Salmo 32:1-11

De Davi. Masquil.* 32  Feliz é aquele cuja revolta é perdoada, cujo pecado é coberto.+   Feliz é o homem* a quem Jeová não imputa erro,+E em cujo espírito não há engano.+   Quando fiquei calado, meus ossos se gastaram por eu gemer* o dia inteiro.+   Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim.+A seiva da minha vida se transformou como no calor seco do verão.+ Selá.   Finalmente te confessei meu pecado e não encobri meu erro.+Eu disse: “Farei confissão das minhas transgressões a Jeová.”+E tu mesmo perdoaste o erro dos meus pecados.+ Selá.   Por esta causa, todo aquele que é leal orará a ti+Em tal tempo somente conforme puderes ser achado.+Quanto à inundação de muitas águas, não tocarão nele próprio.+   Tu és para mim um esconderijo; tu me resguardarás da própria aflição.+Cercar-me-ás de brados alegres ao pôr-me a salvo.+ Selá.   “Eu te farei ter perspicácia e te instruirei no caminho em que deves andar.+Vou dar conselho com o meu olho [fixo] em ti.*+   Não vos façais iguais ao cavalo e ao mulo sem entendimento,+Cuja fogosidade é preciso reprimir por meio de freio ou cabresto,+Antes de se chegarem* a ti.”+ 10  Muitas são as dores do iníquo;+Mas, quanto ao que confia em Jeová,* cerca-o a própria benevolência.*+ 11  Alegrai-vos em Jeová* e sede jubilosos, ó justos;+E gritai de júbilo, todos os que sois retos no coração.+

Notas de rodapé

“Masquil.” Hebr.: mas·kíl, possivelmente significando “poema contemplativo”. Alguns acham que 2Cr 30:22, que usa uma palavra de forma similar, vertida por “agir com discrição”, forneça a chave para o seu significado. LXX: “De pronto entendimento.” Veja 53:2 n.: “perspicácia”.
Ou “homem terreno”. Hebr.: ’a·dhám.
Lit.: “rugir”.
“Fixarei meu olho em ti”, mediante uma ligeira correção.
Ou “para que não se cheguem”. Lit.: “não há aproximação”. Este verbo hebr. está aqui no infinitivo construto.
Veja Ap. 1C sec. 10.
Ou “amor leal”.
Veja Ap. 1C sec. 10.