Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

Salmos 78:1-72

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Cuidados de Deus e falta de fé de Israel

    • Contar à próxima geração (2-8)

    • “Não tiveram fé em Deus” (22)

    • “O cereal do céu” (24)

    • “Entristeceram o Santo de Israel” (41)

    • Do Egito à Terra Prometida (43-55)

    • “Continuaram desafiando a Deus” (56)

Masquil.* De Asafe.+ 78  Escute a minha lei,* ó meu povo;Preste atenção* às palavras da minha boca.   Abrirei a minha boca para dizer um provérbio. Proferirei enigmas dos tempos antigos.+   As coisas que ouvimos e conhecemos,Que os nossos pais nos contaram,+   Não esconderemos dos descendentes deles;Nós contaremos à próxima geração+Os atos louváveis de Jeová e a sua força,+As coisas maravilhosas que ele tem feito.+   Ele estabeleceu um testemunho* em JacóE instituiu uma lei em Israel;Ele ordenou aos nossos antepassadosQue dessem a conhecer essas coisas a seus filhos,+   Para que a geração seguinte as soubesse,+Os filhos que ainda nasceriam. Eles, por sua vez, as relatariam aos seus filhos.+   Assim estes poriam a sua confiança em Deus. Não se esqueceriam dos atos de Deus,+Mas obedeceriam aos mandamentos dele.+   Desse modo, não seriam como os seus antepassados,Uma geração obstinada e rebelde,+Uma geração de coração inconstante,*+E cujo espírito não foi fiel a Deus.   Os efraimitas estavam armados com seus arcos,Mas eles bateram em retirada no dia da batalha. 10  Não guardaram o pacto de Deus+E se recusaram a andar na sua lei.+ 11  Também se esqueceram do que ele tinha feito,+Seus atos maravilhosos, que lhes mostrou.+ 12  Ele fez coisas esplêndidas à vista dos antepassados deles,+Na terra do Egito, a região de Zoã.+ 13  Dividiu o mar para que o atravessassemE fez as águas erguer-se como uma barragem.*+ 14  Ele os guiou de dia com uma nuvem,E durante toda a noite com a luz de um fogo.+ 15  Partiu rochas no desertoE os fez beber até se saciarem, como que de águas profundas.+ 16  Fez sair correntes de um rochedoE fez fluir águas como rios.+ 17  Mas eles continuaram a pecar contra ele,Rebelando-se contra o Altíssimo no deserto.+ 18  Desafiaram* a Deus no coração,+Exigindo o alimento que desejavam intensamente.* 19  Então falaram contra Deus;Disseram: “Será que Deus pode preparar uma mesa no deserto?”+ 20  Foi ele que bateu numa rochaDe modo que fluíram águas e jorraram torrentes.+ “Será que ele também nos pode dar pãoOu providenciar carne para o seu povo?”+ 21  Quando Jeová os ouviu, ficou furioso;+Um fogo+ se acendeu contra Jacó,E a sua ira se levantou contra Israel+ 22  Porque não tiveram fé em Deus;+Não confiaram na sua capacidade de salvá-los. 23  Então ele deu uma ordem às nuvens lá em cima,Abriu as portas do céu. 24  Fez chover maná, para que comessem;Deu-lhes o cereal do céu.+ 25  Homens comeram o pão dos poderosos;*+Ele forneceu o necessário para satisfazê-los.+ 26  Fez surgir um vento leste nos céusE, com o seu poder, fez soprar um vento sul.+ 27  E fez chover sobre eles carne como se fosse pó,Aves como a areia da praia. 28  Ele as fez cair no meio do Seu acampamento,Em volta das Suas tendas. 29  E eles comeram e se empanturraram;Ele lhes deu o que desejavam.+ 30  Mas, antes de terem satisfeito plenamente o seu desejo,Enquanto a comida ainda estava na sua boca, 31  A ira de Deus se levantou contra eles.+ Ele matou os homens mais fortes entre eles;+Derrubou os jovens de Israel. 32  Apesar disso, pecaram ainda mais,+E não tiveram fé nos Seus atos maravilhosos.+ 33  Portanto, ele acabou com os seus dias como se fossem apenas um sopro,+E acabou com os seus anos em terror repentino. 34  Mas, sempre que causava morte entre eles, procuravam por ele;+Voltavam atrás e buscavam a Deus, 35  Lembrando-se de que Deus era a sua Rocha+E de que o Deus Altíssimo era o seu Redentor.*+ 36  No entanto, tentaram enganá-lo com a sua bocaE mentiram para ele com a sua língua. 37  O coração deles não era firme para com ele;+Eles não eram fiéis ao Seu pacto.