Pular para conteúdo

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Selecione o idioma Português

Apocalipse 19:1-21

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Louvem a Jah por seus julgamentos (1-10)

    • Casamento do Cordeiro (7-9)

  • Cavaleiro no cavalo branco (11-16)

  • Grande banquete de Deus (17, 18)

  • Derrotada a fera (19-21)

19  Depois disso eu ouvi o que parecia a voz alta de uma grande multidão no céu, dizendo: “Louvem a Jah!*+ A salvação, a glória e o poder pertencem ao nosso Deus,  porque os seus julgamentos são verdadeiros e justos.+ Pois ele executou o julgamento na grande prostituta que corrompia a terra com a sua imoralidade sexual,* e ele se vingou dela por causa do sangue dos seus escravos.”+  E disseram logo depois, pela segunda vez: “Louvem a Jah!*+ A fumaça dela continuará subindo para todo o sempre.”+  Os 24 anciãos+ e as quatro criaturas viventes+ se prostraram, adoraram a Deus, que está sentado no trono, e disseram: “Amém! Louvem a Jah!”*+  Também, uma voz saiu do trono, dizendo: “Deem louvores ao nosso Deus, todos vocês que são seus escravos,+ que o temem, os pequenos e os grandes.”+  Ouvi então algo que soava como a voz de uma grande multidão, como o som de muitas águas e como o som de fortes trovões, dizendo: “Louvem a Jah,*+ porque Jeová,* nosso Deus, o Todo-Poderoso,+ começou a reinar!+  Fiquemos alegres e cheios de alegria, e demos-lhe glória, porque chegou o casamento do Cordeiro, e a sua esposa já se preparou.  Sim, foi concedido a ela se vestir de linho fino, brilhante e puro, pois o linho fino representa os atos justos dos santos.”+  E ele me disse: “Escreva: Felizes os convidados ao banquete* do casamento do Cordeiro.”+ Ele também me disse: “Essas são as verdadeiras palavras de Deus.” 10  Então eu me prostrei diante dos seus pés para adorá-lo. Mas ele me disse: “Cuidado! Não faça isso!+ Sou apenas coescravo seu e dos seus irmãos, que têm a obra de dar testemunho de Jesus.+ Adore a Deus!+ Pois dar testemunho de Jesus é o que inspira as profecias.”+ 11  Vi o céu aberto e apareceu um cavalo branco.+ Aquele que estava montado nele se chama Fiel+ e Verdadeiro,+ e ele julga e guerreia com justiça.+ 12  Seus olhos são chama ardente,+ e na sua cabeça há muitos diademas.* Ele tem um nome escrito que ninguém conhece, exceto ele mesmo, 13  e está vestido com uma roupa manchada* de sangue; ele é chamado de A Palavra+ de Deus. 14  Também, os exércitos no céu o seguiam em cavalos brancos, e eles estavam vestidos de linho fino, branco e puro. 15  Da boca dele se estende uma longa espada afiada,+ para que ele golpeie com ela as nações. Ele as pastoreará com vara de ferro.+ Além disso, ele pisa o lagar da fúria da ira de Deus, o Todo-Poderoso.+ 16  Na sua roupa, sim, sobre a coxa, ele tem um nome escrito: Rei dos reis e Senhor dos senhores.+ 17  Vi também um anjo em pé no sol, e ele clamou em alta voz e disse a todas as aves que voavam no meio do céu:* “Venham para cá, reúnam-se para o grande banquete de Deus,+ 18  para comerem a carne de reis, a carne de comandantes militares, a carne de homens fortes,+ a carne de cavalos e dos montados neles,+ e a carne de todos, tanto de homens livres como de escravos, de pequenos e de grandes.” 19  E vi a fera e os reis da terra com os seus exércitos reunidos para travar guerra contra aquele que estava montado no cavalo e contra o seu exército.+ 20  A fera foi apanhada, e junto com ela o falso profeta,+ que realizava na frente dela os sinais com que enganava os que tinham recebido a marca da fera+ e os que adoravam a sua imagem.+ Ainda vivos, ambos foram lançados no lago ardente que queima com enxofre.+ 21  Mas os demais foram mortos com a longa espada que saía da boca daquele que estava montado no cavalo.+ E todas as aves se saciaram com a carne deles.+

Notas

Ou: “Aleluia!” “Jah” é uma forma reduzida do nome Jeová.
Em grego, porneía. Veja o Glossário.
Ou: “Aleluia!” “Jah” é uma forma reduzida do nome Jeová.
Ou: “Aleluia!” “Jah” é uma forma reduzida do nome Jeová.
Ou: “Aleluia!” “Jah” é uma forma reduzida do nome Jeová.
Ou: “à ceia”.
Ou: “muitas coroas reais”.
Ou, possivelmente: “respingada”.
Ou: “em pleno ar; nas alturas”.