Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

Isaías 33:1-24

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Justiça e esperança para os justos (1-24)

    • Jeová é Juiz, Legislador e Rei (22)

    • Ninguém dirá: “Estou doente” (24)

33  Ai de você, destruidor que não foi destruído,+ Traidor que não foi traído! Quando acabar de destruir, você será destruído.+ Quando acabar de trair, você será traído.   Ó Jeová, mostra-nos favor.+ Nossa esperança está em ti. Torna-te o nosso braço*+ cada manhã, Sim, a nossa salvação no tempo da aflição.+   Povos fogem quando ouvem o tumulto. Nações se espalham quando te levantas.+   Seu despojo será ajuntado assim como se ajuntam os gafanhotos vorazes; As pessoas se lançarão sobre ele como enxames de gafanhotos.   Jeová será exaltado, Pois ele reside nas maiores alturas. Ele encherá Sião de justiça e retidão.   Ele dá estabilidade aos seus tempos; Grande salvação,+ sabedoria, conhecimento e temor de Jeová+ — Esse é o seu tesouro.   Vejam! Os heróis deles clamam na rua; Os mensageiros de paz choram amargamente.   As estradas estão desertas, Não há ninguém passando pelos caminhos. Ele* violou o pacto; Rejeitou as cidades; Não tem consideração por ninguém.*+   Esta terra está de luto* e definha. O Líbano está envergonhado,+ deteriorou-se. Sarom ficou como um deserto, E Basã e o Carmelo perdem as suas folhas.+ 10  “Agora vou levantar-me”, diz Jeová, “Agora vou enaltecer-me;+ Agora vou magnificar-me. 11  Vocês concebem feno e dão à luz palha. Seu próprio espírito os consumirá como fogo.+ 12  E os povos se tornarão como algo queimado com cal. Serão queimados no fogo como espinheiros cortados.+ 13  Ouçam o que eu farei, vocês que estão longe! E reconheçam o meu poder, vocês que estão perto! 14  Os pecadores em Sião estão apavorados,+ Os apóstatas estão tremendo de medo: ‘Quem de nós pode morar onde há um fogo consumidor?+ Quem de nós pode conviver com chamas que não se apagam?’ 15  O homem que sempre anda em justiça,+ Que fala o que é certo,+ Que rejeita o lucro desonesto e fraudulento, Cujas mãos recusam o suborno em vez de aceitá-lo,+ Que tapa o ouvido a conversas sobre derramamento de sangue E que fecha os olhos para não ver o que é mau, 16  Ele é quem residirá nas alturas; Seu refúgio seguro* será em fortalezas rochosas, Ele receberá seu pão, E seu suprimento de água nunca acabará.”+ 17  Seus olhos verão um rei em seu esplendor, E olharão para uma terra distante. 18  Em seu coração, você se lembrará dos* terrores do passado, dizendo: “Onde está o secretário? Onde está o homem que pesava o tributo?+ Onde está aquele que contava as torres?” 19  Você não verá mais o povo insolente, Um povo cujo idioma é difícil* demais de compreender, Cuja língua estranha* você não consegue entender.+ 20  Olhe para Sião, a cidade das nossas festividades!+ Seus olhos verão Jerusalém como um lugar tranquilo para morar, Uma tenda que não será removida.+ Suas estacas de tenda nunca serão arrancadas, E nenhuma das suas cordas será rompida. 21  E ali o Majestoso, Jeová, Será para nós como uma região de rios e canais largos, Por onde nenhuma frota de navios a remo passará E nenhum navio majestoso navegará. 22  Pois Jeová é o nosso Juiz,+ Jeová é o nosso Legislador,+ Jeová é o nosso Rei;+ Ele é quem nos salvará.+ 23  As cordas do inimigo* ficarão frouxas, Não poderão segurar o mastro nem içar a vela. Naquele tempo, haverá muito despojo para ser dividido; Até mesmo os mancos farão um grande saque.+ 24  E nenhum habitante* dirá: “Estou doente.”+ O povo que mora nesta terra terá o seu erro perdoado.+

Notas

Ou: “a nossa força”.
Isto é, o inimigo.
Ou: “pelo homem mortal”.
Ou, possivelmente: “se seca”.
Ou: “refúgio num lugar alto”.
Ou: “meditará nos”.
Lit.: “profundo”.
Ou: “que gagueja”.
Lit.: “Suas cordas”.
Ou: “residente”.