Êxodo 16:1-36

  • Povo se queixa do alimento (1-3)

  • Jeová ouve as queixas (4-12)

  • Codornizes e maná fornecidos (13-21)

  • Não haverá maná no sábado (22-30)

  • Maná guardado como recordação (31-36)

16  Depois que partiram de Elim, toda a assembleia de Israel finalmente chegou ao deserto de Sim,+ que fica entre Elim e o Sinai, no dia 15 do segundo mês após a sua saída da terra do Egito.  Então toda a assembleia de Israel começou a se queixar contra Moisés e Arão no deserto.+  Os israelitas lhes diziam: “Quem dera tivéssemos morrido pela mão de Jeová na terra do Egito, enquanto estávamos sentados junto às panelas de carne,+ enquanto comíamos pão à vontade! Mas vocês nos trouxeram a este deserto para fazer toda esta congregação morrer de fome.”+  Jeová disse então a Moisés: “Farei chover pão desde os céus para vocês.+ O povo deve sair, e cada um recolherá sua porção diária,+ a fim de que eu os ponha à prova para ver se andarão na minha lei ou não.+  Mas, no sexto dia,+ ao prepararem o que recolheram, haverá o dobro do que apanharam em cada um dos outros dias.”+  Portanto, Moisés e Arão disseram a todos os israelitas: “Ao anoitecer vocês certamente saberão que foi Jeová quem os tirou da terra do Egito.+  De manhã verão a glória de Jeová, pois Jeová ouviu as suas queixas contra ele. Quem somos nós, para que se queixem contra nós?”  Moisés continuou: “Quando Jeová lhes der carne para comer, ao anoitecer, e pão à vontade de manhã, vocês verão que Jeová ouviu as queixas que fazem contra ele. Mas quem somos nós? Vocês não estão se queixando contra nós, mas contra Jeová.”+  Então Moisés disse a Arão: “Diga a toda a assembleia de Israel: ‘Apresentem-se perante Jeová, pois ele ouviu as suas queixas.’”+ 10  Assim que Arão falou a toda a assembleia de Israel, eles se viraram e olharam para o deserto, e a glória de Jeová apareceu na nuvem.+ 11  Jeová disse ainda a Moisés: 12  “Ouvi as queixas dos israelitas.+ Diga-lhes o seguinte: ‘Ao anoitecer* vocês comerão carne, e de manhã comerão pão à vontade,+ e certamente saberão que eu sou Jeová, seu Deus.’”+ 13  Ao anoitecer, vieram codornizes e cobriram o acampamento,+ e de manhã havia uma camada de orvalho em volta do acampamento. 14  Quando a camada de orvalho evaporou, havia na superfície do deserto uma substância fina e quebradiça,+ semelhante à geada que cai sobre o solo. 15  Quando os israelitas a viram, começaram a dizer uns aos outros: “O que é isto?” pois não sabiam o que era. Moisés lhes disse: “É o pão que Jeová lhes deu como alimento.+ 16  Isto é o que Jeová ordenou: ‘Cada um deve apanhar a quantidade que come. Devem pegar um gomor*+ por pessoa, segundo o número de pessoas* que cada um tem na sua tenda.’” 17  Os israelitas começaram a fazer isso; alguns recolheram muito, e outros recolheram pouco. 18  Ao medirem as quantidades pelo gomor, não sobrava a quem tinha recolhido muito, nem faltava a quem tinha recolhido pouco.+ Cada um apanhou a quantidade que comia. 19  Então Moisés lhes disse: “Ninguém deve guardar nada para a manhã seguinte.”+ 20  Mas eles não escutaram Moisés. Quando alguns guardaram parte dele para a manhã seguinte, o que tinha sido guardado criou bichos e cheirou mal; e Moisés ficou indignado com eles. 21  Eles o apanhavam toda manhã, cada um conforme o que comia. Quando o sol esquentava, ele derretia. 22  No sexto dia, eles apanharam o dobro:+ dois gomores por pessoa. Então todos os maiorais da assembleia foram comunicar isso a Moisés. 23  Portanto, ele lhes disse: “Isto é o que Jeová falou. Amanhã haverá um completo descanso,* um santo sábado para Jeová.+ Assem no forno o que precisarem assar e cozinhem em água o que precisarem cozinhar;+ então guardem o que sobrar para a manhã seguinte.” 24  Assim, eles o guardaram para a manhã seguinte, como Moisés havia ordenado, e o que guardaram não cheirou mal nem criou vermes. 25  Então Moisés disse: “Comam-no hoje, porque hoje é um sábado para Jeová. Hoje vocês não o encontrarão no campo. 26  Vocês o apanharão por seis dias, mas não haverá nada no sétimo dia, o sábado.”+ 27  No entanto, no sétimo dia alguns do povo saíram para apanhá-lo, mas não encontraram nada. 28  Então Jeová disse a Moisés: “Até quando vocês se recusarão a guardar os meus mandamentos e as minhas leis?+ 29  Notem que Jeová lhes deu o sábado.+ É por isso que ele lhes dá o pão para dois dias no sexto dia. No sétimo dia todos devem ficar onde estão; ninguém deve sair do seu lugar.” 30  Então o povo guardou o sábado* no sétimo dia.+ 31  A casa de Israel chamou o pão de “maná”.* Ele era branco como a semente de coentro, e seu sabor era como o de bolachas de mel.+ 32  Moisés disse: “Isto é o que Jeová ordenou: ‘Recolham um gomor dele para ser guardado por todas as suas gerações,+ a fim de que eles vejam o pão que eu lhes dei para comer no deserto quando os tirei da terra do Egito.’” 33  Portanto, Moisés disse a Arão: “Pegue um jarro e ponha nele um gomor de maná, e coloque-o diante de Jeová para ser guardado por todas as gerações.”+ 34  E Arão o colocou diante do Testemunho+ para que fosse preservado, assim como Jeová havia ordenado a Moisés. 35  Os israelitas comeram o maná por 40 anos,+ até chegarem a uma terra que era habitada.+ Comeram o maná até chegarem às fronteiras da terra de Canaã.+ 36  Um gomor é um décimo de uma efa.*

Notas de rodapé

Lit.: “Entre os dois anoiteceres”.
Cerca de 2,2 l. Veja Ap. B14.
Ou: “almas”.
Ou: “uma celebração sabática”.
Ou: “descansou”.
Provavelmente vem da expressão hebraica que significa “O que é isto?”
Uma efa equivalia a 22 l. Veja Ap. B14.