Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DA BÍBLIA SAGRADA (REVISÃO DE 2015)

O segundo das Crônicas 16:1-14

CONTEÚDO DO LIVRO

  • Acordo de Asa com a Síria (1-6)

  • Hanani repreende Asa (7-10)

  • Morte de Asa (11-14)

16  Baasa,+ rei de Israel, veio contra Judá no trigésimo sexto ano do reinado de Asa e começou a fortificar* Ramá,+ para não deixar ninguém sair nem entrar no território de Asa, rei de Judá.+  Em vista disso, Asa tirou a prata e o ouro do tesouro da casa de Jeová+ e da casa* do rei, e os enviou a Ben-Hadade, rei da Síria,+ que morava em Damasco, com a seguinte mensagem:  “Há um acordo* entre mim e você, e entre o meu pai e o seu pai. Estou lhe enviando prata e ouro. Desfaça o seu acordo* com Baasa, rei de Israel, para que ele se retire do meu território.”  Ben-Hadade escutou o rei Asa e enviou os chefes dos seus exércitos contra as cidades de Israel, e eles atacaram Ijom,+ Dã,+ Abel-Maim e todos os depósitos das cidades de Naftali.+  Assim que Baasa soube disso, parou de fortificar* Ramá e abandonou a sua obra.  Então o rei Asa reuniu todo o Judá, e eles levaram embora as pedras e as madeiras de Ramá,+ com as quais Baasa estava construindo,+ e com elas ele fortificou* Geba+ e Mispá.+  Naquele tempo Hanani,+ o vidente, dirigiu-se a Asa, rei de Judá, e disse-lhe: “Visto que o senhor confiou* no rei da Síria e não confiou* em Jeová, seu Deus, o exército do rei da Síria escapou das suas mãos.+  Não eram os etíopes e os líbios um exército muito grande, com muitos carros de guerra e cavaleiros? Mas, visto que o senhor confiou em Jeová, ele os entregou nas suas mãos.+  Pois os olhos de Jeová percorrem toda a terra,+ para mostrar a sua força* a favor daqueles que têm o coração pleno para com* ele.+ Mas o senhor agiu de modo tolo nesse caso; de agora em diante haverá guerras contra o senhor.”+ 10  No entanto, Asa se ofendeu com o vidente e o pôs na prisão,* pois estava furioso com ele por causa disso. E a partir daquela ocasião Asa começou a maltratar alguns do povo. 11  A história de Asa, do começo ao fim, está escrita no Livro dos Reis de Judá e de Israel.+ 12  No trigésimo nono ano do seu reinado, Asa passou a sofrer de um mal dos pés e ficou muito doente; e mesmo durante a sua doença não recorreu a Jeová, mas sim aos médicos. 13  E Asa descansou com os seus antepassados;+ ele morreu no quadragésimo primeiro ano do seu reinado. 14  Então o enterraram na grandiosa sepultura que ele tinha escavado para si na Cidade de Davi.+ Deitaram-no num esquife que tinha sido enchido de óleo de bálsamo e de um perfume especial feito com uma mistura de vários tipos de ingredientes.+ Além disso, fizeram para ele uma queima fúnebre muito grande.*

Notas

Ou: “reconstruir”.
Ou: “do palácio”.
Ou: “pacto”.
Ou: “pacto”.
Ou: “reconstruir”.
Ou: “reconstruiu”.
Lit.: “se apoiou”.
Lit.: “não se apoiou”.
Ou: “o seu apoio”.
Ou: “plenamente devotado a”.
Lit.: “na casa do tronco”.
Pelo visto, não se tratava da cremação de Asa, mas da queima de especiarias.