Mateus 16:1-28

16  Ali se aproximaram dele os fariseus+ e saduceus, e, tentando-o, pediram-lhe que lhes mostrasse um sinal do céu.+  Em resposta, disse-lhes: “[[Ao cair a noite, costumais dizer: ‘Haverá tempo bom, pois o céu está vermelho’;  e, de manhã: ‘Hoje haverá tempo frio e chuvoso, pois o céu está vermelho, mas de aspecto sombrio.’ Vós sabeis interpretar a aparência do céu, mas os sinais dos tempos não podeis interpretar.]]*+  Uma geração iníqua e adúltera* persiste em buscar um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado,+ exceto o sinal de Jonas.”+ Com isto se afastou, deixando-os atrás.+  Os discípulos passaram então para a outra margem e se esqueceram de levar pães.+  Jesus disse-lhes: “Mantende os olhos abertos e vigiai-vos do fermento dos fariseus e dos saduceus.”+  Começaram assim a raciocinar entre si, dizendo: “Não trouxemos pães conosco.”  Sabendo isso, Jesus disse: “Por que raciocinais assim entre vós, por não terdes pães, vós os de pouca fé?+  Não compreendeis ainda a questão, ou não vos lembrais dos cinco pães, no caso dos cinco mil, e de quantos cestos recolhestes?+ 10  Ou dos sete pães, no caso dos quatro mil, e de quantos cabazes recolhestes?+ 11  Como é que não discernis que não vos falei de pães? Mas, vigiai-vos do fermento dos fariseus e dos saduceus.”+ 12  Compreenderam então que ele dissera que se vigiassem, não do fermento dos pães, mas do ensino+ dos fariseus e dos saduceus. 13  Tendo então chegado às regiões de Cesaréia de Filipe, Jesus foi perguntar a seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do homem?”+ 14  Disseram: “Alguns dizem João Batista,+ outros, Elias,+ ainda outros, Jeremias ou um dos profetas.” 15  Disse-lhes ele: “Vós, porém, quem dizeis que eu sou?”+ 16  Em resposta, Simão Pedro disse: “Tu és o Cristo,+ o Filho do Deus vivente.”+ 17  Jesus lhe disse, em resposta: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas,* porque [isso] não te foi revelado por carne e sangue, mas por meu Pai, que está nos céus.+ 18  Também, eu te digo: Tu és Pedro,+ e sobre esta rocha*+ construirei a minha congregação,* e os portões do Hades*+ não a vencerão.+ 19  Eu te darei as chaves do reino dos céus, e tudo o que amarrares na terra, será a coisa amarrada* nos céus, e tudo o que soltares na terra, será a coisa solta* nos céus.”+ 20  Advertiu, então, severamente os discípulos que não dissessem a ninguém que ele era o Cristo.+ 21  Daquele tempo em diante, Jesus Cristo principiou a mostrar aos seus discípulos que ele tinha de ir a Jerusalém e sofrer muitas coisas da parte dos anciãos, e dos principais sacerdotes, e dos escribas, e [que tinha] de ser morto e de ser levantado no terceiro dia.+ 22  Em vista disso, Pedro, tomando-o à parte, principiou a censurá-lo, dizendo: “Sê benigno contigo mesmo, Senhor; não terás absolutamente tal [destino].”+ 23  Mas ele, voltando-lhe as costas,* disse a Pedro: “Para trás de mim, Satanás!+ Tu és para mim pedra de tropeço, porque não tens os pensamentos de Deus,+ mas os de homens.”* 24  Jesus disse então aos seus discípulos: “Se alguém quer vir após mim negue-se a si mesmo e apanhe a sua estaca de tortura,* e siga-me continuamente.+ 25  Pois, todo aquele que quiser salvar a sua alma,* perdê-la-á; mas todo aquele que perder a sua alma por minha causa, achá-la-á.+ 26  Pois, de que proveito será para o homem, se ele ganhar o mundo inteiro, mas pagar com a perda da sua alma? Ou que dará o homem em troca+ de sua alma?+ 27  Porque o Filho do homem está destinado a vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e então recompensará a cada um segundo o seu comportamento.+ 28  Deveras, eu vos digo que há alguns dos parados aqui que não provarão absolutamente a morte, até que primeiro vejam o Filho do homem vir no seu reino.”+

Notas de rodapé

Segundo CDWItVg; אBSyc,sArm omitem as palavras entre colchetes duplos.
“Adúltera.” Gr.: moi·kha·lís; lat.: a·dúl·te·ra.
Lit.: “Barjonas”, significando “Filho de Jonas”. Gr.: Ba·ri·o·ná; J17,18,22(hebr.): Bar-Yoh·náh. Bar é um estrangeirismo aram. para “filho”. Veja Esd 5:2 n.
“Tu és Pedro, e sobre esta rocha.” Nas línguas originais, as palavras para “Pedro”, significando “Um Pedaço de Rocha”, são masc. (gr.: Pé·tros, masc.; lat.: Pé·trus, masc.; sir.: Ki’·fa’, precedido pelo pronome pessoal masc. hu), ao passo que as palavras para “rocha” são fem. (gr.: pé·trai, dativo, fem. sing.; lat.: pé·tram, fem.; sir.: ki’·fa’, precedido pelo adjetivo demonstrativo fem. ha·de’).
Ou “minha eclésia (assembléia)”. Gr.: mou ten ek·kle·sí·an; J17,18,22(hebr.): qehil·la·thí.
“Hades.” Gr.: haí·dou; J7,8,10-14,16-18,22(hebr.): she’óhl. Veja Ap. 4B.
Ou “a coisa já amarrada”, o particípio passivo perfeito.
Ou “a coisa já solta”, o particípio passivo perfeito.
Ou “virando-se”.
Ou “não tens a mente de Deus, mas a de homens”.
Veja Ap. 5C.
Ou “vida”. Veja Ap. 4A.