Ezequiel 28:1-26

28  E continuou a vir a haver para mim a palavra de Jeová, dizendo:  “Filho do homem, dize ao líder de Tiro: ‘Assim disse o Soberano Senhor Jeová: “‘“Visto que teu coração se ensoberbeceu+ e estás dizendo: ‘Sou deus.*+ No assento de deus* me assentei,+ no coração do alto-mar’,+ sendo que tu és homem terreno*+ e não deus,+ e continuas a fazer teu coração como o coração de deus —  eis que és mais sábio do que Daniel!+ Não há segredos que estejam à altura de ti.+  Pela tua sabedoria e pelo teu discernimento produziste riqueza para ti mesmo, e continuas a receber ouro e prata nos teus depósitos.+  Pela abundância da tua sabedoria,+ pelas tuas mercadorias,+ fizeste abundar a tua riqueza+ e teu coração começou a ensoberbecer-se por causa da tua riqueza.”’+  “‘Portanto, assim disse o Soberano Senhor Jeová: “Visto que fizeste teu coração igual ao coração de deus,+  por isso, eis que farei chegar sobre ti estranhos,+ os tiranos das nações,+ e eles hão de desembainhar as suas espadas contra a beleza da tua sabedoria e profanar a tua refulgência.+  À cova te farão descer,+ e terás de ter a morte de alguém morto no coração do alto-mar.+  Acaso dirás terminantemente: ‘Sou deus’, diante daquele que te mata,+ sendo que és mero homem terreno e não deus+ na mão dos que te profanam?”’ 10  “‘Terás as mortes dos incircuncisos às mãos de estranhos,+ pois eu é que falei’, é a pronunciação do Soberano Senhor Jeová.” 11  E continuou a vir a haver para mim a palavra de Jeová, dizendo: 12  “Filho do homem, levanta uma endecha concernente ao rei de Tiro,+ e tens de dizer-lhe: ‘Assim disse o Soberano Senhor Jeová: “‘“Tu estás selando o modelo, cheio de sabedoria+ e perfeito em beleza.+ 13  Vieste a estar no Éden, jardim* de Deus.*+ Toda pedra preciosa era a tua cobertura: rubi, topázio e jaspe; crisólito,* ônix+ e jade; safira, turquesa+ e esmeralda; e era de ouro o artesanato dos teus engastes e dos teus encaixes em ti. Foram aprontados no dia em que foste criado. 14  Tu és o* querubim ungido* que cobre, e eu te constituí.* Vieste a estar no monte santo de Deus.*+ No meio de pedras afogueadas* andavas. 15  Eras sem defeito nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado,+ até que se achou injustiça em ti.+ 16  “‘“Por causa da abundância das tuas mercadorias+ encheu-se o teu meio* de violência, e começaste a pecar.+ E eu te porei para fora do monte de Deus,* por seres profano, e te destruirei,+ ó querubim que cobre,* do meio das pedras afogueadas.* 17  “‘“Teu coração se ensoberbeceu por causa da tua beleza.+ Arruinaste a tua sabedoria por causa da tua refulgência.+ Vou lançar-te para a terra.+ Vou pôr-te diante de reis, [para que] olhem para ti.+ 18  “‘“Devido à abundância dos teus erros,+ por causa da injustiça das tuas mercadorias,+ profanaste* os teus santuários. E farei sair um fogo do teu meio. É o que terá de devorar-te.+ E farei de ti cinzas sobre a terra diante dos olhos de todos os que te vêem.+ 19  Quanto a todos os que te conhecem entre os povos, hão de olhar para ti espantados.+ Terrores repentinos é o que te terás de tornar, e não serás mais por tempo indefinido.”’”+ 20  E continuou a vir a haver para mim a palavra de Jeová, dizendo: 21  “Filho do homem, fixa a tua face em direção a Sídon+ e profetiza contra ela. 22  E tens de dizer: ‘Assim disse o Soberano Senhor Jeová: “Eis que sou contra ti,+ ó Sídon, e eu certamente serei glorificado no meio de ti;+ e as pessoas terão de saber que eu sou Jeová, quando eu executar atos de julgamento+ nela e eu realmente for santificado nela.+ 23  E vou enviar a peste para dentro dela e sangue para dentro das suas ruas.+ E o que for morto terá de cair no seu meio pela espada contra ela, por todos os lados;+ e as pessoas terão de saber que eu sou Jeová.+ 24  E não mais se mostrará haver para a casa de Israel um ferrão maligno+ ou um espinho doloroso dentre todos os que estão em volta deles, todos os que os menosprezam; e as pessoas terão de saber que eu sou o Soberano Senhor Jeová.”’ 25  “‘Assim disse o Soberano Senhor Jeová: “Quando eu reunir a casa de Israel dentre os povos entre os quais foram espalhados,+ vou também ser santificado entre eles aos olhos das nações.+ E certamente morarão sobre o seu solo+ que dei ao meu servo, a Jacó.+ 26  E realmente morarão sobre ele em segurança,+ e construirão casas+ e plantarão vinhedos,+ e terão de morar em segurança+ quando eu executar atos de julgamento em todos os que os menosprezam ao redor deles;+ e terão de saber que eu sou Jeová, seu Deus.”’”*

Notas de rodapé

“Deus (divino).” Hebr.: ’el; gr.: the·ós; lat.: dé·us.
“Deus.” Hebr.: ’elo·hím; lat.: dé·i.
Ou “humano”. Hebr.: ’a·dhám; gr.: án·thro·pos; lat.: hó·mo.
“Jardim.” Hebr.: gan; gr.: pa·ra·deí·sou; sir.: par·dai·seh; lat.: pa·ra·dí·si.
“Deus.” Hebr.: ’Elo·hím; gr.: The·oú; lat.: Dé·i.
“Crisólito”, Vg; hebr.: tar·shísh.
“Tu és o”, MTVg; mediante sinais vocálicos diferentes: “Com o”, em harmonia com LXXSy e o árabe.
Lit.: “querubim duma unção [possivelmente: expansão]”. Hebr.: kerúv mim·sháhh.
Lit.: “dei”. “Tu és o rei ungido no reino, e eu te dei grandeza”, T; LXX: “Com o querubim eu te constituí”; Sy: “Vieste a estar com o querubim ungido que cobre, e eu te constituí”; Vg: “Tu és o querubim estendido e protetor, e eu te constituí.”
“Deus.” Hebr.: ’Elo·hím; lat.: Dé·i.
Lit.: “pedras de fogo”.
“Encheu-se o teu meio”, M; Sy: “encheste o teu próprio meio”; T: “teus depósitos foram enchidos”; LXX: “encheste os teus depósitos”; Vg: “tuas entranhas foram enchidas”.
“Deus.” Hebr.: ’Elo·hím; gr.: The·oú; lat.: Dé·i.
“Te destruirei, ó querubim que cobre”, MSy; Vg: “Eu te destruí, ó querubim protetor”; LXX: “o querubim te levou embora”.
Lit.: “pedras de fogo”.
“Profanaste”, MSyVg; LXXB: “profanei”.
Ou “eu, Jeová, sou seu Deus”. Hebr.: ’aní Yehwáh ’Elo·heh·hém.