Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

Levítico 25:1-55

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Ano sabático (1-7)

  • Ano do Jubileu (8-22)

  • Devolução de propriedades (23-34)

  • Como tratar o pobre (35-38)

  • Leis sobre a escravidão (39-55)

25  Jeová falou mais a Moisés no monte Sinai:  “Diga aos israelitas: ‘Quando por fim entrarem na terra que lhes dou,+ a terra guardará um sábado para Jeová.+  Por seis anos você deve semear seu campo, e por seis anos você deve podar seu vinhedo, e você colherá os produtos da terra.+  Mas o sétimo ano deve ser um sábado de completo descanso para a terra, um sábado para Jeová. Você não deve semear seu campo nem podar seu vinhedo.  Você não deve colher o que crescer espontaneamente dos grãos caídos durante a última colheita, nem colher as uvas da sua videira não podada. Deve haver um ano de completo descanso para a terra.  Mas vocês poderão comer o alimento que a terra produzir durante o sábado; você, seu escravo, sua escrava, seu trabalhador contratado e os colonos que moram no seu meio poderão comê-lo.  Os animais domésticos e os animais selvagens que há na sua terra também poderão comê-lo. Vocês podem comer tudo que a terra produzir.  “‘Você contará sete anos sabáticos, sete vezes sete anos, e os dias dos sete anos sabáticos somarão 49 anos.  Então vocês farão soar alto a buzina no sétimo mês, no dia dez do mês; no Dia da Expiação,+ vocês devem fazer com que o som da buzina seja ouvido em toda a sua terra. 10  Santifiquem o quinquagésimo ano e proclamem liberdade em sua terra, a todos os habitantes.+ Esse ano se tornará um jubileu para vocês, e cada um de vocês retornará à sua propriedade, e cada um de vocês retornará à sua família.+ 11  O quinquagésimo ano se tornará um jubileu para vocês. Vocês não semearão, nem colherão o que crescer espontaneamente dos grãos caídos na terra, nem colherão as uvas das videiras não podadas.+ 12  Pois esse ano é um jubileu. Deve ser sagrado para vocês. Vocês só podem comer do que a terra produzir espontaneamente.+ 13  “‘No ano do jubileu, cada um de vocês deve retornar à sua propriedade.+ 14  Se vocês venderem algo ao seu próximo, ou se comprarem algo dele, não explorem um ao outro.+ 15  O que você comprar do seu próximo será avaliado de acordo com o número de anos decorridos desde o jubileu; o que ele vender a você será avaliado de acordo com o número de anos das safras que ainda restarem.+ 16  Se ainda restarem muitos anos, ele poderá aumentar o preço, e se restarem poucos anos, ele deve reduzir o preço, porque é o número de safras a serem produzidas que ele está vendendo a você. 17  Ninguém entre vocês deve explorar seu próximo;+ tenha temor do seu Deus,+ pois eu sou Jeová, o Deus de vocês.+ 18  Por cumprirem os meus decretos e guardarem as minhas decisões judiciais, vocês morarão em segurança na terra.+ 19  A terra dará os seus frutos,+ e vocês comerão à vontade e morarão nela em segurança.+ 20  “‘Mas, se vocês disserem: “O que comeremos no sétimo ano, se não podemos semear, nem recolher as nossas safras?”,+ 21  saibam que enviarei a minha bênção para vocês no sexto ano, e a terra dará uma safra suficiente para três anos.+ 22  Então vocês semearão no oitavo ano e comerão da safra antiga até o nono ano. Vocês comerão da safra antiga até a chegada dessa safra. 23  “‘A terra não deve ser vendida definitivamente,+ porque a terra é minha.+ Pois, do meu ponto de vista, vocês são residentes estrangeiros e colonos.+ 24  Em toda a terra que lhes pertence vocês devem conceder o direito de resgate da terra. 25  “‘Se seu irmão ficar pobre e tiver de vender parte da sua propriedade, um resgatador que seja parente próximo dele deve vir e resgatar o que seu irmão vendeu.+ 26  Se alguém não tiver resgatador, mas se tornar próspero e obtiver recursos para resgatá-la, 27  ele deve calcular o valor correspondente aos anos que se passaram desde que a vendeu e devolverá a diferença ao homem que a comprou. Então ele poderá retornar à sua propriedade.+ 28  “‘Mas, se ele não obtiver recursos para realizar o resgate, o que ele vendeu continuará com o comprador até o ano do jubileu+ e lhe será devolvido no jubileu, e ele retornará à sua propriedade.