Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

Gênesis 8:1-22

CONTEÚDO DO LIVRO

  • As águas do dilúvio baixam (1-14)

    • Noé solta uma pomba (8-12)

  • Saída da arca (15-19)

  • Promessa de Deus para a terra (20-22)

8  Mas Deus voltou a atenção a* Noé, a todos os animais selvagens e a todos os animais domésticos que estavam com ele na arca,+ e Deus fez soprar um vento sobre a terra, e as águas começaram a baixar.  Fecharam-se os mananciais das águas profundas e as comportas dos céus; assim a chuva parou de cair.*+  Então as águas começaram a baixar progressivamente de cima da terra. Ao fim de 150 dias, as águas tinham diminuído.  No sétimo mês, no dia 17 do mês, a arca pousou nas montanhas de Ararate.  E as águas baixaram continuamente até o décimo mês. No décimo mês, no primeiro dia do mês, apareceram os cumes das montanhas.+  Então, ao fim de 40 dias, Noé abriu a janela+ que tinha feito na arca  e soltou um corvo; ele voava do lado de fora e voltava, até secarem as águas que estavam sobre a terra.  Mais tarde ele soltou uma pomba para ver se as águas tinham baixado na superfície do solo.  A pomba não achou lugar para pousar* e assim voltou a ele na arca, porque a água ainda cobria a superfície de toda a terra.+ Então ele estendeu a mão para fora e trouxe a pomba para dentro da arca. 10  Ele esperou mais sete dias e soltou novamente a pomba fora da arca. 11  Quando a pomba retornou a ele, perto do anoitecer, ele viu que havia no seu bico uma folha de oliveira recém-arrancada. Assim Noé soube que as águas tinham baixado de cima da terra.+ 12  Ele esperou mais sete dias. Soltou então a pomba, mas ela não voltou mais a ele. 13  Então, no seiscentésimo primeiro ano,+ no primeiro mês, no primeiro dia do mês, as águas tinham escoado da terra; e Noé removeu a cobertura da arca e viu que a superfície do solo estava secando. 14  No segundo mês, no dia 27 do mês, a terra havia secado completamente. 15  Deus disse então a Noé: 16  “Saia da arca com sua esposa, seus filhos e as esposas dos seus filhos.+ 17  Leve para fora com você todas as criaturas viventes, de todo tipo,+ as criaturas voadoras, os animais e os animais rasteiros da terra, para que eles se multipliquem* na terra, se reproduzam e se tornem muitos na terra.”+ 18  Assim Noé saiu, junto com seus filhos,+ sua esposa e as esposas dos seus filhos. 19  Toda criatura vivente, todo animal rasteiro e toda criatura voadora, tudo o que se move sobre a terra saiu da arca segundo as suas famílias.+ 20  Então Noé construiu um altar+ a Jeová e pegou alguns de todos os animais puros e de todas as criaturas voadoras puras,+ e fez ofertas queimadas no altar.+ 21  E Jeová começou a sentir um aroma agradável.* Então, Jeová disse no seu coração: “Nunca mais amaldiçoarei* o solo+ por causa do homem, pois a inclinação do coração do homem é má desde a sua juventude;+ e nunca mais destruirei todos os seres vivos assim como fiz.+ 22  Por todos os dias que a terra durar, ela nunca deixará de ter semeadura e colheita, frio e calor, verão e inverno, dia e noite.”+

Notas

Lit.: “se lembrou de”.
Ou: “assim se conteve a chuva vinda dos céus”.
Ou: “para a planta do seu pé”.
Ou: “eles fervilhem”.
Ou: “apaziguador; calmante”. Lit.: “repousante”.
Ou: “invocarei o mal sobre”.