Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

24:1-25

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Jó continua falando (1-25)

    • ‘Por que Deus não estabelece um tempo?’ (1)

    • Diz que Deus permite a maldade (12)

    • Pecadores amam a escuridão (13-17)

24  “Por que o Todo-Poderoso não estabelece um tempo?+ Por que os que o conhecem não discernem o seu dia?*   Há homens que mudam de lugar os marcos divisórios;+Apoderam-se de rebanhos e os levam aos seus pastos.   Levam embora o jumento dos órfãos*E tomam o touro da viúva como garantia de um empréstimo.*+   Obrigam os pobres a sair do caminho;Os desamparados da terra precisam se esconder deles.+   Os pobres vão em busca de comida como jumentos selvagens+ no ermo;No deserto procuram comida para os seus filhos.   Precisam colher no campo de outros,*E respigam do vinhedo daquele que é mau.   Passam a noite nus, sem roupa;+Não têm com que se cobrir no frio.   Estão encharcados por causa das chuvas das montanhas;Abraçam-se às rochas porque não têm abrigo.   O órfão é arrancado do peito da mãe;+E as roupas dos pobres são levadas como garantia de um empréstimo.+ 10  São obrigados a andar nus, sem roupa,E, famintos, carregam os feixes de cereal. 11  No calor do dia, trabalham arduamente junto aos* muros dos terraços de lavoura;Pisam uvas nos lagares, e mesmo assim passam sede.+ 12  Os que estão morrendo continuam a gemer na cidade;Os fatalmente feridos* clamam por ajuda,+Mas Deus não considera isso impróprio.* 13  Há os que se rebelam contra a luz;+Não reconhecem os caminhos dela,Nem seguem as suas veredas. 14  O assassino levanta-se ao amanhecer;Mata o desamparado e o pobre,+E à noite ele rouba. 15  Os olhos do adúltero esperam o anoitecer,+Ele diz: ‘Ninguém me verá!’+ E cobre seu rosto. 16  Na escuridão, homens invadem* casas;De dia ficam trancados. São estranhos para a luz.+ 17  Para eles a manhã é como as densas trevas;Conhecem bem os terrores das densas trevas. 18  Mas são levados rapidamente pelas águas.* O terreno deles será amaldiçoado.+ Eles não voltarão para os seus vinhedos. 19  Assim como a seca e o calor levam embora a neve derretida,Assim a Sepultura* leva embora os que pecaram.+ 20  Sua mãe* os esquecerá; os vermes os devorarão com gosto. Eles não serão mais lembrados.+ E a injustiça será derrubada como uma árvore. 21  Eles exploram a mulher estéril,E maltratam a viúva. 22  Deus* usará sua força para destruir os poderosos;Embora se enalteçam, sua vida é incerta. 23  Deus* permite que eles se tornem confiantes e se sintam seguros,+Mas os olhos dele estão sobre tudo que eles fazem.*+ 24  Eles são enaltecidos por pouco tempo, depois deixam de existir.+ São rebaixados+ e colhidos como todos os outros;São cortados como espigas de cereal. 25  Então quem pode provar que sou um mentirosoOu contestar as minhas palavras?”

Notas

Isto é, o seu dia de julgamento.
Ou: “órfãos de pai”.
Ou: “como penhor”.
Ou, possivelmente: “colher forragem no campo”.
Ou, possivelmente: “Extraem azeite entre os”.
Ou: “As almas dos feridos”.
Ou, possivelmente: “Deus não acusa ninguém de erro”.
Lit.: “cavam”.
Lit.: “Ele é ligeiro na superfície das águas.”
Ou: “o Seol”, isto é, a sepultura comum da humanidade. Veja o Glossário.
Lit.: “O ventre”.
Lit.: “Ele”.
Lit.: “Ele”.
Lit.: “sobre os caminhos deles”.