+ 29  “‘Se um homem vender uma casa numa cidade com muralhas, seu direito de resgatá-la vigorará até completar um ano desde o tempo da sua venda; seu direito de resgatá-la+ vigorará por um ano inteiro. 30  Mas, se não for resgatada dentro do prazo de um ano inteiro, a casa que está na cidade com muralhas se tornará propriedade permanente do seu comprador por todas as suas gerações. Não deve ser devolvida no jubileu. 31  No entanto, as casas dos povoados sem muralhas devem ser consideradas como parte dos campos do país. O direito de resgate dessa casa deve continuar a vigorar, e ela deve ser devolvida no jubileu. 32  “‘Quanto às casas dos levitas nas suas cidades,+ os levitas terão direito permanente de resgatá-las. 33  Se um levita não resgatar a casa que vendeu, essa casa que vendeu na cidade pertencente a eles será devolvida no jubileu,+ porque as casas das cidades dos levitas são propriedade deles entre os israelitas.+ 34  Além disso, os campos de pastagem+ ao redor das suas cidades não podem ser vendidos, pois são propriedade permanente deles. 35  “‘Se seu irmão que mora no seu meio ficar pobre e não conseguir se sustentar,+ você terá de ajudá-lo como faria com um residente estrangeiro ou com um colono,+ para que ele continue vivo entre vocês. 36  Não cobre juros nem obtenha lucro* dele.+ Tenha temor do seu Deus,+ e seu irmão ficará vivo entre vocês. 37  Não empreste dinheiro a ele cobrando juros+ nem lhe dê alimento visando lucro. 38  Eu sou Jeová, seu Deus, que os tirou da terra do Egito+ para lhes dar a terra de Canaã, para ser seu Deus.+ 39  “‘Se seu irmão que mora no seu meio ficar pobre e tiver de se vender a você,+ não o force a trabalhar como escravo.+ 40  Ele deve ser tratado como um trabalhador contratado,+ como um colono. Ele deve servi-lo até o ano do jubileu. 41  Então irá embora, ele e seus filhos, e retornará à sua família. Ele deve voltar à propriedade dos seus antepassados.+ 42  Pois eles são meus escravos, que tirei da terra do Egito.+ Não devem se vender assim como se vende um escravo. 43  Não o trate com crueldade;+ tenha temor do seu Deus.+ 44  Seu escravo e sua escrava devem vir das nações que há em volta de vocês. Delas podem comprar um escravo ou uma escrava. 45  Também podem comprar escravos dentre os filhos dos colonos que moram entre vocês+ — dentre eles e dentre as famílias que eles formaram na sua terra —, e eles se tornarão sua propriedade. 46  Vocês poderão dá-los aos seus filhos como herança, como propriedade a ser herdada permanentemente. Vocês podem usá-los como trabalhadores, mas não sujeitem seus irmãos israelitas a tratamento cruel.+ 47  “‘Mas, se um residente estrangeiro ou um colono entre vocês enriquecer, e seu irmão israelita que vive no seu meio ficar pobre e tiver de se vender ao residente estrangeiro ou ao colono, ou a um membro da família do residente estrangeiro, 48  ele continuará a ter o direito de ser resgatado depois de se ter vendido. Um dos seus irmãos pode resgatá-lo,+ 49  ou seu tio ou o filho do seu tio pode resgatá-lo, ou qualquer parente próximo,* alguém da sua família, pode resgatá-lo. “‘Ou, se ele mesmo tiver enriquecido, ele pode resgatar a si mesmo.+ 50  Ele deve calcular com aquele que o comprou o tempo desde o ano em que se vendeu a ele até o ano do jubileu,+ e o preço de venda corresponderá ao número de anos.+ O valor dos seus dias de trabalho durante esse tempo será calculado com base no salário de um trabalhador contratado.+ 51  Se faltarem muitos anos, ele deve pagar o resgate proporcional aos anos que ainda restarem. 52  E, se restarem apenas alguns anos até o ano do jubileu, ele deve fazer um cálculo para si e pagar um resgate proporcional a esses anos restantes. 53  Ele deve servir ao comprador como trabalhador contratado ano após ano, e você não deve permitir que o comprador o trate com crueldade.+ 54  No entanto, se ele não puder resgatar a si mesmo nesses termos, será libertado no ano do jubileu,+ ele e seus filhos. 55  “‘Pois os israelitas são meus escravos. Eles são meus escravos, que tirei da terra do Egito.+ Eu sou Jeová, seu Deus.

Notas

Ou: “nem cobre usura”.
Ou: “parente consanguíneo”.