Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

O Que a Bíblia Realmente Ensina?

 APÊNDICE

“Alma” e “espírito” — o que esses termos realmente significam?

“Alma” e “espírito” — o que esses termos realmente significam?

O QUE lhe vem à mente quando ouve os termos “alma” e “espírito”? Muitos acreditam que essas palavras significam algo invisível e imortal que existe dentro de nós. Eles pensam que, por ocasião da morte, essa parte invisível do ser humano deixa o corpo e continua a viver. Visto que essa crença é tão difundida, muitos ficam surpresos de saber que isso de forma alguma é o que a Bíblia ensina. O que, então, é a alma e o que é o espírito, segundo a Palavra de Deus?

“ALMA” CONFORME USADO NA BÍBLIA

Primeiro, considere a alma. Talvez se lembre de que a Bíblia originalmente foi escrita na maior parte em hebraico e em grego. Ao escreverem a respeito da alma, os escritores bíblicos usaram a palavra hebraica né·fesh ou a palavra grega psy·khé. Essas duas palavras ocorrem bem mais de 800 vezes nas Escrituras, e a Tradução do Novo Mundo as verte como “alma”, quer no texto principal quer nas notas. Ao examinarmos como as palavras “alma” e “almas” são usadas na Bíblia, fica evidente que basicamente se referem a (1) pessoas, (2) animais ou (3) a vida de uma pessoa ou de um animal.  Vejamos alguns textos em que esses três diferentes sentidos ocorrem.

Pessoas. “Nos dias de Noé . . . poucas pessoas, isto é, [“oito almas”, nota], foram levadas a salvo através da água.” (1 Pedro 3:20) Aqui a palavra “almas” claramente se refere a pessoas — Noé e sua esposa, seus três filhos e suas esposas. Êxodo 16:16 menciona as instruções dadas aos israelitas a respeito do recolhimento do maná. Foi-lhes dito que o apanhassem “segundo o número de pessoas [“almas”, nota]” que cada um tinha na sua tenda. Portanto, a quantidade de maná que se recolhia baseava-se no número de pessoas em cada família. Outros exemplos bíblicos da aplicação de “alma” ou “almas” a uma pessoa ou a pessoas encontram-se nas notas em Gênesis 46:18; Josué 11:11; Atos 27:37 e Romanos 13:1.

Animais. No relato bíblico da criação, lemos: “Então Deus disse: ‘Que as águas fervilhem de criaturas [“almas”, nota] viventes e voem criaturas voadoras por cima da terra, pela vastidão dos céus.’ Então Deus disse: ‘Que a terra produza criaturas [“almas”, nota] viventes segundo as suas espécies: animais domésticos, animais rasteiros e animais selvagens da terra, segundo as suas espécies.’ E assim se deu.” (Gênesis 1:20, 24) Nesse texto, peixes, animais domésticos e selvagens são todos englobados na mesma palavra — “almas”. As aves e outros animais são chamados de almas nas notas em Gênesis 9:10; Levítico 11:46 e Números 31:28.

Vida de uma pessoa. Às vezes, a palavra “alma” significa a vida de uma pessoa. Jeová disse a Moisés: “Todos os homens que procuravam matá-lo [“procuravam a sua alma”, nota] estão mortos.” (Êxodo 4:19) O que os inimigos de Moisés estavam tentando fazer? Eles procuravam tirar a vida de Moisés. Bem antes disso, quando Raquel estava dando à luz seu filho Benjamim, ela estava “nos últimos momentos de sua vida [“sua alma partia”, nota]”. (Gênesis 35:16-19) Naquela ocasião, Raquel perdeu a vida. Considere também as palavras de Jesus: “Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida [“alma”, nota] pelas ovelhas.” (João 10:11) Jesus deu a sua alma, ou vida, em favor da humanidade. Nesses textos  bíblicos, ou nas notas, a palavra “alma” claramente se refere à vida de uma pessoa. Você encontrará mais exemplos desse sentido da palavra “alma” nas notas em 1 Reis 17:17-23; Mateus 10:39; João 15:13 e Atos 20:10.

