vai ficar boa.’

Quando por fim chegaram à casa de Jairo, as pessoas choravam de pesar. Mas Jesus disse: ‘Não chorem. A menina não morreu. Apenas está dormindo.’ Mas os outros riram e zombaram de Jesus, porque sabiam que ela estava morta.

Jesus levou então o pai e a mãe da menina, e três de seus apóstolos, ao quarto onde a menina estava deitada. Pegou na mão dela e disse: ‘Levante-se!’ E ela passou a viver, assim como pode ver aqui. Ela se levantou e passou a andar! Por isso é que sua mãe e seu pai ficaram tão felizes.

Essa não foi a primeira pessoa que Jesus ressuscitou dentre os mortos. A primeira de que a Bíblia fala foi o filho duma viúva da cidade de Naim. Depois, Jesus ressuscitou também Lázaro, irmão de Maria e Marta. Governando como Rei de Deus, Jesus vai trazer muitos mortos de volta à vida. Não podemos ficar alegres com isso?