Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

O Que a Bíblia Realmente Ensina?

 CAPÍTULO OITO

O que é o Reino de Deus?

O que é o Reino de Deus?
  • O que a Bíblia diz sobre o Reino de Deus?

  • O que o Reino de Deus fará?

  • Quando o Reino fará com que a vontade de Deus seja feita na Terra?

1. Que famosa oração analisaremos agora?

MILHÕES de pessoas ao redor do mundo conhecem a oração chamada Pai-Nosso ou Padre-Nosso. Ambos os nomes se referem a um famoso modelo de oração fornecido pelo próprio Jesus Cristo. É uma oração muito significativa, e uma análise dos três primeiros pedidos feitos nela nos ajudará a saber mais sobre o que a Bíblia realmente ensina.

2. Cite três das coisas pelas quais Jesus ensinou seus discípulos a orar.

2 No início dessa oração-modelo, Jesus instruiu seus ouvintes: “Orem do seguinte modo: ‘Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Seja feita a tua vontade, como no céu, assim também na terra.’” (Mateus 6:9-13) O que significam esses três pedidos?

3. O que é preciso saber a respeito do Reino de Deus?

3 Já consideramos muitas coisas a respeito do nome de Deus, Jeová. E, até certo ponto, já vimos qual é a Sua vontade — o que ele tem feito e ainda fará pela humanidade. Mas a que Jesus se referia quando nos ensinou a orar: “Venha o teu Reino”? O que é o Reino de Deus? De que modo a sua vinda santificará, ou tornará santo, o nome de Deus? E que relação tem a vinda do Reino com fazer a vontade de Deus?

 O QUE É O REINO DE DEUS?

4. O que é o Reino de Deus, e quem é seu Rei?

4 O Reino de Deus é um governo estabelecido por Jeová Deus, tendo como Rei alguém escolhido por ele. Quem é o Rei do Reino de Deus? Jesus Cristo. Como Rei, ele é maior do que qualquer governante humano e é chamado de “Rei dos que reinam e Senhor dos que dominam”. (1 Timóteo 6:15) Ele tem o poder de produzir muito mais benefícios do que qualquer governante humano, mesmo o melhor deles.

5. De onde o Reino de Deus vai governar, e o que dominará?

5 De onde o Reino de Deus vai governar? Bem, onde está Jesus agora? Você com certeza se lembra de que ele foi morto numa estaca e, em seguida, ressuscitado. Pouco tempo depois, subiu ao céu. (Atos 2:33) Portanto, é ali que se localiza o Reino de Deus — no céu. É por isso que a Bíblia o chama de “Reino celestial”. (2 Timóteo 4:18) Embora o Reino de Deus se localize no céu, ele dominará a Terra. — Leia Apocalipse 11:15.

6, 7. O que faz de Jesus um Rei notável?

6 O que faz de Jesus um Rei notável? Um dos fatores é que ele jamais morrerá. Comparando Jesus com reis humanos, a Bíblia se refere a ele como o “único que tem imortalidade, que mora em luz inacessível”. (1 Timóteo 6:16) Isso significa que todo o bem que Jesus realizará será permanente. E ele fará grandes e boas coisas.

7 Considere a seguinte profecia bíblica a respeito de Jesus: “O espírito de Jeová estará sobre ele, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de poder, o espírito de conhecimento e do temor de Jeová. E ele terá prazer no temor de Jeová. Ele não julgará pelas aparências, nem repreenderá simplesmente pelo que ouve. Ele julgará os de condição humilde com justiça, e  dará repreensão com retidão em benefício dos mansos da terra.” (Isaías 11:2-4) Essas palavras mostram que Jesus governará as pessoas na Terra como Rei justo e compassivo. Você não gostaria de ter um governante assim?

8. Quem governará com Jesus?

8 Outra verdade a respeito do Reino de Deus é que Jesus não governará sozinho. Ele terá governantes associados. Por exemplo, o apóstolo Paulo disse a Timóteo: “Se continuarmos perseverando, também reinaremos com ele.” (2 Timóteo 2:12) Sim, Paulo, Timóteo e outros fiéis escolhidos por Deus governarão com Jesus no Reino celestial. Quantos terão esse privilégio?

9. Quantos reinarão com Jesus, e quando Deus começou a selecioná-los?

9 Como vimos no Capítulo 7 deste livro, o apóstolo João observou numa visão “o Cordeiro [Jesus Cristo] em pé no monte Sião [sua posição como Rei no céu], e com ele 144.000, que têm o nome dele e o nome do seu Pai escritos na testa”. Quem são esses 144 mil? O próprio João informa: “Esses são os que estão seguindo o Cordeiro para onde quer que ele vá. Foram comprados dentre a humanidade como primícias para Deus e para o Cordeiro.” (Apocalipse 14:1, 4) Sim, eles são seguidores fiéis de Jesus Cristo, escolhidos especialmente para governar com ele no céu. Depois de serem ressuscitados para a vida celestial, eles “reinarão sobre a terra” junto com Jesus. (Apocalipse 5:10) Desde os dias dos apóstolos, Deus seleciona cristãos fiéis para completar o número de 144 mil.

