Jeremias 40:1-16

40  A palavra que veio a haver para Jeremias da parte de Jeová, depois de Nebuzaradã,+ chefe da guarda pessoal, o ter enviado de Ramá,+ tomando-o enquanto estava preso com algemas no meio de todos os exilados de Jerusalém e de Judá, que estavam sendo levados ao exílio em Babilônia.+  O chefe da guarda pessoal tomou então Jeremias e disse-lhe: “O próprio Jeová, teu Deus, proferiu esta calamidade contra este lugar,+  para que Jeová [a] cumprisse e fizesse assim como falou, porque vós pecastes contra Jeová e não obedecestes à sua voz. E esta coisa vos aconteceu.+  E agora, eis que te livrei hoje das algemas que havia nas tuas mãos. Se for bom aos teus olhos vir comigo a Babilônia, vem, e eu manterei os meus olhos fixos em ti.+ Mas, se for mau aos teus olhos vir comigo a Babilônia, refreia-te. Vê! O país inteiro está diante de ti. Vai para onde quer que for bom e direito aos teus olhos ir.”+  E ele ainda não ia retornar, quando [Nebuzaradã disse]: “Retorna deveras a Gedalias,+ filho de Aicão,+ filho de Safã,+ a quem o rei de Babilônia encarregou das cidades de Judá, e mora com ele no meio do povo; ou vai para onde quer que for direito aos teus olhos ir.”+ E o chefe da guarda pessoal deu-lhe então uma subsistência alimentícia e um presente, e deixou-o ir.+  Conseqüentemente, Jeremias chegou a Gedalias,+ filho de Aicão, em Mispá,+ e passou a morar com ele no meio do povo que fora deixado no país.  Com o tempo, todos os chefes* das forças militares que estavam no campo,+ eles e seus homens, chegaram a ouvir que o rei de Babilônia encarregara do país a Gedalias, filho de Aicão, e que o encarregara dos homens, e das mulheres, e das criancinhas, e de alguns dos de condição humilde do país, que não tinham sido levados ao exílio em Babilônia.+  Chegaram, pois, a Gedalias em Mispá, sim, Ismael,+ filho de Netanias,* e Joanã+ e Jonatã, filhos de Careá, e Seraías, filho de Tanumete, e os filhos de Efai, o netofatita,+ e Jezanias,*+ filho do maacatita,+ eles e seus homens.+  E Gedalias,+ filho de Aicão,+ filho de Safã,+ passou a jurar+ a eles e aos seus homens, dizendo: “Não tenhais medo de servir os caldeus. Continuai a morar no país e servi o rei de Babilônia, e vos irá bem.+ 10  E quanto a mim, eis que estou morando em Mispá,+ a fim de ficar de pé perante os caldeus que virão a nós. E quanto a vós mesmos, recolhei vinho,+ e frutas de verão, e azeite, e ponde [isso] nos vossos vasos e morai nas vossas cidades que tomastes.” 11  E todos os judeus que estavam em Moabe e entre os filhos de Amom, e em Edom, e os que estavam em todos os [outros] países,+ também ouviram que o rei de Babilônia dera um restante a Judá e que encarregara deles Gedalias,+ filho de Aicão, filho de Safã. 12  E todos os judeus começaram a retornar de todos os lugares aos quais tinham sido dispersos, e continuaram a entrar na terra de Judá, [chegando] a Gedalias, em Mispá.+ E foram recolher vinho e frutas de verão em quantidade muito grande. 13  Quanto a Joanã,+ filho de Careá,+ e todos os chefes das forças militares que estavam no campo,+ chegaram eles a Gedalias, em Mispá. 14  E passaram a dizer-lhe: “Acaso não sabes que o próprio Baalis, rei dos filhos de Amom,+ enviou Ismael,+ filho de Netanias,+ para golpear-te a alma?” Mas Gedalias, filho de Aicão, não lhes deu crédito.+ 15  E o próprio Joanã,+ filho de Careá, disse a Gedalias num esconderijo em Mispá: “Quero ir agora e golpear Ismael, filho de Netanias, visto que ninguém saberá de nada.+ Por que devia ele golpear-te a alma* e por que teriam de ser espalhados todos os de Judá que estão sendo reunidos a ti e perecer o restante de Judá?”+ 16  Mas Gedalias,+ filho de Aicão,+ disse a Joanã, filho de Careá: “Não faças tal coisa, pois é uma falsidade o que estás falando a respeito de Ismael.”+

Notas de rodapé

Ou “os príncipes das”. Hebr.: sa·réh.
Significando “Jeová Deu”. Hebr.: Nethan·yá·hu.
“E Jezanias.” Hebr.: wI·zan·yá·hu, significando “Jeová Dá Ouvidos”.
“Devia ele golpear-te a alma”, isto é, mortalmente. Hebr.: yak·kék·kah né·fesh; gr.: pa·tá·xei sou psy·khén; lat.: in·ter·fí·ci·at á·ni·mam tú·am. Veja Ap. 4A.