Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Meu Livro de Histórias Bíblicas

 HISTÓRIA 40

Moisés bate num rochedo

Moisés bate num rochedo

PASSARAM-SE anos após anos — 10, 20, 30, 39 anos! E os israelitas ainda estavam no ermo. Mas, em todos esses anos, Jeová cuidou de seu povo. Alimentou-os com maná. De dia, guiou-os com uma coluna de nuvem, e à noite, com uma coluna de fogo. E em todos esses anos, a roupa deles não se gastou, nem ficaram com os pés doloridos.

Chegou então o primeiro mês do 40.° ano após a partida do Egito. Os israelitas acamparam-se de novo em Cades. Foi dali que tinham mandado os 12 espias à terra de Canaã, quase 40 anos antes. Miriã, irmã de Moisés, morreu em Cades. E, como antes, surgiram dificuldades.

Eles não conseguiram achar água. Por isso, queixaram-se a Moisés: ‘Teria sido melhor se tivéssemos morrido. Por que nos tirou do Egito, para este lugar horrível, onde nada cresce? Não há cereais, nem figos, nem uvas, nem romãs. Não há nem água para beber.’

Quando Moisés e Arão foram ao tabernáculo para orar, Jeová disse a Moisés: ‘Ajunte o povo. Daí, diante de todos eles, fala àquele rochedo ali. Sairá dele bastante água para o povo e todos os animais.’

Moisés ajuntou o povo e disse: ‘Escutem, vocês que não confiam em Deus! Será que Arão e eu temos de conseguir para vocês água deste rochedo?’ Moisés bateu então duas vezes com um pau no rochedo, e saiu uma grande corrente de água. Era bastante água para todo o povo e os animais.

Todavia, Jeová ficou zangado com Moisés e Arão. Sabe por quê? Porque Moisés e Arão disseram que eles é que iam tirar água do rochedo. Mas foi realmente Jeová quem o fez. Assim, por não falarem a verdade sobre isso, Jeová disse que ia castigá-los. ‘Vocês não vão levar meu povo a Canaã’, disse ele.

Logo depois, os israelitas partiram de Cades. Após um tempo, chegaram ao monte Hor. Lá, no cume dele, morreu Arão. Ele tinha então 123 anos de idade. Os israelitas ficaram muito tristes e choraram Arão por 30 dias. O filho dele, Eleazar, tornou-se o próximo sumo sacerdote da nação de Israel.