10. Por que é amoroso que Jesus e os 144 mil governem a humanidade?

10 Providenciar que Jesus e os 144 mil governem a humanidade é muito amoroso. Um dos motivos é que Jesus sabe o que significa ser humano e sofrer. Paulo disse sobre Jesus: “Não temos um sumo sacerdote incapaz  de compreender as nossas fraquezas, mas temos um que foi provado em todos os sentidos como nós, porém sem pecado.” (Hebreus 4:15; 5:8) Seus governantes associados também sofreram e suportaram provações como humanos. Além disso, lutaram com a imperfeição e enfrentaram todo tipo de doença. Certamente, eles vão entender os problemas que os humanos enfrentam!

O QUE O REINO DE DEUS FARÁ?

11. Por que Jesus disse que seus discípulos deviam orar para que a vontade de Deus fosse feita no céu?

11 Quando Jesus disse que seus discípulos deviam orar pela vinda do Reino de Deus, ele disse também que deviam orar para que a vontade de Deus fosse feita “como no céu, assim também na terra”. Deus está no céu, e sua vontade sempre tem sido feita ali pelos anjos fiéis. No Capítulo 3 deste livro, porém, vimos que um anjo mau deixou de fazer a vontade de Deus e fez com que Adão e Eva pecassem. No Capítulo 10, veremos mais sobre o que a Bíblia ensina a respeito desse anjo mau, conhecido como Satanás, o Diabo. Satanás e as criaturas angélicas que escolheram segui-lo — chamadas de demônios — tiveram permissão de permanecer no céu por algum tempo. Assim, nem todos no céu faziam a vontade de Deus naquele tempo. Isso mudaria quando o Reino de Deus começasse a operar. O recém-entronizado Rei, Jesus Cristo, travaria guerra contra Satanás. — Leia Apocalipse 12:7-9.

12. Que dois eventos importantes são mencionados em Apocalipse 12:10?

12 As seguintes palavras proféticas descrevem o que aconteceria: “Ouvi uma voz alta no céu dizer: ‘Agora se realizou a salvação, o poder e o Reino do nosso Deus, e a autoridade do seu Cristo, porque foi lançado para baixo o acusador dos nossos irmãos [Satanás], que os acusa dia  e noite perante o nosso Deus!’” (Apocalipse 12:10) Observou dois eventos muito importantes mencionados nesse versículo bíblico? Primeiro, o Reino de Deus, governado por Jesus Cristo, começa a operar. Segundo, Satanás é expulso do céu “para baixo”, à Terra.

13. Quais foram os resultados da expulsão de Satanás do céu?

13 Quais foram os resultados desses dois eventos? A respeito do que ocorreu no céu, lemos: “Por essa razão, alegrem-se, ó céus, e vocês que residem neles!” (Apocalipse 12:12) Os anjos fiéis no céu se alegraram porque, com a expulsão de Satanás e seus demônios, todos no céu agora eram fiéis a Jeová Deus. Passou a predominar ali uma perfeita e inquebrantável paz e harmonia. A vontade de Deus passou a ser feita no céu.

A expulsão de Satanás e seus demônios do céu tem causado desgraças na Terra. Essas aflições acabarão em breve

14. O que resultou da expulsão de Satanás “para baixo”, à Terra?

14 Mas que dizer da Terra? A Bíblia diz: “Ai da terra e do mar, porque o Diabo desceu a vocês com grande ira, pois sabe que lhe resta pouco tempo.” (Apocalipse 12:12) Satanás está furioso por ter sido expulso do céu e saber que lhe resta pouco tempo. Cheio de ira, ele causa desgraças na Terra. Veremos mais sobre isso no próximo capítulo. Mas, pensando nisso, podemos perguntar: Como o Reino fará com que a vontade de Deus seja feita na Terra?

15. Qual é o propósito de Deus para a Terra?

15 Lembra-se qual é a vontade de Deus para a Terra? Vimos isso no Capítulo 3. No Éden, Deus mostrou que sua vontade é que a Terra se torne um paraíso habitado por uma raça humana justa e não sujeita à morte. Satanás fez com que Adão e Eva pecassem, o que afetou o cumprimento do propósito de Deus para a Terra — mas não o mudou. O objetivo de Jeová ainda é que ‘os justos possuam a terra e vivam nela para sempre’. (Salmo 37:29) O Reino de Deus realizará isso. Como?

16, 17. O que Daniel 2:44 diz sobre o Reino de Deus?

 16 Considere a profecia em Daniel 2:44. Lemos ali: “Nos dias desses reis, o Deus do céu estabelecerá um reino que jamais será destruído. E esse reino não passará para as mãos de nenhum outro povo. Vai esmigalhar e pôr um fim a todos esses reinos, e somente ele permanecerá para sempre.” O que isso nos diz a respeito do Reino de Deus?

17 Primeiro, que o Reino de Deus seria estabelecido “nos dias desses reis”, ou seja, enquanto outros reinos, ou governos, ainda existissem. Segundo, que o Reino será eterno. Não será vencido e substituído por outro governo. Terceiro, que haverá guerra entre o Reino de Deus e os reinos deste mundo. O Reino de Deus será vitorioso. No fim, será o único governo que a humanidade terá. Com isso, os humanos terão o melhor governo de todos os que já existiram.

