Pular para conteúdo

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Selecione o idioma Português

Juízes 5:1-31

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Cântico de vitória de Débora e Baraque (1-31)

    • Estrelas lutam contra Sísera (20)

    • A torrente de Quisom inunda (21)

    • Os que amam a Jeová são como o sol (31)

5  Naquele dia, Débora+ e Baraque,+ filho de Abinoão, cantaram este cântico:+   “Por causa dos cabelos soltos* em Israel,Por causa do povo que se ofereceu voluntariamente,+Louvem a Jeová!   Escutem, ó reis! Deem ouvidos, ó governantes! Eu cantarei a Jeová. Cantarei louvores* a Jeová,+ o Deus de Israel.+   Jeová, quando saíste de Seir,+Quando marchaste desde o território de Edom,A terra tremeu, e chuvas caíram dos céus,As nuvens derramaram água.   Montes derreteram* diante da face de Jeová,+Até mesmo o Sinai, diante da face de Jeová,+ o Deus de Israel.+   Nos dias de Sangar,+ filho de Anate,Nos dias de Jael,+ as estradas estavam desertas;Os viajantes usavam desvios.   Os camponeses em Israel não existiam mais;*Não existiam mais, até que eu, Débora,+ me levantei,Até que me levantei como mãe em Israel.+   Eles escolheram novos deuses;+Então houve guerra nos portões.+Não se via nem escudo nem lança No meio de quarenta mil em Israel.   Meu coração está com os comandantes de Israel,+Que se apresentaram como voluntários junto com o povo.+ Louvem a Jeová! 10  Vocês que cavalgam em jumentos castanhos,Vocês que estão sentados em tapetes finos,E vocês que andam pela estrada,Considerem isto! 11  As vozes dos que tiram água foram ouvidas junto aos bebedouros;Ali falaram dos atos justos de Jeová,Dos atos justos dos camponeses de Israel. Então o povo de Jeová desceu até os portões. 12  Desperte, desperte, ó Débora!+ Desperte, desperte, cante um cântico!+ Levante-se, Baraque!+ Leve embora os seus cativos, ó filho de Abinoão! 13  Então os que restaram desceram até os nobres;O povo de Jeová veio até mim contra os poderosos. 14  Eram de Efraim os que estavam no vale;*Eles estavam com você, ó Benjamim, entre os seus soldados. De Maquir+ desceram os comandantes,E de Zebulão os que usam o bastão daquele que recruta.* 15  Os príncipes de Issacar estavam com Débora,Assim como estavam Issacar e Baraque.+ Ele foi enviado a pé ao vale.*+ Entre as divisões de Rubem havia profunda reflexão. 16  Por que você se sentou debaixo das duas cargas,*Escutando os pastores tocar flauta para os rebanhos?+ Entre as divisões de Rubem havia profunda reflexão. 17  Gileade permaneceu no outro lado do Jordão;+E Dã, por que ele ficou junto aos navios?+ Aser ficou sentado ocioso à beira do mar,E permaneceu junto aos seus portos.*+ 18  Zebulão era um povo que arriscava a vida* a ponto de enfrentar a morte;Também Naftali,+ nos lugares altos.+ 19  Vieram reis, eles lutaram;Então os reis de Canaã lutaram+Em Taanaque, junto às águas de Megido.+ Não levaram despojo de prata.+ 20  Desde o céu as estrelas lutaram;Desde as suas órbitas lutaram contra Sísera. 21  A torrente de* Quisom os arrastou,+A antiga torrente,* a torrente de* Quisom. Ó minha alma,* você pisoteou os poderosos. 22  Então os cascos dos cavalos fizeram o chão tremer,Enquanto seus garanhões galoparam furiosamente.+ 23  ‘Amaldiçoem a Meroz’, disse o anjo de Jeová,‘Sim, amaldiçoem os seus habitantes,Pois não vieram em auxílio de Jeová,Em auxílio de Jeová, com os guerreiros’. 24  A mais abençoada das mulheres é Jael,+A esposa de Héber,+ o queneu;Ela é a mais abençoada das mulheres que moram em tendas. 25  Ele pediu água; ela lhe deu leite. Numa majestosa taça de banquete, ela ofereceu leite coalhado.*+ 26  Estendeu a mão e pegou a estaca de tenda,Com a mão direita pegou o martelo dos trabalhadores. Martelou Sísera, esmagou a sua cabeça,Rachou e traspassou as suas têmporas.+ 27  Ele tombou aos seus pés; caiu e ali ficou.Tombou aos seus pés e caiu;Onde tombou, ali caiu derrotado. 28  Uma mulher olhava pela janela,A mãe de Sísera observava pela treliça:‘Por que o carro dele está demorando? Por que a batida dos cascos dos seus cavalos demora tanto?’+ 29  A mais sábia das suas damas lhe respondia;Sim, ela também repetia para si mesma: 30  ‘Eles devem estar repartindo o despojo que encontraram:Uma moça,* duas moças* para cada guerreiro;Despojo de panos tingidos para Sísera, despojo de panos tingidos;Uma roupa bordada, pano tingido, duas roupas bordadasPara o pescoço dos saqueadores.’ 31  Assim, que todos os teus inimigos morram,+ ó Jeová,Mas sejam os que te amam como o sol nascente na sua glória.” E a terra teve descanso* por 40 anos.+

Notas de rodapé

Ou: “dos guerreiros com cabelos soltos”.
Ou: “Farei música”.
Ou, possivelmente: “tremeram”.
Ou: “desapareceram”.
Ou: “na baixada”.
Ou, possivelmente: “os que usam o equipamento de um escriba”.
Ou: “à baixada”.
Isto é, cargas de um animal de carga.
Ou: “locais de desembarque”.
Ou: “desprezava sua alma”.
Ou: “O rio”.
Ou: “O antigo rio”.
Ou: “o rio”.
Ou: “ofereceu nata”.
Lit.: “Um ventre”.
Lit.: “dois ventres”.
Ou: “paz”.