Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

Segundo Mateus 8:1-34

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Um leproso é curado (1-4)

  • Fé demonstrada por um oficial do exército (5-13)

  • Jesus cura muitos em Cafarnaum (14-17)

  • Como seguir a Jesus (18-22)

  • Jesus acalma tempestade (23-27)

  • Jesus manda demônios para os porcos (28-34)

8  Depois que ele desceu do monte, grandes multidões o seguiram.  Então um leproso chegou e se curvou diante dele,* dizendo: “Senhor, se apenas quiser, pode me purificar.”+  Assim, ele estendeu a mão e tocou no homem, dizendo: “Eu quero! Seja purificado.”+ Ele foi imediatamente purificado da lepra.+  Jesus lhe disse então: “Tenha o cuidado de não contar nada a ninguém,+ mas vá, mostre-se ao sacerdote+ e ofereça a dádiva que Moisés determinou,+ em testemunho para eles.”  Quando entrou em Cafarnaum, um oficial do exército se aproximou dele, suplicando+  e dizendo-lhe: “Senhor, meu servo está de cama em casa, com paralisia, e está sofrendo terrivelmente.”  Ele lhe disse: “Quando eu chegar lá, vou curá-lo.”  O oficial do exército respondeu: “Senhor, não sou digno de recebê-lo debaixo do meu teto, mas apenas diga a palavra e meu servo será curado.  Pois eu também sou homem sujeito a autoridade e tenho soldados sob as minhas ordens, e digo a um: ‘Vá!’ e ele vai, e a outro: ‘Venha!’ e ele vem, e ao meu escravo: ‘Faça isto!’ e ele faz.” 10  Quando Jesus ouviu isso, ficou admirado e disse aos que o seguiam: “Eu lhes digo a verdade: Em ninguém em Israel encontrei tamanha fé.+ 11  Mas eu lhes digo que muitos virão do leste e do oeste e se recostarão à mesa com Abraão, Isaque e Jacó, no Reino dos céus,+ 12  ao passo que os filhos do Reino serão lançados na escuridão lá fora. Ali é que haverá o seu choro e o ranger dos seus dentes.”+ 13  Jesus disse então ao oficial do exército: “Vá. Que lhe aconteça segundo a fé que você mostrou.”+ E o servo foi curado naquela hora.+ 14  Ao entrar na casa de Pedro, Jesus viu a sogra+ deste de cama e com febre.+ 15  Então tocou na mão dela+ e a febre a deixou, e ela se levantou e começou a servi-lo. 16  Depois de anoitecer, levaram-lhe muitas pessoas possessas de demônios; e ele expulsou os espíritos com uma palavra e curou todos os que estavam doentes, 17  para que se cumprissem as palavras de Isaías, o profeta: “Ele mesmo levou nossas doenças e carregou nossas enfermidades.”+ 18  Quando Jesus viu uma multidão ao seu redor, deu ordem de passar para a outra margem.+ 19  E um escriba se aproximou e lhe disse: “Instrutor, eu o seguirei para onde quer que o senhor vá.”+ 20  Mas Jesus lhe disse: “As raposas têm tocas e as aves do céu têm ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde deitar a cabeça.”+ 21  Então, outro discípulo lhe disse: “Senhor, permita-me primeiro ir enterrar meu pai.”+ 22  Jesus lhe disse: “Continue a me seguir e deixe que os mortos enterrem seus mortos.”+ 23  Ele entrou num barco, e seus discípulos o seguiram.+ 24  Levantou-se então uma grande tempestade no mar, de modo que o barco estava sendo coberto pelas ondas; mas ele estava dormindo.+ 25  E eles foram acordá-lo, dizendo: “Senhor, salve-nos, pois estamos prestes a morrer!” 26  No entanto, ele lhes disse: “Por que vocês estão com tanto medo,* homens de pouca fé?”+ Então ele se levantou e censurou os ventos e o mar, e houve uma grande calmaria.+ 27  De modo que os homens ficaram espantados e disseram: “Que homem é este? Até mesmo os ventos e o mar lhe obedecem.” 28  Quando chegou à outra margem, à região dos gadarenos, dois homens possessos de demônios, saindo dentre os túmulos,* foram ao encontro dele.+ Eles eram extremamente ferozes, de modo que ninguém tinha coragem de passar por aquela estrada. 29  E começaram a gritar: “O que você quer conosco,* Filho de Deus?+ Veio aqui nos atormentar+ antes do tempo determinado?”+ 30  Bem longe dali havia uma grande manada de porcos pastando.+ 31  Assim, os demônios começaram a suplicar, dizendo-lhe: “Se você nos expulsar, mande-nos para a manada de porcos.”+ 32  E ele lhes disse: “Vão!” Eles saíram então e entraram nos porcos, e toda a manada se jogou despenhadeiro* abaixo, para dentro do mar, e morreu nas águas. 33  Os que cuidavam dos porcos fugiram, entraram na cidade e contaram tudo, inclusive o que tinha acontecido com os homens possessos de demônios. 34  Então toda a cidade saiu e foi ao encontro de Jesus e, ao vê-lo, suplicaram-lhe que fosse embora daquela região.+

Notas

Ou: “e lhe prestou homenagem”.
Ou: “são tão inseguros”.
Ou: “túmulos memoriais”.
Ou: “O que nós temos a ver com você”.
Ou: “encosta íngreme”.