ORA, parece que Daniel está em sérios apuros. Mas os leões não o machucam. Sabe por quê? Quem foi que pôs Daniel com todos esses leões? Vejamos.

O rei de Babilônia era então um homem chamado Dario. Ele gostou muito de Daniel, porque este era muito bondoso e sábio. Dario escolheu Daniel como um governante principal no reino. Outros homens no reino ficaram com inveja de Daniel.

Eles foram a Dario e disseram: ‘Concordamos, ó rei, que deve fazer uma lei dizendo que, por 30 dias, ninguém deve orar a outro deus ou homem, mas só a você, ó rei. Quem desobedecer, deve ser jogado aos leões.’ Dario não sabia por que queriam essa lei. Mas, achou que era boa ideia, e fez escrever essa lei. Então, não podia mais ser mudada.

Quando Daniel soube dela, foi para casa e orou, assim como sempre. Os homens maus sabiam que Daniel não ia parar de orar a Jeová. Ficaram contentes, porque seu plano de se livrarem de Daniel funcionou.

Quando o Rei Dario soube por que os homens queriam esta lei, ficou triste. Mas não pôde mudar a lei e, por isso, mandou Daniel ser lançado na cova dos leões. Porém, o rei disse a Daniel: ‘Espero que seu Deus, a quem você serve, o salve.’

Dario ficou tão perturbado que nem dormiu naquela noite. De manhã, foi correndo à cova dos leões. Pode vê-lo no desenho. Ele gritou: ‘Daniel, servo do Deus vivente! Pôde seu Deus, a quem você serve, salvá-lo dos leões?’

‘Deus enviou seu anjo’, respondeu Daniel, ‘e fechou a boca dos leões, de modo que não me machucaram’.

O rei alegrou-se muito. Mandou tirar Daniel da cova. Então, mandou que os homens maus, que quiseram se livrar de Daniel, fossem jogados aos leões. Já antes de atingirem o chão, os leões os pegaram e lhes quebraram todos os ossos.

Daí, o Rei Dario escreveu a todo o povo no seu reino: ‘Ordeno que todos respeitem o Deus de Daniel. Ele faz grandes milagres. Salvou Daniel de ser devorado pelos leões.’