Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Jesus — o Caminho, a Verdade e a Vida

 CAPÍTULO 81

Jesus e o Pai são um, mas Jesus não é Deus

Jesus e o Pai são um, mas Jesus não é Deus

JOÃO 10:22-42

  • “EU E O PAI SOMOS UM”

  • JESUS DESMENTE A ACUSAÇÃO DE QUE É DEUS

Jesus vai a Jerusalém para a Festividade da Dedicação (ou Hanuká), quando se comemora a rededicação do templo. Há mais de um século, o rei sírio Antíoco IV Epifânio construiu um altar sobre o grande altar no templo de Deus. Mais tarde, os filhos de um sacerdote judeu reconquistaram Jerusalém e dedicaram novamente o templo a Jeová. Desde então, é realizada uma comemoração no dia 25 do mês de quisleu, que vai de meados de novembro a meados de dezembro.

É inverno e faz muito frio. Jesus está no templo, no Pórtico de Salomão, quando os judeus o rodeiam e pedem o seguinte: “Por quanto tempo você nos deixará na dúvida? Se você é o Cristo, diga-nos claramente.” (João 10:22-24) Jesus responde: “Eu lhes disse, e mesmo assim vocês não acreditam.” Ele não diz claramente que é o Cristo, assim como disse à samaritana quando estavam no poço. (João 4:25, 26) Mas revela sua identidade ao dizer: “Antes de Abraão vir à existência, eu já existia.” — João 8:58.

Jesus quer que as pessoas concluam por si mesmas que ele é o Cristo por comparar suas obras com as que foram profetizadas que o Cristo faria. É por isso que, em outras ocasiões, ele disse aos seus discípulos que não contassem a ninguém que ele era o Messias. Mas agora ele diz claramente a esses judeus opositores: “As obras que eu faço em nome do meu Pai dão testemunho de mim. Mas vocês não acreditam.” — João 10:25, 26.

Por que não acreditam que Jesus é o Cristo? Ele diz: “Vocês não acreditam porque não são minhas ovelhas. Minhas ovelhas escutam a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou vida eterna, e elas jamais serão destruídas, e ninguém as arrancará da minha mão. O que o meu Pai me deu é maior do que todas as outras coisas.” Depois ele indica que tem um relacionamento muito achegado com seu Pai: “Eu e o Pai somos um.” (João 10:26-30) Como Jesus está na Terra e seu Pai está no céu, ele não pode estar falando que os dois são literalmente um, mas que estão unidos no mesmo propósito.

As palavras de Jesus deixam os judeus tão furiosos que novamente pegam pedras para matá-lo. Mas ele não fica com medo e diz: “Eu lhes mostrei muitas boas obras da parte do Pai. Por qual dessas obras vocês vão me apedrejar?” Eles respondem: “Nós não vamos apedrejá-lo por uma boa obra, mas por blasfêmia; pois você . . . se faz um deus.” (João 10:31-33) Jesus nunca afirmou que é um deus, então por que fazem essa acusação?

Os judeus acreditam que os poderes que Jesus afirma ter pertencem apenas a Deus. Por exemplo, em relação às “ovelhas”, Jesus diz: “Eu lhes dou vida eterna”, algo que humanos não podem fazer. (João 10:28) Os judeus ignoram que ele admitiu claramente que recebeu autoridade de seu Pai.

Jesus responde à falsa acusação deles: “Não está escrito na sua Lei [no Salmo 82:6]: ‘Eu disse: “Vocês são deuses”’? Se aqueles contra quem se dirigiu a palavra de Deus foram chamados de ‘deuses’ . . . vocês dizem a mim, a quem o Pai santificou e enviou ao mundo: ‘Você blasfema’, porque eu disse: ‘Sou Filho de Deus’?” — João 10:34-36.

Se as Escrituras chamam até humanos injustos de “deuses”, por que esses judeus acusam Jesus de dizer que é “Filho de Deus”? Ele diz algo que devia convencê-los: “Se não faço as obras do meu Pai, não acreditem em mim. Mas, se eu as faço, mesmo que não acreditem em mim, acreditem nas obras, para que saibam e acreditem que o Pai está em união comigo e eu em união com o Pai.” — João 10:37, 38.

Em resposta, os judeus tentam prender Jesus, mas ele escapa novamente. Depois sai de Jerusalém e atravessa o rio Jordão até a região onde João começou a batizar quase quatro anos antes. Pelo visto, essa região fica perto do litoral sul do mar da Galileia.

As multidões vão até Jesus e dizem: “João não realizou nenhum sinal, mas todas as coisas que João disse a respeito deste homem eram verdadeiras.” (João 10:41) Assim, muitos judeus demonstram fé em Jesus.

Saiba mais

O QUE A BÍBLIA REALMENTE ENSINA?

A verdade a respeito do Pai, do Filho e do espírito santo

Muitas pessoas acreditam que a doutrina da Trindade se trata de um ensino bíblico. Será que é verdade?