Aos Hebreus 10:1-39

  • Os sacrifícios de animais são ineficazes (1-4)

    • Lei, uma sombra (1)

  • O sacrifício de Cristo foi de uma vez para sempre (5-18)

  • Um novo e vivo caminho de entrada (19-25)

    • Não deixar de nos reunir (24, 25)

  • Alerta contra o pecado deliberado (26-31)

  • Confiança e fé para perseverar (32-39)

10  Pois, visto que a Lei tem uma sombra+ das coisas boas que viriam,+ mas não a própria realidade,* ela nunca pode,* com os mesmos sacrifícios oferecidos continuamente, ano após ano, tornar perfeitos os que se aproximam para adorar.+  De outro modo, será que não se teria parado de oferecer os sacrifícios? Pois os que prestam serviço sagrado, uma vez purificados, não teriam mais consciência de pecados.  Mas, ao contrário, esses sacrifícios são ano após ano uma lembrança dos pecados,+  porque não é possível que o sangue de touros e de bodes tire pecados.  Por isso, ao entrar no mundo, ele diz: “‘Não quiseste sacrifícios e ofertas, mas preparaste-me um corpo.  Não aprovaste as ofertas queimadas nem ofertas pelo pecado.’+  Então eu disse: ‘Aqui estou* (no rolo* está escrito a meu respeito) para fazer a tua vontade, ó Deus.’”+  Ele diz primeiro: “Não quiseste nem aprovaste sacrifícios, ofertas, ofertas queimadas nem ofertas pelo pecado” — sacrifícios que se oferecem segundo a Lei —,  depois ele diz: “Aqui estou* para fazer a tua vontade.”+ Ele elimina o primeiro para estabelecer o segundo. 10  Por essa “vontade”+ fomos santificados por meio da oferta do corpo de Jesus Cristo, de uma vez para sempre.+ 11  Além disso, todo sacerdote assume o seu posto dia após dia para prestar serviço sagrado*+ e fazer muitas vezes os mesmos sacrifícios,+ os quais nunca podem tirar completamente os pecados.+ 12  Mas ele ofereceu um só sacrifício pelos pecados para sempre e sentou-se à direita de Deus,+ 13  daí em diante esperando até que os seus inimigos sejam postos debaixo dos* seus pés.+ 14  Pois foi por meio de uma só oferta sacrificial que ele aperfeiçoou+ para sempre os que estão sendo santificados. 15  Além disso, o espírito santo também nos dá testemunho ao dizer: 16  “‘Este é o pacto que farei com eles depois daqueles dias’, diz Jeová.* ‘Porei as minhas leis no seu coração e as escreverei na sua mente.’”+ 17  E depois ele acrescenta: “E não me lembrarei mais dos seus pecados e das suas ações contra a lei.”+ 18  Ora, onde há perdão dessas coisas, não há mais oferta pelo pecado. 19  Portanto, irmãos, visto que temos plena confiança* para usar o caminho de entrada no lugar santo+ por meio do sangue de Jesus, 20  o caminho novo e vivo que ele abriu* para nós através da cortina,+ isto é, sua carne, 21  e visto que temos um grande sacerdote sobre a casa de Deus,+ 22  aproximemo-nos com coração sincero e plena fé, tendo o coração aspergido, purificado de uma consciência má,+ e o corpo banhado com água limpa.+ 23  Apeguemo-nos firmemente à declaração pública da nossa esperança, sem vacilar,+ pois aquele que prometeu é fiel. 24  E pensemos uns nos* outros para nos estimular* ao amor e às boas obras,+ 25  não deixando de nos reunir,+ como é costume de alguns, mas nos encorajando uns aos outros,+ e ainda mais ao passo que vocês veem chegar o dia.+ 26  Pois, se praticarmos o pecado deliberadamente depois de termos recebido o conhecimento exato da verdade,+ não há mais nenhum sacrifício pelos pecados,+ 27  mas há uma expectativa terrível de julgamento, e há uma ira ardente que vai consumir os opositores.+ 28  Qualquer homem que tenha desconsiderado a Lei de Moisés morre sem compaixão, com base no testemunho de dois ou três.+ 29  O que acham? Não merecerá uma punição muito maior a pessoa que tiver pisado o Filho de Deus e que tiver considerado de pouco valor o sangue do pacto+ com que foi santificado, e que tiver insultado e desprezado o espírito de bondade imerecida?+ 30  Pois conhecemos Aquele que disse: “A vingança é minha; eu retribuirei.” E também: “Jeová* julgará seu povo.”+ 31  Coisa terrível é cair nas mãos do Deus vivente. 32  No entanto, lembrem-se sempre dos dias anteriores, em que, depois de vocês terem sido esclarecidos,+ perseveraram numa grande luta, com muito sofrimento. 33  Algumas vezes vocês foram publicamente expostos* tanto a insultos como a aflições, e algumas vezes vocês ficaram ao lado dos que passavam por essas coisas. 34  Pois vocês foram solidários com os que estavam presos e aceitaram alegremente o saque dos seus próprios bens,+ sabendo que vocês mesmos possuem algo melhor e duradouro.+ 35  Portanto, não abandonem a sua coragem,* a qual será ricamente recompensada.+ 36  Pois vocês precisam de perseverança,+ a fim de que, depois de terem feito a vontade de Deus, recebam o cumprimento da promessa. 37  Pois mais “um pouquinho de tempo”,+ e “aquele que vem chegará, e não demorará”.+ 38  “Mas o meu justo viverá em razão da fé”,+ e, “se ele retroceder, eu não me agradarei dele”.*+ 39  Ora, nós não somos dos que retrocedem para a destruição,+ mas dos que têm fé para preservar a vida.*

Notas de rodapé

Ou: “substância das coisas”.
Ou, possivelmente: “os homens nunca podem”.
Lit.: “Eis que eu vim”.
Lit.: “no rolo do livro”.
Lit.: “Eis que eu vim”.
Ou: “realizar serviço público”.
Ou: “postos como escabelo para os”.
Ou: “temos destemor”.
Lit.: “inaugurou”.
Ou: “preocupemo-nos uns com os; estejamos atentos uns aos”.
Ou: “motivar; atiçar”.
Lit.: “foram expostos como que num teatro”.
Lit.: “liberdade no falar”.
Ou: “minha alma não se agradará dele”.
Ou: “alma”.