Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

Segundo Mateus 22:1-46

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Ilustração da festa de casamento (1-14)

  • Deus e César (15-22)

  • Pergunta sobre a ressurreição (23-33)

  • Dois maiores mandamentos (34-40)

  • O Cristo é filho de Davi? (41-46)

22  Jesus lhes falou novamente com ilustrações, dizendo:  “O Reino dos céus pode ser comparado a um rei que fez uma festa de casamento+ para o seu filho.  Ele mandou seus escravos chamar os convidados à festa de casamento, mas estes não quiseram ir.+  Mandou novamente outros escravos, dizendo: ‘Digam aos convidados: “Já preparei o banquete; meus touros e meus animais gordos já foram abatidos e tudo está pronto. Venham à festa de casamento.”’  Mas os convidados, indiferentes, foram embora, um para seu próprio campo, outro para seu negócio;+  e os outros agarraram os escravos dele, os maltrataram e os mataram.  “O rei ficou furioso e enviou seus exércitos, matou aqueles assassinos e queimou a cidade deles.+  Depois disse aos seus escravos: ‘A festa de casamento está pronta, mas os convidados não eram dignos.+  Portanto, vão às estradas que saem da cidade e convidem para a festa de casamento a qualquer um que encontrarem.’+ 10  Então, esses escravos foram às estradas e reuniram todos os que encontraram, tanto maus como bons, e a sala para a cerimônia do casamento ficou cheia de convidados.* 11  “Quando o rei entrou para verificar os convidados, viu um homem que não estava usando roupa de casamento. 12  Disse-lhe, portanto: ‘Amigo, como você entrou aqui sem roupa de casamento?’ Ele ficou sem fala. 13  O rei disse então aos seus servos: ‘Amarrem as mãos e os pés dele, e lancem-no na escuridão lá fora. Ali é que haverá o seu choro e o ranger dos seus dentes.’ 14  “Porque há muitos convidados, mas poucos escolhidos.” 15  Então, os fariseus foram embora e fizeram planos para apanhá-lo nas suas palavras.+ 16  Depois, enviaram-lhe seus discípulos, junto com partidários de Herodes,+ para lhe dizer: “Instrutor, sabemos que o senhor é verdadeiro e que ensina o caminho de Deus em verdade, e que não busca agradar a homens, pois não olha para a aparência das pessoas. 17  Diga-nos, então: O que acha? É permitido* ou não pagar a César o imposto por cabeça?” 18  Mas Jesus, conhecendo a maldade deles, disse: “Hipócritas, por que vocês me põem à prova? 19  Mostrem-me a moeda do imposto.” Trouxeram-lhe um denário.* 20  Ele lhes perguntou: “De quem é esta imagem e inscrição?” 21  Responderam: “De César.” Então ele lhes disse: “Portanto, paguem a César o que é de César, mas a Deus o que é de Deus.”+ 22  Quando ouviram isso, ficaram maravilhados e, deixando-o, foram embora. 23  Naquele dia, os saduceus, que dizem não haver ressurreição,+ se aproximaram e lhe perguntaram:+ 24  “Instrutor, Moisés disse: ‘Se um homem morrer sem deixar filhos, o irmão dele deve se casar com a viúva para dar descendência ao seu irmão.’+ 25  Acontece que havia conosco sete irmãos. O primeiro se casou e morreu, e, visto que não tinha descendente, deixou a sua esposa para o seu irmão. 26  O mesmo aconteceu com o segundo e com o terceiro, e assim com todos os sete. 27  Por último, morreu a mulher. 28  Assim, na ressurreição, de qual dos sete ela será esposa? Pois todos a tiveram como esposa.” 29  Em resposta, Jesus lhes disse: “Vocês estão enganados, porque não conhecem nem as Escrituras, nem o poder de Deus;+ 30  pois, na ressurreição, os homens não se casam, nem as mulheres são dadas em casamento, mas são como os anjos no céu.+ 31  A respeito da ressurreição dos mortos, vocês não leram o que lhes foi falado por Deus, que disse: 32  ‘Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó’?+ Ele é o Deus, não de mortos, mas de vivos.”+ 33  Ouvindo isso, as multidões ficaram maravilhadas com o seu ensino.+ 34  Depois que os fariseus ouviram que ele havia silenciado os saduceus, reuniram-se num só grupo. 35  E um deles, perito na Lei, o pôs à prova com uma pergunta: 36  “Instrutor, qual é o maior mandamento da Lei?”+ 37  Ele lhe disse: “‘Ame a Jeová,* seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma* e de toda a sua mente.’+ 38  Esse é o maior e primeiro mandamento. 39  O segundo, semelhante a esse, é: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo.’+ 40  Desses dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.”+ 41  Então, enquanto os fariseus estavam reunidos, Jesus lhes perguntou:+ 42  “O que vocês pensam do Cristo? De quem ele é filho?” Disseram-lhe: “De Davi.”+ 43  Ele lhes perguntou: “Como é, então, que Davi, sob inspiração,+ o chama de Senhor, dizendo: 44  ‘Jeová* disse ao meu Senhor: “Sente-se à minha direita, até que eu ponha os seus inimigos debaixo dos seus pés”’?+ 45  Então, se Davi o chama de Senhor, como é que ele é seu filho?”+ 46  E ninguém foi capaz de lhe dizer uma só palavra em resposta e, daquele dia em diante, ninguém se atreveu a lhe fazer mais perguntas.

Notas

Ou: “de pessoas recostadas à mesa”.
Ou: “lícito; certo”.
Veja Ap. A5.
Veja Ap. A5.