Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

O segundo de Samuel 12:1-31

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Natã repreende Davi (1-15a)

  • O filho de Bate-Seba morre (15b-23)

  • Bate-Seba dá à luz Salomão (24, 25)

  • A cidade amonita de Rabá é tomada (26-31)

12  Então Jeová enviou Natã+ a Davi. Natã foi até ele+ e disse: “Havia dois homens que moravam na mesma cidade; um era rico e o outro era pobre.  O homem rico tinha uma grande quantidade de ovelhas e bois,+  mas o homem pobre tinha apenas uma cordeirinha que havia comprado.+ Ele cuidava dela, e ela cresceu junto com ele e seus filhos. Ela comia do pouco alimento que ele tinha, bebia do seu copo e dormia nos seus braços. Ela se tornou como uma filha para ele.  Certo dia, chegou um visitante ao homem rico, mas este não quis pegar nenhuma das suas ovelhas ou bois para preparar uma refeição para o viajante que tinha vindo até ele. Em vez disso, pegou a cordeira do homem pobre e a preparou para o visitante.”+  Nisto Davi ficou furioso com o homem e disse a Natã: “Tão certo como Jeová vive,+ o homem que fez isso merece morrer!  E ele deve pagar quatro vezes o valor da cordeira,+ porque fez isso e não teve compaixão.”  Então Natã disse a Davi: “O senhor é o homem! Assim diz Jeová, o Deus de Israel: ‘Eu mesmo o ungi rei sobre Israel+ e o livrei das mãos de Saul.+  Eu estava disposto a dar a você a casa do seu senhor+ e a pôr as esposas dele+ nos seus braços, e dei a você a casa de Israel e de Judá.+ E, como se isso não bastasse, eu estava disposto a fazer muito mais por você.+  Por que você desprezou a palavra de Jeová, fazendo o que é mau aos seus olhos? Você matou Urias, o hitita, com a espada!+ E, depois de tê-lo matado com a espada dos amonitas, você se casou com a esposa dele.+ 10  Portanto, a espada nunca se afastará da sua casa,+ porque você me desprezou, tomando a esposa de Urias, o hitita, como sua esposa.’ 11  Assim diz Jeová: ‘Trarei sobre você uma calamidade vinda da sua própria casa.+ Tomarei as suas esposas diante dos seus olhos e as darei a outro homem,*+ e ele se deitará com elas em plena luz do dia.*+ 12  Você agiu às escondidas,+ mas eu farei isso diante de todo o Israel e em plena luz do dia.’”* 13  Davi disse então a Natã: “Pequei contra Jeová.”+ Natã disse a Davi em resposta: “Jeová perdoa o seu pecado;*+ o senhor não morrerá.+ 14  Mas, visto que o senhor mostrou tanto desrespeito por Jeová nesse assunto, seu filho que acabou de nascer certamente morrerá.” 15  Depois Natã foi para casa. E Jeová golpeou o filho que a esposa de Urias tinha dado a Davi, e ele ficou doente. 16  Davi suplicou ao verdadeiro Deus a favor do menino e fez um jejum rigoroso. Davi entrava no seu quarto e passava a noite deitado no chão.+ 17  Os anciãos da sua casa ficavam junto dele e tentavam fazê-lo se levantar do chão, mas ele se recusava e não queria comer com eles. 18  No sétimo dia, o menino morreu. Mas os servos de Davi ficaram com medo de lhe contar que o menino tinha morrido. Eles disseram: “Enquanto o menino estava vivo nós falamos com o rei, mas ele não nos escutou. Então como podemos lhe contar que o menino morreu? Ele pode fazer algo terrível.” 19  Quando Davi viu seus servos cochichando entre si, percebeu que o menino tinha morrido. Davi perguntou aos seus servos: “O menino morreu?” Eles responderam: “Morreu.” 20  Então Davi se levantou do chão, tomou banho, passou óleo no corpo+ e trocou de roupa. Em seguida foi à casa+ de Jeová e se prostrou. Depois voltou para casa,* pediu que lhe trouxessem algo para comer, e comeu. 21  Seus servos lhe perguntaram: “O que significa isso? Enquanto o menino estava vivo, o senhor jejuou e chorou; mas, assim que o menino morreu, o senhor se levantou e comeu.” 22  Ele respondeu: “Enquanto o menino estava vivo, eu jejuei+ e chorei, pois pensava: ‘Quem sabe Jeová me mostrará favor e deixará o menino viver?’+ 23  Mas agora que ele morreu, por que jejuar? Será que posso trazê-lo de volta?+ Eu vou me juntar a ele,+ mas ele não voltará a mim.”+ 24  Então Davi consolou sua esposa Bate-Seba.+ Ele se deitou com ela, e eles tiveram relações. Com o tempo, ela lhe deu um filho, que recebeu o nome de Salomão.*+ Jeová o amava,+ 25  e, por meio de Natã,+ o profeta, disse que deviam chamá-lo de Jedidias,* porque Jeová o amava.* 26  Joabe continuou a lutar contra Rabá+ dos amonitas+ e tomou a cidade real.*+ 27  Portanto, Joabe enviou mensageiros a Davi e disse: “Lutei contra Rabá+ e tomei a cidade das águas.* 28  Agora reúna o restante dos soldados, cerque a cidade e tome-a, para que não seja eu que a tome e receba o crédito por isso.”* 29  Portanto, Davi reuniu todos os soldados e foi a Rabá, lutou contra ela e a tomou. 30  Então ele tirou a coroa da cabeça de Malcã.* Ela pesava um talento* de ouro, junto com as pedras preciosas, e foi colocada na cabeça de Davi. Ele também pegou uma grande quantidade de despojo+ da cidade.+ 31  Ele capturou as pessoas que havia nela e as colocou para serrar pedras, trabalhar com ferramentas de ferro afiadas e com machados de ferro, e para fabricar tijolos. Ele fez isso com todas as cidades dos amonitas. Por fim, Davi e todos os soldados voltaram a Jerusalém.

Notas

Ou: “ao seu próximo”.
Lit.: “aos olhos deste sol”.
Lit.: “e diante do sol”.
Ou: “deixa passar o seu pecado”.
Ou: “o palácio”.
Derivado de uma palavra hebraica que significa “paz”.
Que significa “amado de Jah”.
Ou: “por causa de Jeová”.
Ou: “a cidade do reino”.
Possivelmente se refere aos recursos hídricos da cidade.
Lit.: “e meu nome seja invocado sobre ela”.
Possivelmente um deus-ídolo dos amonitas; em outro lugar também chamado de Moloque ou Milcom.
Um talento equivalia a 34,2 kg. Veja Ap. B14.