Êxodo 34:1-35

  • Novas tábuas de pedra (1-4)

  • Moisés vê a glória de Jeová (5-9)

  • Detalhes do pacto são repetidos (10-28)

  • O rosto de Moisés brilha intensamente (29-35)

34  Jeová disse então a Moisés: “Lavre duas tábuas de pedra iguais às primeiras,+ e eu escreverei nas tábuas as palavras que estavam nas primeiras tábuas,+ que você despedaçou.+  Esteja pronto pela manhã, visto que de manhã você subirá ao monte Sinai e se apresentará diante de mim, lá no cume do monte.+  Mas ninguém pode subir com você, e ninguém mais deve ser visto em parte alguma do monte. Nem mesmo ovelhas ou bois deverão pastar diante do monte.”+  Assim, Moisés lavrou duas tábuas de pedra iguais às primeiras. Ele se levantou de manhã cedo e subiu ao monte Sinai, conforme Jeová lhe havia ordenado, levando nas mãos as duas tábuas de pedra.  Então Jeová desceu+ na nuvem e pôs-se ali junto dele, e declarou o nome de Jeová.+  Jeová passou diante dele, declarando: “Jeová, Jeová, Deus misericordioso+ e compassivo,*+ paciente*+ e cheio de amor leal*+ e de verdade,*+  que demonstra amor leal a milhares,+ perdoando o erro, a transgressão e o pecado.+ Mas de modo algum deixará impune o culpado,+ pois trará punição pelo erro dos pais sobre os filhos e sobre os netos, sobre a terceira geração e sobre a quarta geração.”+  Moisés imediatamente se curvou por terra e se prostrou.  Disse então: “Ó Jeová, se eu realmente achei favor aos teus olhos, por favor, Jeová, vem conosco, no nosso meio,+ embora sejamos um povo obstinado.*+ Perdoa nosso erro e nosso pecado,+ e aceita-nos como tua propriedade.” 10  Ele respondeu: “Estou fazendo um pacto: farei diante de todo o seu povo coisas maravilhosas que nunca foram feitas* em parte alguma da terra, nem entre as nações,+ e todos os povos entre os quais você morar verão as obras de Jeová, pois o que faço com você é uma coisa espantosa.+ 11  “Preste atenção ao que lhe ordeno hoje.+ Expulsarei de diante de você os amorreus, os cananeus, os hititas, os perizeus, os heveus e os jebuseus.+ 12  Tenha o cuidado de não fazer nenhum pacto com os habitantes da terra para a qual você está indo,+ para que isso não se torne um laço entre vocês.+ 13  Mas vocês devem demolir os altares deles, despedaçar suas colunas sagradas e derrubar seus postes sagrados.*+ 14  Você não deve se curvar diante de nenhum outro deus,+ pois Jeová é conhecido por* exigir devoção exclusiva.* Sim, ele é um Deus que exige devoção exclusiva.+ 15  Tenha o cuidado de não fazer nenhum pacto com os habitantes dessa terra. Pois, quando eles se prostituírem com os deuses deles e lhes oferecerem sacrifícios,+ alguém o convidará, e você comerá do seu sacrifício.+ 16  Então você certamente tomará algumas das filhas deles como esposas para os seus filhos,+ e as filhas deles se prostituirão com os deuses deles e farão com que os seus filhos se prostituam com os deuses deles.+ 17  “Não faça deuses de metal fundido.+ 18  “Você deve celebrar a Festividade dos Pães sem Fermento;+ você comerá pães sem fermento, assim como lhe ordenei. Faça isso por sete dias, na época determinada do mês de abibe,*+ porque foi no mês de abibe que você saiu do Egito. 19  “Todo primogênito do sexo masculino* é meu,+ incluindo todos os primogênitos dos seus rebanhos, seja um bezerro, seja um cordeiro.+ 20  O primeiro filhote de um jumento você deve remir com uma ovelha. Mas, se não o remir, quebre-lhe a nuca. Você deve remir todo primogênito dos seus filhos.+ Ninguém poderá comparecer perante mim de mãos vazias. 21  “Você deve trabalhar por seis dias, mas no sétimo dia descansará.*+ Descansará até mesmo na época de arar a terra e na época da colheita. 22  “Você celebrará a Festividade das Semanas com os primeiros frutos maduros da colheita do trigo, e celebrará a Festividade do Recolhimento* na virada do ano.+ 23  “Três vezes por ano, todos os homens* devem comparecer perante o verdadeiro Senhor, Jeová, o Deus de Israel.+ 24  Pois expulsarei as nações de diante de você+ e aumentarei o seu território, e ninguém cobiçará a sua terra quando você subir três vezes por ano para comparecer perante* Jeová, seu Deus. 25  “Não ofereça o sangue do meu sacrifício junto com algo que tenha fermento.+ O sacrifício da Festividade da Páscoa não deve ser guardado da noite para o dia.+ 26  “Você deve levar à casa de Jeová, seu Deus, o melhor dos primeiros frutos maduros da sua terra.+ “Não cozinhe o cabrito no leite da própria mãe.”+ 27  Jeová disse ainda a Moisés: “Você deve escrever essas palavras,+ porque de acordo com essas palavras faço um pacto com você e com Israel.”+ 28  Ele ficou ali com Jeová 40 dias e 40 noites. Não comeu pão nem bebeu água.+ E Ele escreveu nas tábuas as palavras do pacto, os Dez Mandamentos.*+ 29  Então Moisés desceu do monte Sinai, e as duas tábuas do Testemunho estavam nas suas mãos.+ Ao descer do monte, Moisés não sabia que a pele do seu rosto brilhava intensamente, por ter falado com Deus. 30  Quando Arão e todos os israelitas olharam para Moisés, viram que a pele do seu rosto brilhava intensamente e ficaram com medo de se aproximar dele.+ 31  Mas Moisés os chamou, de modo que Arão e todos os maiorais da assembleia se aproximaram dele, e Moisés falou com eles. 32  Depois disso, todos os israelitas se aproximaram dele, e ele lhes transmitiu todos os mandamentos que Jeová lhe tinha dado no monte Sinai.+ 33  Sempre que Moisés acabava de falar com eles, colocava um véu sobre o rosto.+ 34  Mas, quando Moisés comparecia perante Jeová para falar com ele, tirava o véu até a hora de sair.+ Depois ele saía e comunicava aos israelitas os mandamentos que havia recebido.+ 35  E os israelitas viam que a pele do rosto de Moisés brilhava intensamente; então Moisés punha o véu de volta sobre o rosto até entrar para falar com Deus.*+

Notas de rodapé

Ou: “benevolente”.
Ou: “vagaroso em irar-se”.
Ou: “bondade”.
Ou: “fidelidade”.
Lit.: “de dura cerviz”.
Ou: “criadas”.
Lit.: “Jeová, seu nome é”.
Ou: “por não tolerar rivais”.
Lit.: “Tudo que abre o ventre”.
Ou: “guardará o sábado”.
Também conhecida como Festividade das Barracas (Tendas).
Ou: “indivíduos do sexo masculino”.
Lit.: “ver a face de”.
Lit.: “as Dez Palavras”. Também conhecidos como o Decálogo.
Lit.: “ele”.