Por meio de um estudo mais detalhado da Palavra de Deus, você verá que em nenhum lugar na Bíblia inteira os termos “imortal” ou “eterno” têm relação com a palavra “alma”. Em vez disso, as Escrituras dizem que a alma é mortal, o que significa que ela morre. (Ezequiel 18:4, 20) De modo que, na Bíblia, a pessoa que morre é chamada simplesmente de “alma morta”. — Levítico 21:11, nota.

O QUE É O “ESPÍRITO”?

Vejamos agora o uso bíblico do termo “espírito”. Alguns pensam que “espírito” significa o mesmo que “alma”. Mas não é assim. A Bíblia deixa claro que “espírito” e “alma” se referem a duas coisas diferentes. Em que sentido?

Os escritores bíblicos usaram a palavra hebraica rú·ahh ou a palavra grega pneú·ma ao escreverem a respeito do “espírito”. As próprias Escrituras indicam o significado dessas palavras. Por exemplo, o Salmo 104:29 diz: “Se [tu, Jeová] lhes tiras o espírito [rú·ahh], morrem e voltam ao pó.” E Tiago 2:26 diz que “o corpo sem espírito [pneú·ma] está morto”. Nesses versículos, portanto, “espírito” se refere àquilo que dá vida a um corpo. Sem espírito, o corpo está morto. De modo que na Bíblia a palavra rú·ahh é traduzida não apenas por “espírito”, mas também por “força” ou “força da vida”. Por exemplo, Deus disse a respeito do Dilúvio nos dias de Noé: “Vou trazer sobre a terra um dilúvio de águas, para exterminar de debaixo dos céus toda criatura que tem o fôlego [rú·ahh] de vida.” (Gênesis 6:17; 7:15, 22) Assim, “espírito” se refere a uma força invisível (a centelha de vida) que mantém a vida de todas as criaturas viventes.

Alma e espírito não são a mesma coisa. O corpo precisa do espírito assim como um rádio, para funcionar, precisa da eletricidade. Pense num rádio a pilha, por exemplo. Ao colocarmos pilhas nele e ligá-lo, a eletricidade armazenada nas  pilhas dá vida ao rádio, por assim dizer. Sem as pilhas o rádio não funciona. O mesmo se dá com um rádio elétrico, quando desligado da tomada. De modo similar, o espírito é a força que dá vida ao nosso corpo. E, assim como a eletricidade, o espírito não tem a capacidade de sentir ou de pensar. É uma força impessoal. Mas sem esse espírito, ou força de vida, o nosso corpo ‘morre e volta ao pó’, como disse o salmista.

Falando a respeito da morte do homem, Eclesiastes 12:7 diz: “O pó [de seu corpo] volta à terra, de onde veio, e o espírito volta ao verdadeiro Deus, que o deu.” Quando o espírito, ou força de vida, deixa o corpo, o corpo morre e volta para sua origem — o solo. De modo comparável, a força de vida volta para sua origem — Deus. (Jó 34:14, 15; Salmo 36:9) Isso não significa que a força de vida literalmente cruza o espaço em direção ao céu. Na verdade significa que, para quem morre, qualquer esperança de vida futura depende de Jeová. A sua vida está nas mãos de Deus, por assim dizer. Somente pelo seu poder é possível que o espírito, ou força de vida, seja devolvido à pessoa, de modo que ela viva de novo.

Como é consolador saber que é exatamente isso que Deus fará em favor de todos os que descansam nos “túmulos memoriais”! (João 5:28, 29) No dia da ressurreição, Jeová fará um novo corpo para a pessoa que dorme na morte e lhe dará vida colocando nele espírito, ou força de vida. Que dia feliz será esse!

Se desejar mais informações sobre os termos “alma” e “espírito”, conforme usados na Bíblia, veja a brochura Que Acontece Conosco Quando Morremos? e as páginas 32-36 e 142-146 do livro Raciocínios à Base das Escrituras, ambos publicados pelas Testemunhas de Jeová.