Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

Segundo Lucas 23:1-56

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Jesus perante Pilatos e Herodes (1-25)

  • Jesus e dois criminosos são pendurados em estacas (26-43)

    • “Você estará comigo no Paraíso” (43)

  • Morte de Jesus (44-49)

  • Jesus é sepultado (50-56)

23  Assim, toda a multidão se levantou, e o levaram a Pilatos.+  Então começaram a acusá-lo,+ dizendo: “Encontramos este homem subvertendo a nossa nação, proibindo o pagamento de impostos a César+ e dizendo que ele mesmo é Cristo, um rei.”+  Pilatos lhe perguntou então: “Você é o Rei dos judeus?” Em resposta ele disse: “O senhor mesmo está dizendo isso.”+  Pilatos disse então aos principais sacerdotes e à multidão: “Não acho motivo para condenar este homem.”+  Mas eles insistiram, dizendo: “Ele atiça o povo ensinando em toda a Judeia, começando da Galileia até aqui.”  Ao ouvir isso, Pilatos perguntou se o homem era galileu.  Ao saber que ele estava sob a jurisdição de Herodes,+ enviou-o a Herodes, que também estava em Jerusalém naqueles dias.  Quando Herodes viu Jesus, alegrou-se muito. Fazia bastante tempo que queria ver Jesus, porque tinha ouvido falar muito dele,+ e esperava ver algum sinal realizado por ele.  Começou então a lhe fazer muitas perguntas, mas ele não lhe deu nenhuma resposta.+ 10  No entanto, os principais sacerdotes e os escribas se levantavam e o acusavam vigorosamente. 11  Então Herodes, junto com seus soldados, o tratou com desprezo+ e zombou dele,+ vestindo-o com uma roupa esplêndida, e depois o mandou de volta a Pilatos. 12  Naquele mesmo dia, Herodes e Pilatos, que antes eram inimigos, tornaram-se amigos. 13  Pilatos convocou então os principais sacerdotes, os líderes e o povo, 14  e lhes disse: “Vocês me trouxeram este homem como se fosse alguém que incita o povo à revolta. Pois bem, eu o interroguei na frente de vocês, mas não achei neste homem base para as acusações que vocês levantam contra ele.+ 15  De fato, nem Herodes achou, pois o mandou de volta para nós. Como podem ver, ele não fez nada que mereça a morte. 16  Portanto, eu o castigarei+ e o soltarei.” 17  *—— 18  Mas toda a multidão gritou: “Mate este homem* e solte Barrabás!”+ 19  (Esse homem tinha sido lançado na prisão por causa de uma sedição ocorrida na cidade e por assassinato.) 20  Pilatos falou com eles novamente, porque queria soltar Jesus.+ 21  Começaram então a gritar: “Para a estaca com ele! Para a estaca com ele!”*+ 22  Ele lhes disse pela terceira vez: “Por quê? O que este homem fez de mau? Não achei nele nada que mereça a morte. Portanto, eu o castigarei e o soltarei.” 23  Em vista disso começaram a insistir, exigindo aos gritos que ele fosse executado,* e a voz deles prevaleceu.+ 24  De modo que Pilatos decidiu atender ao pedido deles. 25  Ele soltou o homem a quem pediam, que tinha sido lançado na prisão por sedição e assassinato, mas entregou Jesus à vontade deles. 26  Enquanto o levavam embora, agarraram um certo Simão de Cirene, que vinha do campo, e puseram a estaca* sobre ele para que a carregasse atrás de Jesus.+ 27  Um grande número de pessoas o seguiam, incluindo mulheres que batiam no peito de pesar e o lamentavam. 28  Jesus se virou para as mulheres e disse: “Filhas de Jerusalém, parem de chorar por mim. Em vez disso, chorem por vocês mesmas e pelos seus filhos;+ 29  pois saibam que virão dias em que as pessoas dirão: ‘Felizes as mulheres estéreis, os ventres que não deram à luz e os peitos que não amamentaram!’