Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

Segundo João 7:1-52

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Jesus na Festividade das Tendas (1-13)

  • Jesus ensina na festividade (14-24)

  • Diferentes opiniões sobre o Cristo (25-52)

7  Depois disso, Jesus continuou a viajar* pela Galileia, porque não queria andar pela Judeia, visto que os judeus procuravam matá-lo.+  No entanto, estava próxima a festividade judaica das Tendas,*+  e seus irmãos+ lhe disseram: “Saia daqui e vá à Judeia para que os seus discípulos também possam ver as obras que você está fazendo.  Pois ninguém faz as coisas em segredo quando procura ser conhecido publicamente. Se você está fazendo essas coisas, mostre-se ao mundo.”  Na verdade, seus irmãos não exerciam fé nele.+  Portanto, Jesus lhes disse: “A minha hora ainda não chegou,+ mas para vocês qualquer hora é boa.  O mundo não tem razão para odiar vocês, mas odeia a mim, porque dou testemunho dele, de que as suas obras são más.+  Subam para a festividade; eu ainda não vou a essa festividade, porque o meu tempo ainda não se cumpriu.”+  Assim, depois de lhes dizer essas coisas, ele permaneceu na Galileia. 10  Mas, depois que os seus irmãos subiram para a festividade, ele também subiu, não abertamente, mas em segredo. 11  Por isso, os judeus começaram a procurá-lo na festividade e a dizer: “Onde está aquele homem?” 12  E entre as multidões muitos cochichavam por causa dele. Alguns diziam: “Ele é um homem bom.” Outros diziam: “Não é. Ele está enganando a multidão.”+ 13  Naturalmente, ninguém falava dele em público, por medo dos judeus.+ 14  Quando a festividade já estava na metade, Jesus subiu ao templo e começou a ensinar. 15  Os judeus ficaram admirados, e diziam: “Como é que este homem tem tanto conhecimento das Escrituras,*+ se não estudou nas escolas?”*+ 16  Então Jesus lhes respondeu: “O que eu ensino não é meu, mas pertence àquele que me enviou.+ 17  Se alguém desejar fazer a Sua vontade, saberá se os ensinamentos são de Deus+ ou se o que falo se origina de mim. 18  Quem fala as suas próprias ideias procura a sua própria glória; mas quem procura a glória daquele que o enviou+ é verdadeiro, e não há injustiça nele. 19  Moisés lhes deu a Lei,+ não deu? Mas nenhum de vocês obedece à Lei. Por que procuram me matar?”+ 20  A multidão respondeu: “Você tem demônio. Quem está procurando matá-lo?” 21  Em resposta, Jesus lhes disse: “Realizei uma só obra, e todos vocês estão surpresos. 22  Então, considerem o seguinte:* Moisés deu a vocês a circuncisão+ (não que ela tenha vindo de Moisés, mas sim dos antepassados),+ e vocês circuncidam um homem num sábado. 23  Se um homem recebe a circuncisão num sábado para que a Lei de Moisés não seja violada, por que vocês estão tão irados comigo por eu ter curado completamente um homem num sábado?+ 24  Parem de julgar pelas aparências, mas façam um julgamento justo.”+ 25  Então alguns dos habitantes de Jerusalém começaram a dizer: “Não é este o homem que procuram matar?+ 26  No entanto, ele está aqui falando em público, e não lhe dizem nada. Será que os nossos líderes realmente acham que ele é o Cristo? 27  Mas nós sabemos de onde é esse homem;+ ao passo que, quando o Cristo vier, ninguém saberá de onde ele é.” 28  Então, enquanto ensinava no templo, Jesus disse bem alto: “Vocês me conhecem e sabem de onde eu sou. E eu não vim de minha própria iniciativa,+ mas Aquele que me enviou é real, e vocês não o conhecem.+ 29  Eu o conheço,+ porque sou representante dele, e ele me enviou.” 30  Por isso procuraram prendê-lo,+ mas ninguém conseguiu segurá-lo, pois a sua hora ainda não havia chegado.+ 31  Contudo, muitos da multidão depositaram fé nele,+ e diziam: “Quando o Cristo vier, será que realizará mais sinais do que esse homem realizou?” 32  Os fariseus ouviram a multidão cochichando essas coisas a respeito dele, e os principais sacerdotes e os fariseus enviaram guardas* para prendê-lo.* 33  Então Jesus disse: “Ficarei com vocês mais um pouco, antes de ir para Aquele que me enviou.+ 34  Vocês me procurarão, mas não me acharão, e, para onde eu vou,* vocês não podem ir.”+ 35  Portanto, os judeus disseram entre si: “Para onde esse homem pretende ir, de modo que não poderemos achá-lo? Será que ele pretende ir aos judeus dispersos entre os gregos e ensinar os gregos? 36  O que ele quer dizer com as palavras: ‘Vocês me procurarão, mas não me acharão, e, para onde eu vou, vocês não podem ir’?” 37  No último dia, o grande dia da festividade,+ Jesus se levantou e disse bem alto: “Se alguém tiver sede, venha a mim e beba.+ 38  Quem depositar fé em mim, assim como disse uma passagem das Escrituras, ‘do seu íntimo fluirão correntes de água viva’.”+ 39  No entanto, ao dizer isso, ele falava sobre o espírito, que os que depositaram fé nele iam receber; pois até então não havia espírito,+ porque Jesus ainda não havia sido glorificado.+ 40  Alguns da multidão que ouviram essas palavras começaram a dizer: “Este é realmente o Profeta.”+ 41  Outros diziam: “Este é o Cristo.”+ Mas alguns diziam: “Será que o Cristo vem da Galileia?+ 42  Não dizem as Escrituras que o Cristo virá da descendência de Davi+ e de Belém,+ a aldeia de onde Davi era?”+ 43  Assim, surgiu uma divisão entre a multidão por causa dele. 44  Alguns deles, porém, queriam prendê-lo,* mas ninguém conseguiu segurá-lo. 45  Os guardas voltaram então aos principais sacerdotes e aos fariseus, e estes lhes perguntaram: “Por que vocês não o trouxeram para cá?” 46  Os guardas responderam: “Nunca homem algum falou assim!”+ 47  Então os fariseus disseram: “Será que vocês também foram enganados? 48  Por acaso algum dos nossos líderes ou dos fariseus depositou fé nele?+ 49  Mas essa multidão, que não conhece a Lei, são pessoas amaldiçoadas.” 50  Nicodemos, que tinha ido a ele antes e era um deles, lhes disse: 51  “Será que a nossa Lei julga um homem sem que primeiro o ouça e saiba o que ele está fazendo?”+ 52  Em resposta, disseram-lhe: “Será que você também é da Galileia? Pesquise e veja que nenhum profeta surgirá na Galileia.”*

Notas

Ou: “andar”.
Ou: “Barracas”.
Lit.: “conhece escritos”.
Isto é, nas escolas rabínicas.
Ou: “Por isso”.
Ou: “guardas do templo”.
Ou: “pegá-lo”.
Ou: “e onde eu estou”.
Ou: “pegá-lo”.
Vários manuscritos antigos e confiáveis omitem desde o v. 53 até o capítulo 8, v. 11.