+ 38  Mas ele era misericordioso;+Perdoava* seu erro e não os destruía.+ Muitas vezes conteve a sua ira,+Em vez de dar vazão a todo o seu furor. 39  Pois se lembrava de que eles eram carne,+Um vento que passa e não retorna.* 40  Quantas vezes se rebelaram contra ele no ermo+E fizeram-no sentir-se magoado no deserto!+ 41  Vez após vez puseram Deus à prova+E entristeceram o* Santo de Israel. 42  Não se lembraram do Seu poder,*Do dia em que ele os livrou* do adversário,+ 43  De como ele mostrou seus sinais no Egito+E seus milagres na região de Zoã 44  E de como transformou em sangue os canais do Nilo,+De modo que não puderam beber das suas correntes de água. 45  Ele enviou enxames de moscões para os devorarem+E rãs para os arruinarem.+ 46  Deu as suas safras aos gafanhotos vorazes,O fruto do seu trabalho árduo aos enxames de gafanhotos.+ 47  Destruiu suas videiras com granizo+E suas figueiras* com chuva de pedra. 48  Entregou seus animais de carga ao granizo+E atingiu seus rebanhos com raios.* 49  Lançou sobre eles a sua ira ardente,Fúria, indignação e aflição;Enviou exércitos de anjos para trazer calamidade. 50  Ele abriu caminho para a sua ira. Não os poupou* da morteE os* entregou à peste. 51  Por fim matou todos os primogênitos do Egito;+Os primeiros frutos da faculdade reprodutiva deles, nas tendas de Cã. 52  Depois fez seu povo sair como um rebanho+E os conduziu como ovelhas no deserto. 53  Ele os guiou em segurança,E eles não sentiram medo;+O mar cobriu os inimigos deles.+ 54  E ele os trouxe ao Seu território santo,+Esta região montanhosa que a sua mão direita conquistou.+ 55  Expulsou as nações de diante deles;+Com a corda de medir repartiu uma herança entre eles;+Estabeleceu as tribos de Israel nos seus lares.+ 56  Mas eles continuaram desafiando* a Deus, o Altíssimo, e se rebelando contra ele;+Não prestaram atenção às suas advertências.*+ 57  Desviaram-se e foram tão traiçoeiros como os seus antepassados.+ Não eram dignos de confiança, como um arco frouxo.+ 58  Eles o ofendiam com os seus altos sagrados+E provocaram a fúria* dele com as suas imagens esculpidas.+ 59  Deus ouviu e se enfureceu,+Por isso rejeitou Israel totalmente. 60  Por fim abandonou o tabernáculo de Silo,+A tenda onde havia residido entre os homens.+ 61  Ele deixou que o símbolo da Sua força fosse para o cativeiro;Que o Seu esplendor caísse nas mãos do adversário.+ 62  Ele entregou o seu povo à espada+E ficou furioso com a sua herança. 63  Seus jovens foram consumidos pelo fogo,E para suas moças* não houve canções de casamento.* 64  Seus sacerdotes caíram pela espada,+E as suas viúvas não choraram por eles.+ 65  Então Jeová acordou como que de um sono,+Como um guerreiro+ acordando do efeito do vinho. 66  E pôs em fuga seus adversários;+Entregou-os à desonra permanente. 67  Ele rejeitou a tenda de José,Não escolheu a tribo de Efraim. 68  Mas escolheu a tribo de Judá,+O monte Sião, que ele ama.+ 69  Ele fez o seu santuário tão duradouro como os céus;*+Como a terra, que ele estabeleceu para sempre.+ 70  Escolheu a Davi,+ seu servo,E o tirou dos currais das ovelhas,+ 71  De cuidar das ovelhas que amamentavam;Ele o tornou pastor de Jacó, seu povo,+E de Israel, sua herança.+ 72  Ele os pastoreou com integridade de coração,+E com mãos hábeis os conduziu.+

Notas

Ou: “instrução”.
Ou: “Incline seu ouvido”.
Ou: “uma advertência”.
Lit.: “despreparado”.
Ou: “um muro”.
Lit.: “Testaram”.
Ou: “alimento para a sua alma”.
Ou: “dos anjos”.
Ou: “Vingador”.
Lit.: “Cobria”.
Ou, possivelmente: “De que o espírito está saindo e não volta mais”.
Ou: “causaram dor ao”.
Lit.: “da Sua mão”.
Ou: “resgatou”.
Ou: “seus sicômoros”.
Ou, possivelmente: “com febre ardente”.
Ou: “Não poupou a alma deles”.
Lit.: “a vida deles”.
Ou: “testando”.
“Advertência” refere-se a um lembrete do que é necessário fazer.
Ou: “o ciúme”.
Ou: “virgens”.
Lit.: “E suas virgens não foram louvadas”.
Lit.: “Ele construiu seu santuário como as alturas”.