+ 30  Então começarão a dizer às montanhas: ‘Caiam sobre nós!’ e às colinas: ‘Cubram-nos!’+ 31  Se eles fazem isso quando a árvore está verde, o que ocorrerá quando estiver seca?” 32  Dois outros homens, criminosos, também estavam sendo levados para ser executados com ele.+ 33  E, quando chegaram ao lugar chamado Caveira,+ pregaram-no na estaca ao lado dos criminosos, um à sua direita e outro à sua esquerda.+ 34  Mas Jesus dizia: “Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo.” Além disso, lançaram sortes para repartir as roupas dele.+ 35  E o povo ficou parado, olhando. Mas os líderes zombavam e diziam: “A outros ele salvou; que ele salve a si mesmo, se é o Cristo de Deus, o Escolhido.”+ 36  Até mesmo os soldados zombaram dele, chegando perto e oferecendo-lhe vinho acre,+ 37  e dizendo: “Se você é o Rei dos judeus, salve a si mesmo.” 38  Havia também uma inscrição acima dele: “Este é o Rei dos judeus.”+ 39  Então um dos criminosos que estavam pendurados começou a insultá-lo,+ dizendo: “Você não é o Cristo? Salve a si mesmo e também a nós!” 40  Em resposta, o outro o censurou, dizendo: “Você não tem nenhum temor de Deus, agora que recebeu o mesmo julgamento? 41  E no nosso caso isso é justo, pois estamos recebendo o que merecemos pelas coisas que fizemos. Mas este homem não fez nada errado.” 42  Então ele disse: “Jesus, lembre-se de mim quando entrar no seu Reino.”+ 43  E ele lhe disse: “Em verdade, eu lhe digo hoje: Você estará comigo no Paraíso.”+ 44  Pois bem, já era por volta da sexta hora;* contudo, caiu uma escuridão sobre toda aquela terra, até a nona hora,*+ 45  porque a luz do sol falhou. Então a cortina do santuário+ se rasgou ao meio.+ 46  E Jesus clamou em alta voz e disse: “Pai, às tuas mãos confio o meu espírito.”+ Depois de dizer isso, ele morreu.*+ 47  Ao ver o que estava acontecendo, o oficial do exército começou a glorificar a Deus, dizendo: “Realmente, este homem era justo.”+ 48  E toda a multidão que tinha se reunido ali para esse espetáculo viu o que estava acontecendo; então voltaram para casa, batendo no peito. 49  Todos os conhecidos dele estavam parados à distância. Também mulheres que o tinham acompanhado desde a Galileia estavam lá e viram essas coisas.+ 50  Havia um homem chamado José, membro do Conselho, que era um homem bom e justo.+ 51  (Esse homem não tinha votado em apoio da trama e da ação deles.) Ele era de Arimateia, uma cidade da Judeia, e aguardava o Reino de Deus. 52  Esse homem compareceu perante Pilatos e pediu o corpo de Jesus. 53  Então o tirou de lá,+ o enrolou em linho fino e o colocou num túmulo* escavado na rocha,+ onde ninguém ainda tinha sido sepultado. 54  Era o dia da Preparação,+ e o sábado+ estava prestes a começar. 55  Mas as mulheres que tinham vindo com ele desde a Galileia foram também até lá e viram o túmulo* e como o corpo dele havia sido colocado ali;+ 56  e voltaram para preparar aromas e óleos perfumados. Mas, naturalmente, descansaram no sábado,+ segundo o mandamento.

Notas

Lit.: “Leve embora a este”.
Ou: “Executem-no na estaca! Executem-no na estaca!”
Ou: “executado na estaca”.
Ou: “estaca de tortura”. Veja o Glossário.
Isto é, por volta do meio-dia.
Isto é, por volta das 3 h da tarde.
Ou: “expirou; deu seu último suspiro”.
Ou: “túmulo memorial”.
Ou: “túmulo memorial”.