Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

Segundo Mateus 18:1-35

CONTEÚDO DO LIVRO

  • O maior no Reino (1-6)

  • Pedras de tropeço (7-11)

  • Ilustração da ovelha perdida (12-14)

  • Como ganhar um irmão (15-20)

  • Ilustração do escravo que não perdoou (21-35)

18  Naquela hora, os discípulos se aproximaram de Jesus e perguntaram: “Quem é realmente o maior no Reino dos céus?”+  Então, ele chamou uma criancinha, colocou-a no meio deles  e disse: “Digo-lhes a verdade: A menos que vocês deem meia-volta* e se tornem como criancinhas,+ de modo algum entrarão no Reino dos céus.+  Por isso, quem se humilha, como esta criancinha, é aquele que é o maior no Reino dos céus;+  e quem recebe em meu nome uma criancinha como esta, recebe também a mim.  Mas quem fizer tropeçar um destes pequenos que têm fé em mim, seria melhor para ele que pendurassem no seu pescoço uma pedra de moinho daquelas que o jumento faz girar, e que fosse afundado no alto-mar.+  “Ai do mundo por causa das suas pedras de tropeço! Claro, é inevitável que venham as pedras de tropeço, mas ai do homem por meio de quem vem a pedra de tropeço!  Então, se a sua mão ou o seu pé faz você tropeçar, corte-o e lance-o para longe.+ É melhor para você entrar na vida aleijado ou manco do que ser lançado com as duas mãos ou os dois pés no fogo eterno.+  Também, se o seu olho o faz tropeçar, arranque-o e lance-o para longe de você. É melhor para você entrar na vida com um olho só do que ser lançado com os dois olhos na Geena*+ ardente. 10  Tomem cuidado para não desprezar um destes pequenos, pois eu lhes digo que os anjos deles no céu estão sempre vendo a face do meu Pai, que está no céu.+ 11  *—— 12  “O que vocês acham? Se um homem tem 100 ovelhas e uma delas se perde,+ não deixará ele as 99 nos montes e irá à procura daquela que se perdeu?+ 13  E, se a encontrar, certamente lhes digo que se alegrará mais com ela do que com as 99 que não se perderam. 14  Do mesmo modo, não é o desejo do meu Pai,* que está no céu, que se perca nem mesmo um destes pequenos.+ 15  “Além disso, se o seu irmão cometer um pecado, vá mostrar-lhe o seu erro,* somente você e ele.+ Se ele o escutar, você ganhou o seu irmão.+ 16  Mas, se não o escutar, leve com você mais um ou dois, para que, com base no depoimento* de duas ou três testemunhas, toda questão seja estabelecida.+ 17  Se ele não os escutar, fale à congregação. Se não escutar nem mesmo a congregação, seja ele para você apenas como homem das nações+ e como cobrador de impostos.+ 18  “Digo-lhes a verdade: Tudo o que vocês amarrarem na terra já terá sido amarrado no céu, e tudo o que soltarem na terra já terá sido solto no céu. 19  Também lhes digo esta verdade: Se dois de vocês, na terra, concordarem em qualquer coisa importante que pedirem, ela lhes será concedida pelo meu Pai, que está no céu.+ 20  Pois, onde há dois ou três reunidos em meu nome,+ ali estou eu no meio deles.” 21  Pedro se aproximou então e lhe perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar o meu irmão se ele pecar contra mim? Até sete vezes?” 22  Jesus respondeu: “Eu não lhe digo até sete vezes, mas até 77 vezes.+ 23  “É por isso que o Reino dos céus pode ser comparado a um rei que queria ajustar contas com os seus escravos. 24  Quando começou a ajustá-las, trouxeram-lhe um homem que lhe devia 10.000 talentos.* 25  Mas, visto que este não tinha meios para pagar, seu senhor mandou que ele, a esposa dele, os filhos dele e tudo o que tivesse fossem vendidos e fosse feito o pagamento.+ 26  Então o escravo se prostrou e lhe prestou homenagem,* dizendo: ‘Tenha paciência comigo, e eu lhe pagarei tudo.’ 27  Com pena dele, o senhor daquele escravo o deixou ir e cancelou a sua dívida.+ 28  Mas aquele escravo saiu e encontrou um dos seus coescravos, que lhe devia 100 denários.* Ele o agarrou e começou a estrangulá-lo, dizendo: ‘Pague o que você deve.’ 29  Então seu coescravo se prostrou e lhe suplicou: ‘Tenha paciência comigo, e eu lhe pagarei.’ 30  No entanto, ele não quis. Em vez disso, mandou lançá-lo na prisão, até que pagasse o que devia. 31  Quando seus coescravos viram o que tinha acontecido, ficaram muito tristes e foram contar ao seu senhor tudo o que tinha acontecido. 32  O senhor dele o convocou então e lhe disse: ‘Escravo mau, eu lhe cancelei toda aquela dívida quando você me suplicou. 33  Não devia você também ter tido misericórdia do seu coescravo, como eu tive misericórdia de você?’+ 34  Com isso, seu senhor, furioso, entregou-o aos carcereiros, até que pagasse tudo o que devia. 35  Meu Pai celestial tratará vocês da mesma forma,+ se cada um de vocês não perdoar de coração ao seu irmão.”+

Notas

Ou: “mudem”.
Veja Ap. A3.
Ou, possivelmente: “do Pai de vocês”.
Lit.: “repreenda-o”.
Lit.: “na boca”.
O valor de 10.000 talentos de prata equivalia a 60.000.000 de denários. Veja Ap. B14.
Ou: “e se curvou diante dele”.