Atos dos Apóstolos 1:1-26

1  No primeiro relato, Teófilo, escrevi sobre todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar,+  até o dia em que foi levado para cima,+ depois de ter dado instruções por meio do espírito santo aos apóstolos que havia escolhido.+  Depois de ter sofrido, mostrou a eles, por meio de muitas provas convincentes, que estava vivo.+ Foi visto por eles durante 40 dias e falou sobre o Reino de Deus.+  Enquanto estava reunido com eles, ordenou-lhes: “Não saiam de Jerusalém,+ mas continuem esperando o que o Pai prometeu,+ conforme eu lhes falei;  pois João, realmente, batizou com água, mas vocês serão batizados com espírito santo+ dentro de poucos dias.”  Assim, quando se reuniram, eles lhe perguntaram: “Senhor, é agora que o senhor vai restabelecer o reino a Israel?”+  Ele lhes disse: “Não cabe a vocês saber os tempos ou as épocas que o Pai colocou sob sua própria autoridade.*+  Mas, quando o espírito santo vier sobre vocês,+ receberão poder e serão minhas testemunhas+ em Jerusalém,+ em toda a Judeia e Samaria,+ e até a parte mais distante* da terra.”+  Depois de dizer isso, ele foi levado para cima enquanto eles olhavam, e uma nuvem o encobriu de modo que não puderam mais vê-lo.+ 10  E, enquanto olhavam fixamente para o céu durante a partida dele, de repente apareceram ao lado deles dois homens com roupas brancas+ 11  e disseram: “Homens da Galileia, por que estão parados aí olhando para o céu? Este Jesus, que do meio de vocês foi levado para o céu, virá da mesma maneira que o viram ir para o céu.” 12  Então eles voltaram a Jerusalém,+ saindo do chamado monte das Oliveiras, que fica perto de Jerusalém, à distância de apenas uma jornada de sábado. 13  Quando chegaram, subiram para a sala do andar de cima, onde estavam hospedados. Achavam-se presentes Pedro e também João, Tiago e André, Filipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zeloso, e Judas, filho de Tiago.+ 14  De comum acordo, todos eles persistiam em oração, junto com algumas mulheres,+ incluindo Maria, a mãe de Jesus, e junto com os irmãos dele.+ 15  Naqueles dias, Pedro se levantou no meio dos irmãos (os presentes ali somavam* cerca de 120 pessoas), e disse: 16  “Homens, irmãos, era necessário que se cumprisse o que o espírito santo, por meio de Davi, disse profeticamente nas Escrituras a respeito de Judas,+ que se tornou guia dos que prenderam Jesus.+ 17  Pois ele foi contado entre nós+ e foi escolhido para participar* neste ministério. 18  (Esse homem comprou um campo com o salário da injustiça+ e, ao cair de cabeça, seu corpo rebentou* e todas as suas vísceras se derramaram.+ 19  Todos os habitantes de Jerusalém ficaram sabendo disso, de modo que aquele campo foi chamado na língua deles de Acéldama, isto é, Campo de Sangue.) 20  Pois está escrito no livro dos Salmos: ‘Que a sua habitação fique desolada e que não haja nela habitantes’;+ e também: ‘Que outro tome o seu cargo de superintendente.’+ 21  Portanto, é necessário que um dos homens que nos acompanharam durante todo o tempo em que o Senhor Jesus realizou suas atividades* entre nós 22  (desde o seu batismo por João+ até o dia em que do nosso meio foi levado para cima)+ se torne testemunha conosco da sua ressurreição.”+ 23  Assim, indicaram dois: José, chamado Barsabás, que também era conhecido como Justo, e Matias. 24  Depois oraram, dizendo: “Ó Jeová,* tu que conheces o coração de todos,+ indica qual destes dois homens escolheste 25  para receber este ministério e este cargo de apóstolo, os quais Judas abandonou para ir para o seu próprio lugar.”+ 26  Então, lançaram sortes+ para decidir entre os dois, e a sorte caiu para Matias, e ele foi contado* com os 11 apóstolos.

Notas de rodapé

Ou: “jurisdição”.
Ou: “até os confins”.
Ou: “a multidão ali era de”.
Ou: “e obteve uma participação”.
Ou: “ele rebentou pelo meio”.
Lit.: “entrava e saía”.
Ou: “considerado”, isto é, visto da mesma forma que os outros 11.

Notas de estudo

Mídia

Betfagé, monte das Oliveiras e Jerusalém
Betfagé, monte das Oliveiras e Jerusalém

Este vídeo mostra um trajeto para chegar em Jerusalém vindo do leste. Começa no que hoje é o bairro de At-Tur (provavelmente onde ficava a aldeia de Betfagé citada na Bíblia) e vai até um dos pontos mais altos do monte das Oliveiras. Ao leste de Betfagé, na encosta leste do monte das Oliveiras, ficava a aldeia de Betânia. Jesus e seus discípulos costumavam passar a noite ali quando iam a Jerusalém. Betânia é hoje a cidade de el-ʽAzariyeh (Al ʽEizariya), nome árabe que significa “o lugar de Lázaro”. Tudo indica que Jesus se hospedava na casa de Lázaro, Marta e Maria. (Mt 21:17; Mr 11:11; Lu 21:37; Jo 11:1) Quando Jesus ia da casa de Lázaro, em Betânia, para Jerusalém, ele talvez seguisse um trajeto parecido com o que o vídeo mostra. Em 9 de nisã de 33 d.C., é bem possível que Jesus tenha saído de Betfagé quando montou num jumentinho, passou pelo monte das Oliveiras e foi para Jerusalém.

1. Estrada que vai de Betânia a Betfagé

2. Betfagé

3. Monte das Oliveiras

4. Vale do Cédron

5. Monte do Templo

Sala no andar de cima
Sala no andar de cima

Algumas casas em Israel tinham dois andares. O acesso ao andar de cima podia ser por dentro da casa, por meio de uma escada de mão ou de uma escada construída com madeira. Também podia ser pelo lado de fora da casa, por meio de uma escada de mão ou de uma escada feita de pedra. Foi numa grande sala no andar de cima, possivelmente parecida com a mostrada aqui, que Jesus celebrou a última Páscoa com seus discípulos e realizou a primeira Ceia do Senhor. (Lu 22:12, 19, 20) Parece que, quando o espírito de Deus foi derramado sobre cerca de 120 discípulos no dia da Festividade de Pentecostes, em 33 d.C., eles estavam em uma sala no andar de cima de uma casa em Jerusalém. — At 1:​15; 2:​1-4.