Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

Segundo Lucas 2:1-52

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Nascimento de Jesus (1-7)

  • Anjos aparecem a pastores (8-20)

  • Circuncisão e purificação (21-24)

  • Simeão vê o Cristo (25-35)

  • Ana fala sobre a criança (36-38)

  • José e Maria voltam para Nazaré (39, 40)

  • Jesus no templo aos 12 anos (41-52)

2  Naqueles dias César Augusto emitiu um decreto para que toda a população* se registrasse.  (Esse primeiro recenseamento ocorreu quando Quirino era governador da Síria.)  E todos foram se registrar, cada um na sua própria cidade.  Naturalmente, José+ também subiu da Galileia, da cidade de Nazaré, para a Judeia, à cidade de Davi, que se chama Belém,+ visto que era membro da casa e família de Davi.  Foi se registrar com Maria, que lhe havia sido dada em casamento, conforme prometido,+ e que já estava perto de dar à luz.+  Enquanto estavam lá, chegou o tempo de ela dar à luz.  E ela deu à luz seu filho primogênito,+ enrolou-o em panos e o deitou numa manjedoura,+ porque não havia lugar para eles no alojamento.  Havia também na mesma região pastores vivendo ao ar livre e vigiando seus rebanhos à noite.  De repente o anjo de Jeová* apareceu diante deles, e a glória de Jeová* brilhou em volta deles, e eles ficaram com muito medo. 10  Mas o anjo lhes disse: “Não tenham medo, pois estou aqui para lhes declarar boas novas de uma grande alegria que todo o povo terá. 11  Pois hoje lhes nasceu na cidade de Davi+ um salvador,+ que é Cristo, o Senhor.+ 12  E este será o sinal para vocês: acharão um bebê enrolado em panos e deitado numa manjedoura.” 13  De repente, apareceu junto ao anjo uma multidão do exército celestial,+ louvando a Deus e dizendo: 14  “Glória a Deus nas maiores alturas, e na terra paz entre os homens a quem ele concede o seu favor.”* 15  Assim, depois que os anjos se afastaram deles para o céu, os pastores começaram a dizer uns aos outros: “Vamos sem falta a Belém e vejamos o que ocorreu, aquilo que Jeová* nos fez saber.” 16  E foram depressa e acharam Maria, bem como José, e o bebê deitado na manjedoura. 17  Quando viram isso, contaram o que lhes havia sido dito a respeito da criancinha. 18  E todos os que ouviram ficaram muito admirados com as coisas que os pastores lhes contaram. 19  Maria, porém, começou a guardar todas essas declarações, tirando conclusões no coração.+ 20  Os pastores voltaram então, glorificando e louvando a Deus por tudo que tinham ouvido e visto, exatamente como lhes havia sido dito. 21  Depois de oito dias, quando chegou a ocasião de circuncidá-lo,+ deram-lhe o nome de Jesus, nome dado pelo anjo antes de ele ser concebido.+ 22  Também, quando chegou o tempo para a purificação deles, segundo a Lei de Moisés,+ eles o levaram a Jerusalém para apresentá-lo a Jeová,* 23  assim como está escrito na Lei de Jeová:* “Todo primogênito do sexo masculino* tem de ser chamado santo para Jeová.”*+ 24  E ofereceram um sacrifício segundo o que se diz na Lei de Jeová:* “Um par de rolas ou dois pombos novos.”+ 25  Havia em Jerusalém um homem chamado Simeão; esse homem era justo e devoto, e esperava o consolo de Israel,+ e o espírito santo estava sobre ele. 26  Além disso, ele havia recebido a revelação divina, pelo espírito santo, que ele não veria a morte antes de ver o Cristo de Jeová.* 27  Assim, sob o poder do espírito, ele foi ao templo; e quando os pais levaram o menino Jesus para dentro, a fim de lhe fazer o que era o costume segundo a Lei,+ 28  ele pegou a criança nos braços, louvou a Deus e disse: 29  “Agora, Soberano Senhor, estás deixando o teu escravo ir em paz,+ segundo a tua declaração, 30  porque meus olhos viram teu meio de salvação,+ 31  que preparaste à vista de todos os povos,+ 32  uma luz+ para remover o véu das nações+ e uma glória para o teu povo, Israel.” 33  E o pai e a mãe do menino se admiravam das coisas que se falavam dele. 34  Também, Simeão os abençoou e disse a Maria, a mãe do menino: “Escute, este menino será motivo para a queda+ e para o levantamento de muitos em Israel,+ e será um sinal contra o qual falar+ 35  — e, quanto a você, uma longa espada a atravessará*+ —, a fim de que os raciocínios de muitos corações sejam revelados.” 36  Havia também uma profetisa, Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Essa mulher era de idade bem avançada e tinha vivido com seu marido por sete anos, desde o seu casamento.* 37  Ela era viúva e já tinha 84 anos de idade. Nunca estava ausente do templo, prestando serviço sagrado noite e dia, fazendo jejum e súplicas. 38  Ela se aproximou naquela mesma hora e começou a dar graças a Deus e a falar sobre a criança a todos os que estavam aguardando o livramento de Jerusalém.+ 39  Assim, quando eles haviam cumprido todas as coisas segundo a Lei de Jeová,*+ voltaram para a Galileia, para sua cidade, Nazaré.+ 40  E o menino continuou a crescer, ficando forte e cheio de sabedoria; e o favor de Deus continuou sobre ele.+ 41  De ano em ano, seus pais costumavam ir a Jerusalém para a Festividade da Páscoa.+ 42  E, quando ele tinha 12 anos de idade, subiram segundo o costume da festividade.+ 43  Quando a festividade terminou e eles começaram a viagem de volta, o menino Jesus ficou em Jerusalém, mas seus pais não perceberam. 44  Pensando que ele estivesse no grupo que viajava junto, percorreram a distância de um dia e então começaram a procurá-lo entre os parentes e conhecidos. 45  Mas, visto que não o acharam, voltaram a Jerusalém e o procuraram cuidadosamente. 46  Pois bem, depois de três dias, eles o acharam no templo, sentado no meio dos instrutores, escutando-os e fazendo-lhes perguntas. 47  Mas todos os que o escutavam ficavam admirados com o seu entendimento e suas respostas.+ 48  Assim, seus pais ficaram espantados quando o viram, e sua mãe lhe disse: “Filho, por que você fez isso conosco? Olhe, seu pai e eu estávamos desesperados procurando você.” 49  Mas ele lhes disse: “Por que estavam procurando por mim? Não sabiam que eu devia estar na casa do meu Pai?”+ 50  No entanto, não compreenderam o que ele estava lhes dizendo. 51  Então ele desceu com eles e voltou a Nazaré, e continuou a estar sujeito* a eles.+ Também, sua mãe guardava cuidadosamente todas essas declarações no coração.+ 52  E Jesus progredia em sabedoria e em desenvolvimento físico, e no favor de Deus e dos homens.

Notas

Lit.: “terra habitada”.
Ou: “homens de boa vontade”.
Lit.: “Todo macho que abre o ventre”.
Ou: “uma longa espada atravessará a sua própria alma”.
Lit.: “desde a sua virgindade”.
Ou: “continuou obediente”.