18. Qual é o nome da guerra final entre o Reino de Deus e os governos deste mundo?

18 A Bíblia tem muito a dizer sobre a guerra final entre o Reino de Deus e os governos deste mundo. Por exemplo, ela ensina que, com a aproximação dessa guerra, os espíritos maus espalharão mentiras para enganar os “reis de toda a terra habitada”. Com que objetivo? Reunir esses reis “para a guerra do grande dia de Deus, o Todo-Poderoso”. Os reis da Terra serão reunidos “no lugar que em hebraico se chama Armagedom”. (Apocalipse 16:14, 16) À base do que se diz nesses versículos, o conflito final entre os governos humanos e o Reino de Deus se chama guerra do Armagedom.

19, 20. Por que a vontade de Deus ainda não está sendo feita na Terra?

19 O que o Reino de Deus realizará por meio da guerra do Armagedom? Lembre-se de qual era a vontade de  Deus para a Terra. Ele desejava que ela fosse inteiramente habitada por uma raça humana perfeita que o servisse num paraíso. Por que isso já não acontece agora? Primeiro, porque somos pecaminosos, adoecemos e morremos. Vimos no Capítulo 5, porém, que Jesus morreu por nós para que pudéssemos viver para sempre. É provável que você se lembre destas palavras no Evangelho de João: “Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele exercer fé não seja destruído, mas tenha vida eterna.” — João 3:16.

20 Outro problema é que muitas pessoas fazem coisas más. Elas mentem, trapaceiam e cometem imoralidade. Não querem fazer a vontade de Deus. Pessoas que praticam coisas más serão destruídas no Armagedom, a guerra de Deus. (Leia Salmo 37:10.) Ainda outra razão pela qual a vontade de Deus não está sendo feita na Terra é que os governos não incentivam o povo a fazer isso. Muitos governos têm sido fracos, cruéis ou corruptos. A Bíblia diz francamente: “Homem domina homem para o seu prejuízo.” — Eclesiastes 8:9.

21. Como o Reino de Deus fará com que se faça a vontade de Deus na Terra?

21 Depois do Armagedom, a humanidade terá um só governo, o Reino de Deus. Esse Reino fará a vontade de Deus e produzirá bênçãos maravilhosas. Por exemplo, removerá Satanás e seus demônios. (Apocalipse 20:1-3) Será aplicado o poder do sacrifício de Jesus, de modo que os humanos fiéis não vão mais adoecer e morrer. Em vez disso, sob o governo do Reino eles poderão viver para sempre. (Leia Apocalipse 22:1-3.) A Terra será transformada num paraíso. Assim, o Reino fará com que a vontade de Deus seja feita na Terra e santificará o seu nome. O que significa isso? Significa que, por fim, no  governo do Reino de Deus, todos os que então viverem honrarão o nome de Jeová.

QUANDO O REINO DE DEUS AGIRÁ?

22. Como sabemos que o Reino de Deus não veio quando Jesus esteve na Terra ou logo depois de ter sido ressuscitado?

22 O fato de Jesus ter dito a seus seguidores que orassem pela vinda do Reino deixa claro que esse Reino ainda não havia chegado naquele tempo. Será que chegou então quando Jesus subiu ao céu? Não, pois tanto Pedro como Paulo disseram que foi após a ressurreição de Jesus que se cumpriu nele a profecia do Salmo 110:1: “Jeová declarou ao meu Senhor: ‘Sente-se à minha direita, até que eu ponha os seus inimigos debaixo dos seus pés.’” (Atos 2:32-35; Hebreus 10:12, 13) Houve um período de espera.

No governo do Reino, a vontade de Deus será feita na Terra assim como é feita no céu

23. (a) Quando o Reino de Deus começou a operar? (b) O que será considerado no próximo capítulo?

23 Quanto tempo duraria esse período de espera? Nos séculos 19 e 20, sinceros estudantes da Bíblia discerniram gradualmente que esse período terminaria em 1914. (A respeito dessa data, veja no Apêndice o tópico “1914 — um ano significativo na profecia bíblica”.) Os acontecimentos mundiais desde 1914 confirmam que o entendimento daqueles sinceros estudantes da Bíblia estava  certo. O cumprimento de profecias bíblicas mostra que em 1914 Cristo tornou-se Rei, e o Reino celestial de Deus começou a operar. Portanto, estamos vivendo no “pouco tempo” que resta para Satanás. (Apocalipse 12:12; Salmo 110:2) Pode-se também dizer com certeza que o Reino de Deus agirá em breve para fazer com que a vontade de Deus seja feita na Terra. Acha isso uma excelente notícia? Acredita que seja verdade? O próximo capítulo ajudará você a ver que a Bíblia realmente ensina essas coisas.

Saiba mais

PROGRAMA DE ESTUDO DA BÍBLIA

Por que estudar a Bíblia?

No mundo inteiro, milhões de pessoas encontram as respostas para as perguntas mais importantes da vida na Bíblia. Gostaria de ser uma dessas pessoas?