Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

O segundo dos Reis 12:1-21

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Jeoás, rei de Judá (1-3)

  • Jeoás conserta o templo (4-16)

  • Invasão dos sírios (17, 18)

  • Jeoás é morto (19-21)

12  No sétimo ano de Jeú,+ Jeoás+ tornou-se rei e reinou por 40 anos em Jerusalém. O nome da sua mãe era Zíbia, de Berseba.+  Jeoás fez o que era certo aos olhos de Jeová durante todos os dias em que Jeoiada, o sacerdote, o instruiu.  Mas os altos sagrados+ não foram removidos, e o povo ainda oferecia sacrifícios e fazia fumaça sacrificial nos altos sagrados.  Jeoás disse aos sacerdotes: “Peguem todo o dinheiro que se traz à casa de Jeová para as ofertas sagradas:+ o imposto que cada um deve pagar,+ o dinheiro recebido como valor estabelecido para uma pessoa* e todo o dinheiro que o coração de cada um o motivar a trazer à casa de Jeová.+  Os sacerdotes o pegarão pessoalmente dos doadores* e o usarão para consertar a casa, onde quer que ela esteja danificada.”*+  Por volta do vigésimo terceiro ano do rei Jeoás, os sacerdotes ainda não tinham consertado a casa.+  Assim, o rei Jeoás chamou Jeoiada,+ o sacerdote, e os outros sacerdotes, e disse-lhes: “Por que vocês não estão consertando a casa? Agora, não peguem mais dinheiro dos doadores, a menos que seja usado para consertar a casa.”+  Então os sacerdotes concordaram que não pegariam mais dinheiro do povo e não seriam os responsáveis pelo conserto da casa.  Jeoiada, o sacerdote, pegou então um cofre+ e fez um buraco na tampa, e o pôs ao lado do altar, à direita de quem entra na casa de Jeová. Os sacerdotes que serviam como porteiros colocavam ali todo o dinheiro que se trazia à casa de Jeová.+ 10  Sempre que viam que havia muito dinheiro no cofre, o secretário do rei e o sumo sacerdote vinham, recolhiam* e contavam o dinheiro que tinha sido trazido à casa de Jeová.+ 11  Eles entregavam o dinheiro que tinha sido contado aos que supervisionavam a obra na casa de Jeová. Esses, por sua vez, pagavam os carpinteiros e os construtores que trabalhavam na casa de Jeová,+ 12  bem como os pedreiros e os cortadores de pedras. Além disso, eles compravam madeira e pedras lavradas para o conserto da casa de Jeová, e também usavam o dinheiro para pagar todas as outras despesas com o conserto da casa. 13  Mas, com o dinheiro que se trazia à casa de Jeová, não se faziam bacias de prata, nem cortadores de pavio, nem tigelas, nem trombetas,+ nem nenhum objeto de ouro ou de prata para a casa de Jeová.+ 14  Eles davam o dinheiro apenas aos que supervisionavam a obra, e com ele consertavam a casa de Jeová. 15  Não exigiam prestação de contas dos homens a quem entregavam o dinheiro a ser dado aos trabalhadores, pois eles eram de confiança.+ 16  Mas o dinheiro para as ofertas pela culpa+ e o dinheiro para as ofertas pelo pecado não era usado para a casa de Jeová; ele pertencia aos sacerdotes.+ 17  Nessa época Hazael,+ rei da Síria, foi lutar contra Gate+ e a tomou; depois Hazael resolveu atacar* Jerusalém.+ 18  Em vista disso, Jeoás, rei de Judá, pegou todas as ofertas sagradas que tinham sido santificadas por Jeosafá, Jeorão e Acazias, seus antepassados, reis de Judá, bem como as suas próprias ofertas sagradas, e todo o ouro que havia no tesouro da casa de Jeová e no tesouro da casa* do rei, e os enviou a Hazael, rei da Síria.+ Assim, ele se retirou de Jerusalém. 19  Quanto aos outros acontecimentos da história de Jeoás, tudo o que ele fez, não estão escritos no livro da história da época dos reis de Judá? 20  Mas os servos de Jeoás se uniram numa conspiração contra ele+ e o mataram junto à casa do Aterro,*+ no caminho que desce para Sila. 21  Os que o mataram foram os seus servos Jozacar, filho de Simeate, e Jeozabade, filho de Somer.+ Ele foi enterrado com os seus antepassados na Cidade de Davi; e Amazias, seu filho, tornou-se rei no seu lugar.+

Notas

Ou: “alma”.
Ou: “conhecidos”.
Ou: “onde quer que haja rachaduras”.
Ou: “colocavam em sacos”. Lit.: “amarravam”.
Lit.: “Hazael fixou sua face para subir contra”.
Ou: “do palácio”.
Ou: “junto a Bete-Milo”.