Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Meu Livro de Histórias Bíblicas

 HISTÓRIA 50

Duas mulheres valentes

Duas mulheres valentes

QUANDO os israelitas ficavam em apuros, clamavam a Jeová. Ele lhes respondia por dar-lhes líderes valentes, para ajudá-los. A Bíblia os chama de juízes. Josué foi o primeiro juiz, e outros, depois dele, chamavam-se Otniel, Eúde e Sangar. Mas duas pessoas que ajudaram Israel eram mulheres, chamadas Débora e Jael.

Débora era profetisa. Jeová dava-lhe informações sobre o futuro, e ela as transmitia ao povo. Débora era também juíza. Sentava-se debaixo de certa palmeira, nos morros, e o povo vinha a ela para obter ajuda com os seus problemas.

Naquele tempo, Jabim era rei de Canaã. Ele tinha 900 carros de guerra. Seu exército era tão forte que muitos israelitas foram obrigados a se tornar servos de Jabim. O chefe do exército do Rei Jabim era Sísera.

Certo dia, Débora mandou chamar o juiz Baraque e disse-lhe: ‘Jeová disse: “Tome 10 mil homens e leve-os ao monte Tabor. Vou levar Sísera a você. E vou dar-lhe a vitória sobre ele e seu exército.”’

Baraque disse a Débora: ‘Eu vou se você for comigo.’ Débora foi junto, mas disse a Baraque: ‘Você não vai receber crédito pela vitória, porque Jeová entregará Sísera na mão duma mulher.’ E foi isso o que aconteceu.

Baraque desceu do monte Tabor, ao encontro dos soldados de Sísera. De repente, Jeová causou uma inundação, e muitos dos soldados inimigos se afogaram. Mas Sísera desceu de seu carro e fugiu.

Após um tempo, Sísera chegou à tenda de Jael. Ela o convidou a entrar e deu-lhe leite. Este o fez dormir. Então Jael tomou uma estaca de tenda e martelou-a na cabeça do homem mau. Depois, chegando Baraque, ela lhe mostrou o morto Sísera! Assim, a palavra de Débora se cumpriu.

Por fim, o Rei Jabim também foi morto, e os israelitas, por um tempo, tiveram paz.